terça-feira, 21 de junho de 2011

UM DEDINHO DE PAPAI DO CÉU....

O Sábado foi diferente dos outros. Ao contrário de ser sempre tranquilinho, dessa vez, muitos eventos me alertavam sobre o que poderia acontecer. Pois bem, festinha junina do meu filho de 3 anos (aliás, lindo demais), e aniversário de criança.. à noite...Como sempre digo..meu filho vem sempre em 1º lugar, então, metí um saltão agulha de dar inveja a qualquer mulher e qualquer dragqueen e lá fui eu...E nada de ficar sentada, muito pelo contrário...Sou muiot adepta à frase: "Se tá no inferno, abraça o Diabo"...Então..tive direito a tuuuuuuuudo..muita bolinha de queijo, muito "pra lá e pra cá", muito nitendo wii, muitos jogos de mesa e muuuuuuuuito brigadeiro...Daria pra ver....Cheguei em casa às 0:00 hrs...

Ás 06:30 estava de pé...ou quase. Tudo doía. Tudo meeeeeesmo. Nunca pensei que participar d euma inocoente festa infantil, poderia me deixar desse jeito. Por conta dos jogos de boliche do nitendo wii e mais os jogos de mesa fiquei com os braços e costas doendo...um horror. Mas "vanbora"...

3 dores de barriga. Meu pai já estava lá embaixo e tive subir correndo de novo...4 dores de barriga. Nenhuma vontade de correr....F...E ainda tinha que me justificar com meu parceiro sobre a questão de ter perdido a corrida. Aff.

Assim que desci pra encontrar com meu pai, um gato preto em cima do muro me olhava. Se eu fosse superticiosa, ainda que um pouquinho, já seria o motivo que eu precisava pra voltar para cama e continuar o que estava fazendo há menos de 6 horas (um verdadeiro sacrilégio, diga-se de passagem). Mas segui...rs...dando um xauzinho pro gatinho preto.

Chegamos á concentração com tempo sobrando. Geralmente quando eu estou sem vontade de competir, ela acaba aparecendo diante daquela gente toda, ali, acordando de manhã, cheia de gás...Domingo, não apareceu.

De certa forma tudo era um grande motivo. Trabalho novo, horário novo, treinos que não rendiam e treinos que não aconteciam. Um Campeonato que ra Santista e virou Paulista. Muito salgadinho na barriga, muito cansaço. Nada combinava com aquilo.

Procurei meu parceiro para me desculpar sobre o episódio de Bertioga. Apesar dele dizer que "Tudo bem, acontece", sentí um pouco de tristeza. Nessa hora, não tinha muito que explicar. Pensei que ele quisesse abandonar tudo, o que seria compreensível, porém sua resposta foi bem diferente: "Não, circuito é circuito. Só acaba na 6a etapa. Vamos até o fim". Situação resolvida.

Na largada, uma grande confusão para registrar o chip. Acabei ficando lá pra trás. Regina, uma amiga minha da categoria 55-59 me pediu para que eu a policiasse durante a prova, não a deixando largar forte, pois sempre quebrava e acabava perdendo colocações. Era o que eu precisava ouvir. "Regina, quanto tu quer fazer"? Ela me respondeu que queria fazer 48:30. Ótimo..."Então, vamos fazer..Hoje eu vou com você e você fará o seu tempo". Ela até tentou me convencer (inutilmente) de que isso me prejudicaria, pois ela sabia que eu largava mais forte e fazia tempo mais baixo, porém, eu manifestei que queria mesmo ajudá-la. Pronto...achei o estímulo que o gato preto achou que tinha me roubado...rs

Com o fuóó´da largada, colei na Regina e encorporei a "técnica"...rs...Sempre com palavras incentivadoras, Regina agunetava o ritmo exato para fechar em 48:30. Há menos de 50 metros, a adversária que ela queria bater. "Não perde ela de vista, gruda, gruda e respira, respira..você tá bem". A adversária de Regina sentiu o perigo e apertou. Regina também sentiu...mas foi o cansaço. Começou a respirar de maneira ofegante. Pra mim, totalmente normal. Você está correndo num ritmo forte..espera-se que não estja confortável. E os idiotas que passavam do lado dela, ao invés de ficar quietinho, diziam: " A respiração tá alterada, diminui o ritmo"...

Porra.....quem não fica com respiração alterada durante uma prova? Quem que não quer resultados corre sem colocar os bofes pra fora??? Eu fiquei muito puta... e continuei dizendo para que ela continuasse ali forte...pois ela´é Maratonista, tem força, tem gás.. era só continuar...e que todo mundo ali tava sofrendo, não era só ela. Eu apenas falava para que ela manter o ritmo e puxar respiração de lá do fundo...

Nos postos de água, eu acelerava, pegava, trazia pra ela e voltava a ficar na frente. Acho que corri bem mais do que 10km...rs...E então no km 6, emparelhei com a adversária dela, com o intuito de fazer regina me seguir bravamente. Não conseguí. E então...fui acelerando. Uma menina da minha categoria passou por mim voada. Mas a idéia era ajudar a Regina. Deixei que fosse...em termos. Ainda soltei pra ela: "Bora Ana, bora roubar uns pontinhos das Paulistas". Ok, eu  estava ali paa ajuda  Regina , poRém, não ia da esse mole pRa guia né...Rs....


No km 8 acelerei o que eu podia. Eu tinha perdido muto  tempo ajudando  Regina e agora eu tinha que correer atras do pejú...tudo bem...Fiz o meu pior tempo do ano...0:49:19..kkkkkkkkkkkkk....


Sem nenhuma expectativa, reunimos a tuma, sorteamos 2 pares de tênis, batemos um papo. Nem esperei a pemiação. Estava contente, apesar de Regina  não ter conseguido fechar em 0: 48:30 como queria. Acabou fechando em 0:51:32 Também ficou feliz e me agradeceu muito pela força que eu "tentei" dar a ela.

Cheguei em casa suuuuper contente mesmo. Tinha feito um tempo ruim, não tinha pegado o pódio, mas tinha feito melhor...ajudado uma amiga...

Na manhã de segunda-feira, curiosidade mata...fui dar uma olhadinha no resultado. E surpresinha: Papai do céu me recompensou com o 5º lugar. Isso aconteceu porque a 3a colocada, não correu, pois optou por participar da prova de São Paulo...Sabe o que foi engraçado? lembram da menina da minha categoria que encontrei lá no Cais e pedi pra ela segurar firme pra roubar pontos das Paulistas? Ela ficou em 6º..ou seja, se eu não tivesse dado um estalo tipo.."essa não vai passar não"...eu ia ficar com muita, mas muita raiva mesmo...rs...

O bom, é que ficando em 5º ainda tenho alguma chance no final do campeonato, já que algumas das colocadas não correram a 1a etapa e portanto não pontuaram...

olha o 5º lugar vazio.....mas foi meeeeeeeeeeeeuuuuuuuuuu

Sinceramente esse´5º na verdade não estava tão vazio assim...teve Zebra...rs...Urubu, gato preto, mas também Papai do Céu...

Como eu sempre digo...As coisas não acontecem por acaso e certamente essa prova não será lemmbrada pelo pódio...isso só foi mais um na minha vida de muitos que ainda virão, mas sim, pela opção de eu largar tudo para ajudar uma amiga...Fiquei orgulhosa de mim mesma...juro por Deus! E na boa, acho que lá em cima, recebí algumas palmas convertidas num 5º lugar!



Olha aí eu de verde e a Regina de azul ao meu lado...Corrida também é isso...

3 comentários:

Jorge disse...

Olá guerreira Lu, bom dia que agenda agitada que vc teve neste final de semana hein amiga...rsss...Olha independente de qual for sua religião em primeiro lugar vc deve ter em mente que Deus está em primeiro lugar em tudo que vc fizer, sei que vc é mãe e ama muito o seu filho, mas Deus deve estar em primeiro lugar, pq sem ele nós não somos nada...Pelo visto a festa foi arregada hein, comeu a beça e praticou esporte queimando calorias no wii no nintendo...rssss...quando vc falou da dor de barriga e do gato preto ri pacas...mas ainda bem que tudo saiu certinho...rsss, legal que vc correndo e servindo de staff para sua amiga e parabéns pelo 5 lugar mandou bem é isso aeeee...Continue mantendo o foco...bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

DricaPeixoto disse...

Que bela recompensa, hein? Vc ficou feliz e sua amiga tb.
Quanto a respiração ofegante, não tem jeito, se for acima do que está acostamada o pulmão vai gritar mesmo. Faz parte!

Agora, rí muito alto com o grato preto no muro. hahaha

Beijos

Marcus,Realengo disse...

Olá! De vez em quando é bom curtir a corrida desta forma, e melhor ainda, poder ajudar uma amiga, e de quebra ainda pegar um pódio, aí fechou com chave de ouro. Parabéns.