domingo, 20 de novembro de 2011

FIM DE CAMPEONATO, FIM DO ANO, FIM DE TUDO....

Pra mim véspera de prova é sagrada. Claro, com algumas exceções. Não vamos ficar bitolados na idéia de que somos quenianos e que não podemos dar uma passeadinha no dia anterior. Mas na boa, acho importante a gente fazer coisas lights, não se estressar para que no dia da prova, tudo esteja no devido lugar.

Sabadão. A idéia era justamente essa, já que os treinos estavam começando a engrenar desengrenando. E então...uma puuuuta discussão realmente poderia ter me desistabilizado, mas felizmente me deixou mais leve. Coloquei tudo que me sufocava pra fora e acabei resolvendo todas as pendências que poderiam continuar minando os meus treinos...em resumo minha vida.

Presente de Deus

Ás 06:15 estava de pé.. e dormi feito um anjinho...rs...Cheguei na concentração e tudo ainda estava sendo levantado..pra variar. Atravessei a rua e fotografei ...um presente de Deus...Não dá pra não agradecer....Era ali que eu iria corrrer, e era ali que mais um Campeonato terminava. Seis etapas se foram. Ok...3 muito boas, 3 nem tanto, mas ainda assim...6 etapas se foram...Em meio a trancos e barrancos, a alegrias, a decepções, promessas de volta aos treinos e as mesmas promessas quebradas e refeitas...enfim...era o fim de mais um ano de treino e determinação.


08:30 era a largada. Coloquei o fone no ouvido. Se eu não corresse com música, não sei o que iria acontecer...rs...25ºC. Estava sol, estava quente. E eu que vinha treinando à noite, correr com sol não era lá tão favorável, diga-se de passagem...

E lá fui eu...Cecília, uma amiga minha, resolveu me dar uma forcinha, apesar de estar ali por amizade, já que ela está em ótima forma física....Mas tão generosa, achou melhor correr comigo a chegar 2, talvez 3 minutos na minha frente.

No km 1, só por curiosidade, olhei para o relógio...e percebí que? Estava zerado...kkkk.... No estress, ativei no km 1 e pronto...Há algum tempo atrás, isso seria a morte pra mim! E ví que estava a 5:12 por km...é né....rsrs....Marcus, desculpa te decepcionar...rs....!!!!!

Bacana que quase na altura do km 4, avistei lá na frente meu pai de pipoca no meio da multidão. Fiquei tão feliz. Sei o que representa pra ele estar ali correndo de novo no meio da gente.. Só quem se lesiona sabe a alegria que é, conseguir, seja lá em que ritmo...voltar a correr. Cheguei nele, porém nos separamos pouco depois, já que ele faria somente metade do percurso. Fiquei feliz, muiot feliz.

E se em todas as outras provas, eu ia deixando em cada km um problema, dessa vez, fui fazendo um pedido...10...rs...E como eu disse a um amigo: " O Gênio da lâmpada me concedeu apenas 3 e eu já os gastei há mais de 5 anos atrás...rs.."  Então, esse foi o jeito de pedir mais algumas coisinhas...rs...

Como eu disse, o sol estava forte e realmente me passou sim pela cabeça parar. Mas o que eu ia ganhar com isso? Me sentir uma bosta...no mínimo...então...bora lá colar em qualquer pessoa que pareça estar como você...ou seja, com vontade de morrer....rsrsrs...num bom sentido, óóóóóbvioooooooo.....

E então, percebí que não adiantava eu correr... tudo estava perdido, de certa forma. Não havia mais a menor possibilidade de eu fazer o tempo que eu desejava..48min...aliás estava tão longe...rsrsrs....

O que eu tinha a fazer então? Diminuir e correr só pra chegar....salvo se eu quisesse novamente chegar toda torta, vomitando e pagando um King Kong...Nada disso...nada de Kink Kong!

E assim foi até eu avistar a chegada..linda chegada...Nada mudou....0:52:34. Menos de 1 minuto abaixo e uma sensação de que tinha corrido acima de 10 minutos...Tudo bem...deixa pra lá...

Na verdade tufo chegou ao fim. E o importante foi ter tido a força e determinação que eu precisava e que era necessária pra não desistir lá a trás na 3a etapa quando muita coisa aconteceu. Segui em frente e com certeza isso me fez perceber o que realemnte eu já tinha que ter percebido: Deus dá o frio, conforme o cobertor. Nós somos os seres mais adaptáveis do mundo. Temos essa capacidade. E então, se sentirmos dor, se sentirmos vontade de desistir de tudo, com toda certeza posso afirmar: iremos nos acostumar. É assim sempre...

Apesar de ter ficado fora da Premiação do Campeonato este ano, termino feliz, e com uma sensação de ver cumprido.

Depois que voltamos na corrida, já era hora de nos arrumarmos. Chegou o dia da confraternização da equipe. A gente espera o ano inteiro pra isso. Vamos cansados, mas todos felizes, contando as façanhas da última prova e relembrando todas as anteriores.


meu filhote lindooooo....

Fato é que foi divertido. Cantei, ri, e descobri que tenho um talento em casa. Meu filho subiu ao palco, cantou, se empolgou e não queria largar o microfone...rsrs...


E querem saber da novidade? Perguntem a ele se ele quer fazer natação...A resposta é enfática: "Não, eu quero fazer correria!"...kkkkkkkkkkkkkkkk... Eita que esse garoto me enche de orgulho!!!

E pra variar, fizemos o sorteio de prêmios. Eu queria ter ganhado o quadro de medalhas que tb ganhei no ano passado, mas não ganhei. De toda forma, minha mãe abocanhou mais uma vez uma garrafa de vinho....rs...já virou tradição...rsrsrsr


E foi isso...Semana que vem, talvez participe como pipoca de uma prova noturna aqui na minha cidade...mas vamos ver....De toda forma....feliz!!!!


3 comentários:

Marcus disse...

Parabéns!
Vc disse que tinha me decepcionado, pelo contrário, fiquei orgulhoso mais uma vez de torcer por vc, pq teve problemas (que não acabam nunca,rsrs) no dia anterior a prova e mesmo assim foi lá e fez sua parte dentro daquilo que era possível fazer. Mais uma vez vc se superou, parabéns e um abraço.Obs:seu filho já tá um garotão.

Ms Harkins disse...

Oi Lucy,

lindo o teu relato! Segue firme que 2012 vai ser melhor para todas nós. Bjs

José Bento disse...

Parabéns pelo trabalho. Estou te seguindo e te convido a seguir o meu VIDA VIVA POEMAS www.jbcontatos2.blogspot.com

Um abraço!