sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

NOVIDADE NO MERCADO....

Recentemente chegou ao mercado mais um modelo de tênis que promete conforto e estilo aos corredores. O novo modelo de tênis da Tryon, o Sevilha, é perfeito para a prática de running e ideal para quem procura melhorar a performance hora da corrida. Com cabedal em tecido respirável, o calçado possui a tecnologia DSS placa estabilizadora que evita torção no ato da pisada. O solado é feito em Rubber Force, garante maior resistência à abrasão e tração ao solo. Um dos diferenciais do Sevilha é a tecnologia exclusiva EY3, sistema de amortecimento com fissuras em forma de Y que ajuda a absorver o impacto e dissipar a força uniforme para devolvê-la ao pé na forma do impulso. O preço gira em torno de R$ 139,90.
FOI A DICA.

BRASILEIROS BUSCAM VAGA PARA MUNDIAL

Os representantes do Brasil no Sul-americano de cross coutry, que será realizado neste domingo em Assunção, no Paraguai, além de almejarem a vitória, estarão em busca de uma vaga no mundial da modalidade, que acontecerá em 30 de março, na cidade escocesa de Edimburgo.
A lista dos atletas que estarão em Assunção foi divulgada nesta quinta-feira pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). O principal nome da relação é o de Marilson Gomes dos Santos, atual campeão da Copa Brasil de cross country, além de ser um dos brasileiros com índice para Pequim-2008, nos 10.000m.
Entre os demais convocados estão Cosme Ancelmo dos Santos, sexto no ranking nacional da maratona e também com índice A para Pequim na mesma prova; Zenaide Vieira, medalha de bronze nos 3.000m com obstáculos nos Jogos Pan-americanos do Rio-2007, além de Maria Zeferina Baldaia, campeã da Maratona de São Paulo em 2002 e medalha de bronze no Sul-americano de cross country de 2007.
Confira a lista completa dos convocados:

MASCULINO (12 km)

* Marilson Gomes dos Santos
* Damião Ancelmo de Souza
* Cosme Ancelmo de Souza
* José Gutembergue Ferreira
* José Cícero Eloy

FEMININO (8 km)

* Zenaide Vieira
* Isabel Cristina Feliciano da Silva
* Maria Zeferina Baldaia
* Rosangela Pereira Farias

Agora é só torcer....

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008



TOP 10 - OS 10 MANDAMENTOS PARA MELHOR RENDIMENTO NA CORRIDA


Bom, terminaremos a série de matérias (que chic.. série de matérias) sobre os 10 mandamentos para melhor rendimento na corrida. Primeiramente, espero ter trazido grandes e valiosas informações, pois esse foi o intuito. Ah, e agradeço também a paciência de lerem cada tópico, e comentarem.. isso me deixou bem feliz e cheia de idéias para novas séries de matérias.. (daqui a pouco estou largando a advocacia rumo ao jornalismo...rs...)

Nesse último tópico, vamos finalizar falando sobre suplementos. Eu particularmente tomava redoxon e Supradin que eram mais polivitamínicos. Na verdade minha médica hematologista foi quem me receitou, já que sofro de uma doença crônica imunológica chamada de púrpura trombostopência. Essa doença não é grave, mas´são necessários alguns cuidados. Geralmente uma pessoa normal possui acima de 150mil plaquetas no corpo. Eu, vario entre 60 e 100 mil. Enquanto eu estiver dentro desse parâmetro, tudo ok, mas caso abaixe para menos de 50 mil, o que nunca aconteceu, graças a Deus, poderia sofrer uma hemorragia cerebral. Todavia, a mocinha aqui descobriu essa doença só aos 23 anos quando já vinha de esforços físicos estrondosos, o que deixou minha médica de boca aberta, já que seria impossível uma pessoa com a qantidade d epalquetas que eu tinha, fazer tanto esforço físico sem sentir exatamente nada. Pois bem, acabei falando disso, para explicar que eu tomo os tais polivitamínicos a fim de que compense todo o esforço que eu faço nas corridas. Mas vamos lá conhecer um pouquinho do assunto..

10 – Melhor suplemento

Correr é uma excelente forma de queimar calorias, trabalhar o sistema cardiorespiratório e de tonificar e dar forma às pernas e glúteos. A corrida é perfeita não só como um esporte independente, mas também para quem quer uma atividade aeróbica complementar a outros esportes. O preparo na corrida é essencial. Não tenha vergonha de parar para dar uma respirada, tomar um fôlego, dar uma esticada e dar uma bela descansada antes de voltar para o ritmo intenso da corrida. Nos meses mais quentes do verão, onde o calor é intenso, o corpo acaba perdendo bastante líquido. Por isso, é importante beber bastante água, além de recorrer aos suplementos alimentares para repor a perda de eletrólitos, que têm em sua composição alguns componentes como: sódio, potássio, cálcio, magnésio, cloro, bicarbonato, fosfato e sulfato. Os suplementos alimentares não vão apenas repor os eletrólitos, mas também vão fornecer os nutrientes dos quais o corpo precisa para ter energia para correr. Lembre-se: a demanda de energia desse esporte é muito grande. A alimentação é fundamental em qualquer esporte, principalmente para as pessoas que desejam obter bons resultados estéticos, além de uma boa saúde. Mas, nem sempre conseguimos todos os nutrientes dos quais o corpo precisa dos alimentos. Por isso é importante suprir essas necessidades através da suplementação. Cada suplemento tem uma funcionalidade. A lista, a seguir, mostra quais os suplementos ajudarão você a desenvolver o seu melhor desempenho na corrida, cuidar melhor de sua saúde, perder gordura e melhorar sua definição muscular:

Suplementação Indicada Para a Prática de Corridas:

Sports Drinks: O corredor precisa de uma alimentação rica em carboidratos para ter energia para ir bem até o final da corrida. Carboidratos e Eletrólitos são os principais nutrientes que o corpo precisa para manter um alto padrão de energia e para se manter firme até a parte final do trajeto. Os Sports Drinks são uma importante fonte de Carboidratos e Eletrólitos. A corrida é uma atividade física que exige bastante e o corpo acaba perdendo bastante líquido. O suor que evapora pela pele contém uma variedade de eletrólitos. Estes têm em sua composição alguns componentes como: sódio, potássio, cálcio, magnésio, cloro, bicarbonato, fosfato e sulfato. Os eletrólitos, especialmente sódio e potássio, presentes em sports drinks são muito importantes especialmente com relação à reidratação do corredor.

Multivitamínicos: A movimentação durante uma corrida é muito intensa, o que significa que você perde vitaminas e minerais muito rapidamente. Se você não alimentar seus músculos com as vitaminas e minerais das quais eles necessitam, o cansaço vai vir antes da hora, fazendo com que seu ritmo durante a corrida baixe bastante. Além disso, você fica mas sujeito a ter cãibras nas pernas e panturrilhas. É bom fazer uso de um multivitamínico para evitar esse tipo de problema. É importante que o suplemento seja rico em Vitamina C, Vitamina E, Zinco e Vitamina B. As Vitaminas C e E são poderosos antioxidantes que protegem o sistema imunológico. O Zinco é importante para a produção de hormônios de suporte para o músculo. As vitaminas do Complexo B ajudam na construção de novos tecidos musculares e a prevenir perda de tecidos musculares durante longos períodos de atividade física. O multivitamínico também ajudará no reparo de músculos danificados e cansados após uma longa corrida. Quanto mais rápida for a sua recuperação, melhor será seu desempenho na corrida seguinte.

Glutamina: É usada pelo corpo para proteger o sistema imunológico. A Glutamina promove o ganho de massa muscular e é excelente também para a recuperação muscular depois da corrida. É importante ganhar massa e fortalecer os músculos para correr cada vez mais rápido, além de ajudar a evitar lesões. A glutamina supre as necessidades do corpo por Aminoácidos, que são necessários para preservar a massa muscular e para proteger o seu sistema imunológico. Músculos fortalecidos geram a força que você precisa para correr mais rápido e ganhar dos outros competidores, além de perder muito mais calorias. A Glutamina pode aumentar, também, os níveis do hormônio de crescimento no corpo, o que gera um maior crescimento muscular e queima de gordura. Além disso, o hormônio de crescimento é responsável por mantê-lo jovem por mais tempo, permitindo que você possa correr por muito mais tempo.

Termogênicos: É importante para o corredor manter uma boa forma física para ter um melhor desempenho no esporte. À medida que o desempenho do atleta for melhorando, os resultados estéticos e para a saúde vão aparecendo mais. Mas, para ter um bom desempenho é preciso estar no peso ideal. Os Termogênicos ajudam na perda de peso. A ação termogênica significa transformar as calorias provenientes da gordura corporal e da alimentação em energia. É interessante para os corredores utilizarem a suplementação dos termogênicos para auxiliar na perda de gordura e manutenção do peso. Os Termogênicos mantém seu metabolismo acelerado para que você queime gorduras ao longo do dia, mesmo durante o período em que você não esteja praticando atividade física. Os termogênicos ajudam o seu corpo a queimar a gordura como fonte de energia.

Whey Protein: É a principal fonte de proteínas que existe no mercado e é essencial para todos os esportistas. As proteínas são sinônimo de ganho e manutenção de massa muscular. Whey Protein é a fonte de proteínas de maior valor biológico que existe, ajudando no crescimento de massa muscular e importante também para a recuperação muscular. Assim ela pode ser usada tanto antes como depois da corrida. O aumento de massa muscular ajuda o corredor a ganhar mais resistência física, aguentando o ritmo da corrida por mais tempo.

Antioxidantes: Protegem seu sistema imunológico, assim você fica menos vulnerável e com menos chances de ficar doente. Assim, o andamento e o progresso do seu treinamento não fica prejudicado. Por isso, você precisa de antioxidantes na sua suplementação. Os antioxidantes combatem a ação dos radicais livres. Estes agem no organismo, reduzindo a carga energética do seu corpo. Os radicais livres reagem com algumas substâncias químicas no corpo e acabam interferindo com a habilidade da célula de funcionar normalmente.

Barras Protéicas: São excelentes para substituir lanches e evitar o catabolismo (quebra de músculos). Podem ser ingeridas antes, durante ou após a corrida, pois são muito práticas e fáceis de carregar. Afinal, é importante fazer uma refeição de 3 em 3 horas. E a hora em que você estiver correndo pode ser a hora de fazer uma refeição. As barras de proteínas são saborosas e são uma excelente fonte de proteínas, que são essenciais para o crescimento muscular.

Todas as vitaminas são igualmente importantes, pois a deficiência de qualquer uma delas pode levar a uma quebra nutricional e conseqüentemente a diminuição da performance esportiva. Portanto, escolha a sua e melhore tanto sua saúde quanto sua performance na corrida....

Bom, minha gente.. é isso....espero ter ajudado....

LUCÉLIA PERES CONFIRMA PARTICIPAÇÃO EM MEIA DE SÃO PAULO

Uma das melhores corredoras de provas de média e longa distâncias do país, a mineira Lucélia de Oliveira Peres confirmou participação na segunda edição da Meia Maratona Internacional de São Paulo, programada para o dia 9 de março, com largada e chegada no Pacaembu.
Tricampeã da Volta da Pampulha, campeã da Meia Maratona do Rio de Janeiro e da São Silvestre de 2006, a atleta se prepara para buscar o índice para disputar a maratona na Olimpíada de Pequim, em agosto.
Medalha de bronze nos 10 mil metros dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, no ano passado, Lucélia, de 26 anos, está animada para a prova. “Estou bem treinada e felizmente sem os problemas que me atrapalharam na última São Silvestre”, comentou, referindo-se à fascite calcânea do pé direito, lesão que a impediu de treinar por quase um mês. “Acho que vou poder brigar por um lugar no pódio”, completou.
Técnico da mineira, Edilberto Barros também está confiante. Ele espera um bom desempenho de Lucélia em São Paulo para definir a maratona em que a atleta tentará assegurar um lugar na seleção olímpica. “Temos apenas uma chance nessa prova e não podemos correr risco. Estamos fechando com um agente e ela deverá correr uma maratona em abril ou no início de maio na Europa”, revelou o treinador, radicado em Brasília, assim como Lucélia.
Além da prova de 21.097 metros, o evento terá uma corrida de 10500 metros, com largadas a partir das 7h45 na Praça Charles Miller. As inscrições, limitadas a 6000 participantes, continuam abertas e podem ser feitas pela Internet no endereço
www.meiamaratonadesaopaulo.com.br ao valor de R$ 35,00.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008



TOP 10 - OS 10 MANDAMENTOS PARA MELHOR RENDIMENTO NA CORRIDA


Vamos combinar...melhor do que terminar aquele treino ou cruzar a linha de chegada numa prova bem puxada, é a hora que a gente chega em casa, tira o tênis e ...banhoooooooooooo....Parece que depois do banho todo o nosso esforço, e porque não dizer, toda aquela sensação que nos acompanha muitas vezes durante o percurso, do tipo " o que que eu tô fazendo aqui?" vai ralo abaixo e já nos faz pensar no próximo treino, na próxima prova, enfim...de amar cada vez mais esse esporte que é a corrida.
E é justamente por isso, pelo relaxamento ser tão gostoso e ser tão importante, que o nosso top 10 de hoje falará sobre o melhor relaxamento.

9- melhor relaxamento
Banhos Antes e depois de treinos ou competições.

Os banhos podem restaurar suas forças e até melhorar o seu desempenho nas provas. Existem óleos essenciais especiais para aliviar as tensões e auxiliar na atividade esportiva. Aliás, os banhos não são usados somente para nos manter limpos, mas para tratar problemas de saúde e nos deixar mais equilibrados emocionalmente. Eles nos relaxam, aliviam as tensões musculares, hidratam a pele e ajudam a desintoxicar todo o organismo.
Que a água relaxa a musculatura e desintoxica o organismo todo mundo sabe. Entretanto, ela pode fazer muito mais por você, se usada para o tratamento de doenças físicas e emocionais. Mas elas não fazem efeito só para algumas pessoas. Os praticantes de várias modalidades esportivas, inclusive o atletismo, podem usufruir de seus benefícios. As diferentes temperaturas de banhos podem trazer benefícios específicos para os atletas.
Os banhos mornos fazem vasodilatação e isso melhora o aporte sanguíneo para os tecidos, melhorando o metabolismo tanto muscular quanto do tecido celular. Existem três maneiras pelas quais a água e o banho têm efeitos terapêuticos sobre o corpo. O primeiro é pela ação da temperatura na pele. O outro é pelos efeitos mecânicos da água (fricção) e finalmente pela ação sutil dos óleos essenciais nos banhos medicinais.
Outra forma de relaxamento é simplesmente cruzar as pernas e nessa posição permanecer por uns 15 minutos de olhos fechados. Deixe-se levar, esqueça de tudo, veja cores aos redor saindo de dentro de você. Se preferir, coloque ao fundo uma música relaxante com sons de cachoeiras, pássaros.
Eu adoro isso. Aliás, tenho um Cd muito bom... caminho das águas...com sons tranquilos... é meditação pura. Olha na foto, o João já meditando comigo....
E nem ouse pensar que isso é frescura não. A meditação pode ajudar e muito em várias coisas, como por exemplo, controlar a ansiedade no dia anterior da prova, sentir-se mais leve após um treino ou mesma uma competição, liberar todo o estresse que passamos muitas vezes durante a prova, diante de todo um sacrifício e gasto de energia.
Portanto, vamos lá, comecem... Ammmmmmmmmmmmmmm...rs...


PRÓXIMO TÓPICO: MELHOR SUPLEMENTO
SUPER 40.... ESCOLHA A CIDADE E PARTICIPE....


É uma corrida de revezamento, portanto para equipes, na distância de 40 quilômetros, totalmente inovadora. O legal, é que você pode escolher entre as provas do Rio de Janeiro (dia 06/04), São Paulo (18/05), Belo Horizonte (17/08) ou Brasília (28/09).
A corrida independentemente de qual cidade você correr, será em 10 voltas de 4km em circuito especialmente montado.
Será declarada campeã, a equipe que primeiro completar as 10 voltas e o seu tempo será medido, desde o sinal de largada até o 10º atleta completar a sua volta, passando pelo tapete de chegada. Para a classificação individual, como cada atleta vai ter o seu “chip”, será medido o tempo desde que ele passe pelo tapete de largada, até que ele complete a volta de 4km passando pelo tapete de chegada.
Os atletas que largarem no meio, não serão prejudicados, pois o tempo de transição somente será computado na classificação da equipe. O tempo individual vai começar a contar no momento que o atleta daquela volta específica, abrir o seu tempo.
E amntes que falem que isso é complicado, vamos explicar. Na retirada do kit de corrida, sempre preparado para 10 corredores, o capitão da equipe vai fornecer uma relação com a ordem de largada de seus atletas, e vai receber um conjunto com 10 números de peito. Vamos supor que o número da equipe seja 131. O conjunto de números será assim: 131-1; 131-2; 131-3; 131-4; 131-5; 131-6; 131-7; 131-8; 131-9 e 131-0. O atleta 131-1 será o primeiro a correr, o 132-2 o segundo, o 131-3 o terceiro e assim sucessivamente até o 131-0 que completará a 10ª e última volta para a equipe.
O conjunto de “chips” das equipes vai ser retirado no domingo, junto com a munhequeira de revezamento e vai seguir a mesma numeração, portanto o primeiro atleta, da equipe 131, vai usar o “chip” 131-1 e assim até o 10º atleta usar o chip 131-0.
Isso quer dizer que cada “chip” só vale para uma volta e só vai ter o tempo marcado na volta específica e na ordem correta, se por engano o atleta 131-5 correr antes do 131-4, os dois serão prejudicados, não tendo os seus tempos individuais marcados, porem valendo o tempo final da equipe, desde que as 10 voltas sejam completadas.
Um mesmo atleta pode dar mais do que uma volta. Isso vale para as equipes que tiverem menos de 10 atletas. Porém tanto o número de peito como o “chip” devem ser trocados, devendo ser usado o da volta específica em que a equipe estiver. Neste caso, o tempo individual do atleta que der mais de uma volta será considerado o melhor resultado de cada atleta, independentemente do número de voltas que ele der, dentro das regras de mudanças de números e “chips”.
O revezamento dos atletas, será feito nos “boxes”, local amplo, coberto e com completa infra-estrutura para garantir total conforto aos atletas e portanto às equipes.
O público vai poder assistir confortavelmente, tendo uma visão completa de toda a pista, desde a largada até a chegada, sendo uma das poucas oportunidades de assistir por inteiro uma corrida de revezamento.
Como a classificação das equipes será feita da seguinte forma: As equipes serão divididas em duas categorias: masculinas e femininas. Será considerada feminina a equipe composta somente por mulheres e masculina a equipe que possuir pelo menos um homem em sua composição, isso independentemente do número de integrantes da equipe.
O número de integrantes de cada equipe, deve estar entre o mínimo de dois e o máximo de dez, sendo que as equipes com menos de dez atletas, devem obrigatoriamente seguir a orientação de troca de números e “chips”.
Não será difícil encontrar a sua equipe, pois toda equipe tem a sua área de acesso à pista, largada e chegada identificada e separada de acordo com o seu número de peito, sendo que estas áreas têm número limite de equipes.
A inscrição é por equipe, independente do número de inscritos, desde que tenha no mínimo dois e no máximo dez atletas, a equipe receberá 10 números de peito, 10 camisetas, 10 chips e 10 medalhas.
É tá tudo explicadinho, agora só falta você escolher a cidade e participar!!!!
RAPIDINHA...

MEDALHISTAS DE OURO GANHARÃO US$40MIL
A Federação Internacional de Atletismo (Iaaf) anunciou nesta terça-feira que premiará todos os vencedores do Mundial Indoor com US$ 40 mil. A competição será disputada entre 7 e 9 de março na cidade espanhola de Valência.
O segundo lugar no pódio valerá US$ 20 mil ao atleta, o dobro do que os medalhistas de bronze ganharão. Como é de praxe, aquele que conseguir estabelecer um novo recorde mundial será contemplado com US$ 50 mil pela entidade.
A Iaaf planeja gastar quase US$ 2,5 milhões em premiações da disputa, visto que também pretende incentivar financeiramente os quartos, quintos e sextos colocados em cada disputa.
Bacana o incentivo...

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008



TOP 10 - OS 10 MANDAMENTOS PARA MELHOR RENDIMENTO NA CORRIDA

Assim, já dizia minha vó: "Saco vazio não pára em pé". E esta máxima é ainda mais importante e eficiente quando se trata de nós atletas corredores, que gastamos muita energia e temos que saber como recuperá-la. Mas qual o melhor alimento pra consumirmos? É sobre isso o nosso Top 10 de hoje....

8 – Melhor alimento para atletas.

Todo mundo precisa de uma alimentação a base de carboidratos proteínas, lipídios, minerais, vitaminas e fibras. Mas a diferença da dieta de um atleta em relação a uma pessoa comum é a quantidade de carboidratos que ela ingere, justamente porque esse grupo alimentar possui glicogênio, o nutriente usado pelo músculo durante uma atividade física.No dia-a-dia, é necessário que o esportista tenha uma alimentação de 60% do valor calórico composto por carboidrato. Mas como saber a quantidade certa desse elemento a ser ingerida?
Segundo a Personal trainner Yara Coltro, a conta é fácil, fácil. Para cada quilo de peso do atleta devem ser ingeridos 10 gramas de carboidrato. Os 5 alimentos mais utilizados pelos corredores para repor o nível de carboidrato muscular são: o arroz, batata, o pão, o macarrão e a barra de cereal. Ela explica algumas características de cada um dessesalimentos.

Arroz: o melhor tipo é o branco ou o integral? A diferença está na quantidade de fibras. Enquanto o arroz integral demora trinta minutos para ser digerido, o branco demora duas horas.

Batata: Essa hortaliça tem o tipo de carboidrato chamado complexo, e o amido dela tem uma rápida resposta de absorção pelo organismo.

Pão: O tipo integral é o mais recomendado porque tem fibras e geralmente é feito sem a adição de gordura hidrogenada.

Macarrão: Os melhores para os corredores são os feitos a base de sêmola e grano duro, porque não tem adição da gema do ovo.

Barra de cereal: o melhor é usá-la até a primeira hora após a atividade. Ela possui carboidrato concentrado e repõe o glicogênio rapidamente.

E aí, prontos para uma alimentação consciente ou ainda vão insistir em comer qualqeur gororoba???? rs...

PRÓXIMO TÓPICO: MELHOR RELAXANTE
VERGONHA QUENIANA... ATLETA É PEGA EM ANTIDOPING E É SUSPENSA POR 1 ANO

à esquerda Kipchoge Keino, ao centro Susan Chepkemei e à direita John Ngugi


Parece mesmo que a moda é essa... correr, nadar, fazer qualquer tipo de esporte movidos à substâncias proibidas. O bom é que essa modinha também vem sendo descoberta com bastante frequência. A bola da vez é a maratonista queniana Susan Chepkemei que recebeu um ano de suspensão após ser pega em exame antidoping. Aos 32 anos, a corredora teve resultado positivo para a substância salbutamol em teste realizado fora de competição dia 10 de setembro, no Quênia.
Em 2004, Chepkemei foi a principal adversária da britânica Paula Radcliffe na disputa da Maratona de Nova York. Ex-vice-campeã dos Jogos da Comunidade Britânica nos 10.000m, ela teve a pena de dois anos reduzida à metade do período por situações atenuantes.
Chepkemei tomou a substância quando foi levada a um hospital em Nairóbi por causa de uma pneumonia. 'A bomba caiu sobre Susan depois que ela falhou no teste', explicou o diretor da agência esportiva holandesa Global Sports Communications, Jos Hermens, que representa a atleta.
'Ela disse aos responsáveis pelo teste que tinha seguido o tratamento administrado pelo médico e imaginou que ele, sabendo tratar-se de uma atleta internacional, não tinha prescrito nada que violasse as regras de doping', ressalta Hermens, afirmando que a maratonista não se beneficiou com o uso. 'Naquela época, ela não estava treinando em tempo integral por causa da doença e pelo fato de estar grávida'.
É....E AS DECULPAS VARIAM TANTO........

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

MEIA MARATONA CORPORE TEM INSCRIÇÕES VIPS


No dia 13 de março acontece a nona edição da Meia Maratona Corpore, prova que este ano terá uma ação de cidadania, que vai colaborar com a ADD, a Associação Desportiva para Deficientes. Trata-se de 300 inscrições VIPs para a competição, com o lucro sendo revertido para a entidade que ajuda atletas deficientes.Todos os inscritos na categoria VIP tanto para a Meia, quanto para a corrida de seis quilômetros terão à disposição alguns "mimos especiais". Eles contarão com uma tenda em local privilegiado da arena, café da manhã, massagistas, guarda-volumes e banheiros diferenciados, estacionamento com traslado para a prova, entre outras comodidades. O custo desta inscrição VIP é de R$ 300 e pode ser feita no site da Corpore, o http://www.corpore.org.br/ . A ADD foi criada em 1996 e é uma instituição sem fins lucrativos, que promove o desenvolvimento da pessoa com deficiência, por meio do esporte adaptado, da educação e de cursos de capacitação.
Fonte: webrun
QUEBRA DE RECORDE SUL-AMERICANO

O potiguar Vicente Lenílson bateu o recorde sul-americano dos 60m indoor em Paris no último domingo (24), ao marcar 6seg58. Ele melhorou os 6seg60 obtidos em 2006 por ele mesmo e ainda derrotou o favorito Olusoji Fasuba da Nigéria, que recentemente marcou 6seg51 na prova.O velocista brasileiro já havia marcado o mesmo tempo da final durante as preliminares, prova em que o italiano Simone Collio ficou em segundo lugar. Vice-campeão e mundial no 4x100m, prova em que é bicampeão no Pan, Lenílson está em fase de preparação na Europa para o Mundial Indoor, que será disputado em Valência, na Espanha, de 07 a 09 de março.



TOP 10 - OS 10 MANDAMENTOS PARA MELHOR RENDIMENTO NA CORRIDA

Eu já postei anteriormente sobre este assunto, aliás de suma importância. Para aqueles que querem melhorar sua performance na corrida, não pense que correr todos os dias é uma boa idéia, porque na verdade não é mesmo...
Quando comecei a correr, há uns 14 anos atrás, eu até corria todos os dias, mas por alguns simples motivos: não participava de competições, corria apenas para manter a forma e não sabia nada sobre o assunto.
Hoje percebo que se faço treinos diários e fico 2 dias seguidos sem correr, nem trotar, no dia seguinte, quando vou correr novamente, meu desempenho é muito melhor... melhor resistência física, melhor força, maior vontade...

O descanso entre treinos é essencial, até porque os músculos tem que descansar para estarem totalmente recuperados para guentar uma nova carga de esforço físico, e correr exaustivamente todos os dias na ânsia de melhores resultados pode trazer problemas como fadiga muscular e até lesões e não é o que queremos certo??? Então nosso top 10 vai falar hoje sobre recuperação...vamos lá...

7 – Melhor recuperação
Ressalvado o caso de atletas jovens ou de elite (sob orientação médica), recomenda-se que se corra apenas “dia sim, dia não”, pois o intervalo de 36 a 48 horas é essencial para que o corpo se recupere do treino anterior. A ciência tem provado que a falta de descanso:
a) sobrecarrega o corpo e compromete sistema imunológico (aumentando o risco de infecções respiratórias);
b) afeta as funções cognitivas (dificultando a concentração, gerando ansiedade e afetando o sono); c) acelera o comprometimento de ligamentos e músculos (facilitando lesões).
Assim, quando se corre muitos dias seguidos, ainda que lentamente, não se propicia o repouso necessário à restauração muscular. É por tais razões que Jeff Galloway, conhecido técnico nos EUA, observa que o descanso é tão importante para o sucesso quanto os treinos e propõe que ele seja regido por três regras:
1) descansar antes de ficar exausto (se não o fizer a necessidade de descanso será maior);
2) em caso de dúvida, descansar mais (em especial nos dias que antecedem corridas difíceis);
3) não se iludir com “treinos fáceis”(qualquer “corridinha” impede que o corpo se recupere dos treinos fortes).
A escala de descanso deve respeitar as seguintes normas:
1) atletas com até 30 anos: no mínimo um dia por semana;
2) atletas de 31 a 45 anos: dois dias por semana;
3) atletas de 46 a 55 anos: três dias por semana;
4) atletas de 56 a 67 anos: dois dias de descanso para cada dia de treino;
5) atletas de mais de 68 anos: três dias de descanso para cada dia de treino

Segundo a nutricionista Heloisa Guarita, após o treino as enzimas do músculo, principalmente a que armazena o carboidrato, estão prontas para receber o alimento para uma ótima recuperação e aumento da massa muscular. Na primeira hora a maior necessidade é de alimentos fontes de carboidrato (pães, cereais, massa, batata, arroz). Se tiver treinado logo cedo, faça seu café da manhã logo após o treino na sua academia, padaria ou no trabalho com 1 sanduíche de queijo branco e peru + 1 fruta com cereais OU vitamina de frutas com iogurte, leite, aveia e mel. Se o treino for na hora do almoço ou à tarde faça sua refeição com um bom carboidrato e um pouco de proteína, ex.: filé de frango com meio prato de massa com molho vermelho. Lembre-se, cada vez que comemos após o treino, o metabolismo se acelera duas vezes mais. Proteína O músculo é formado pelo carboidrato, armazenado na forma de glicogênio e pela proteína responsável pelas fibras musculares. Cada vez que treinamos esta fibra muscular se rompe e tem de se refazer maior e mais forte. Para isso é necessário a ingestão de proteínas através da dieta. Diferente do carboidrato, a proteína pode ser ingerida durante todo o dia, pois o músculo está constantemente em recuperação nas 24 horas após o treino. O ideal é incluir um tipo de proteína pequena no café da manhã e lanches como iogurte, leite, queijos magros, ovo e peru e nas refeições principais, almoço e jantar, ingerir um tipo de carne magra – frango, peixe ou carne bovina. "Por dia são necessários apenas 30 minutos a 1 hora para gozarmos dos benefícios do sol, pois ele sintetiza a vitamina D indispensável ao desenvolvimento dos ossos. É o melhor antiinflamatório natural que temos e a exposição moderada é usada em muitos tratamentos de doenças de pele", ensina Áurea.
Para ajudar ainda mais na recuperação, além do descanso, há outros caminhos, como uma boa alimentação....mas isso falaremos no próximo tópico...

PRÓXIMO TÓPICO: Melhor alimento para atletas
BRASIL FAZ BONITO E GARANTE DOBRADINHA INÉDITA NO 17º TRIATHLON INTERNACIONAL DE SANTOS


Ontem (domingo) minha cidade foi palco de uma das mais importantes competições internacionais - 0 17º Triatlo Internacional de Santos.
E é com muito orgulho da minha cidade, que digo que o Brasil garantiu uma inédita dobradinha depois de 16 edições sempre tendo um estrangeiro no lugar mais alto do pódio.
E eu que sempre fui fã do Paulo Miyashiro e Carla Moreno posso encher a boca para dizer que dessa vez a vitória foi totalmente “caseira”, graças aos dois, já que Shiro garantiu o bicampeonato, e Carla Moreno, o tri. Os dois atletas olímpicos fizeram provas perfeitas e não deram chances aos rivais.
No masculino, Shiro dominou a prova do início ao fim. Abriu vantagem nos 1,5 km de natação, imprimiu um ritmo muito forte nos 40 km de ciclismo e administrou os 10 km de corrida, para cruzar a linha de chegada em 1h50min27s, apenas 23 segundos à frente do amigo, Fábio Carvalho. O também paulista, Reinaldo Colucci, foi o terceiro, com 1h51min51s.
Entre as mulheres, a novata Pamella Nascimento de Oliveira, de Vila Velha (ES), surpreendeu e foi a primeira a sair do mar, mas logo nos primeiros quilômetros do pedal, Carla Moreno impôs seu ritmo para assumir a ponta e deslanchar até o final, em 2h05min55s, com mais de seis minutos de dianteira sobre a vice, a campineira Vanessa Gianinni. A carioca Fernanda Baú, atual campeã brasileira em distância olímpica, ficou em terceiro, em 2h13min17s.Patrocinada por Petrobras, Speedo e Santaconstancia, a disputa teve como “palco” a Praia do Boqueirão e reuniu 1.127 atletas de 25 estados e também da Argentina e Estados Unidos, que competiram sob tempo nublado, mas com calor e muito umidade. O Brasil dominou totalmente o pódio e, para a alegria da torcida local, os vencedores são da Cidade, comprovando porque Santos é considerada a capital nacional do triatlo.

RESULTADOS

MASCULINO PROFISSIONAL

1 Paulo Henrique Miyasiro (Pão de Açúcar/Avora Cosméticos) – Santos-SP – 1h50min27s

2 Fábio Carvalho (Herbalife/PowerBar/Oakley/Mizuno/Merida) – Mogi-Mirim/Santos-SP - 1h50min50s

3 Reinaldo Colucci (Damha/Pão de Açúcar/Reebok/EC Pinheiros) – Descalvado-SP - 1h51min51s

4 Fred Monteiro (Homelife/Giant) – Santos-SP – 1h52min07s

5 Igor Amorelli (CPH) – Balneário Camboriú-SC – 1h52min31s


FEMININO PROFISSIONAL

1 Carla Moreno (Pão de Açúcar/Nike/PowerBar/Cidade de Santos) – São Carlos/Santos-SP – 2h05min55s

2 Vanessa Gianinni (Isma/Proauto/Mizuno) – Campinas-SP – 2h12min37s

3 Fernanda Montaninni Baú (Adidas) - Rio de Janeiro-RJ – 2h13min17s

4 Fernanda Garcia (Stolthaven/Unimonte) – Santos-SP – 2h14min58s

5 Sandra Soldan (Pão de Açúcar/Mizuno/Nutrilatina) – Niterói-RJ – 2h15min38sFonte: FMA Comunicações

domingo, 24 de fevereiro de 2008

IAAF: ATLETISMO COM CARA DE TELE-CATCH
O problema do doping vem tirando o sono da Federação Internacional de Atletismo (IAAF). Vice-presidente da entidade, o bicampeão olímpico Sebastian Coe considera que o esporte vem caminhando para ficar igual ao tele-catch, espécie de show de luta em que os golpes são encenados. - Podemos acabar como o WWE Wrestling (evento de tele-catch), em que todo mundo sabe o que acontece, mas ninguém se importa - disse ele, a emissora inglesa "BBC". Nesta segunda-feira, quem também reclamou foi o recordista mundial dos 100m rasos, Asafa Powell. Revoltado com o problema, Powell está ciente de que enfrentará atletas dopados nos Jogos Olímpicos de Pequim. Presidente também do Comitê Organizador de Londres-2012, Coe quer a volta da suspensão de quatro anos para quem for flagrado no exame. - Quero que o normal sejam quatro anos, porque acredito que dois não são o bastante. Tem que ser proporcional ao dano que causa ao esporte.
Fonte: globoesporte.com

sábado, 23 de fevereiro de 2008


TOP 10 - OS 10 MANDAMENTOS PARA MELHOR RENDIMENTO NA CORRIDA

Admita....na maioria das vezes sempre falta alguma coisa... ou temos perna pra dar um sprint final e não temos fôlego, ou temos o fôlego e as pernas...ah...deixamos lá pelo quilômetro 8 ou 9, dependendo da prova em que participamos. Certo é que raramente consiguimos unir as duas coisas.

Algumas pessoas nascem mais velozes e outras nem tanto. A sua genética é quem manda. Mas isso não quer dizer que não é possível conseguir bons resultados, principalmente, treinando com dedicação. Felizmente, independentemente da velocidade em que se corre, a resistência sempre pode ser melhorada.
No meu caso eu até tenho a resistência física. Acho que conseguiria até correr 5 horas seguidas, mas a força muscular...ah, deixa muito a desejar... não se pode ter tudo na vida não é...Mas pelo menos vamos tentar ajudar àqueles atletas necessitados..rs...de resistência...
E por isso é disso que vamos falar nesse 6º tópico de nosso TOP 10....

6 – Melhor treinamento de resistência

Não pense que para conseguir resistência você do dia pra noite, simplesmente sai pelo mundo como Forest Gump.. Não... pode parar, pois é muito pelo contrário... esse trabalho é árduo e deve ser bem elaborado, até para evitar problemas com lesões. Em primeiro lugar, é preciso ter paciência. Não existem prazos curtos para se correr maiores distâncias. Não é possível passar de 5 km para 30 km em uma semana. A palavra-chave a se pensar é “construir” (como se tratasse de um edifício). Se quiser “construir” a sua resistência, isso levará tempo.
Nunca aumente mais que 5 km por semana.. eu disse nunca....
O volume de trabalho é um dos pontos que mais influenciam na preparação. O corpo precisa assimilar o treinamento e a quilometragem em excesso poderá prejudicá-lo. A rodagem longa deve começar com intensidade suave e ir aumentando progressivamente até se atingir a velocidade desejada. Sempre que esses treinamentos forem realizados entre 60% e 80% da freqüência cardíaca máxima pode-se alcançar melhor condição aeróbia. Note que no princípio da temporada de treinamento a quilometragem é sempre maior que no fim. Começa-se com poucos quilômetros e a cada semana aumenta-se cerca de 5 km, até alcançar a quantidade que se considera ideal. A partir daí começa a evolução da intensidade do treinamento. O técnico de corrida Wanderlei de Oliveira destaca pesquisas e avisa que nunca se deve correr muito mais do que 30 km em um treino preparatório para a maratona. "Seria como correr uma maratona como treino. O ideal é equilibrar o volume durante a semana, deixando os longos para o fim de semana", explica. Para Émerson Bisan, "psicologicamente um treino de grande volume mesmo que seja de baixa qualidade, principalmente para aqueles que têm até dúvida se terminarão a prova, pode trazer benefícios. A repetição de vários treinos longos chegando até 35 ou 36 kms é uma forma de adaptar o corpo e a mente para superar a longa duração."
Olha gente, na minha opinião, não há necessitadade de um treino superior a 30km diários, até porque precisamos nos recuperar e correndo grandes distâncias, acredito que o corpo é muito judiado...Para otimizar seu treinamento, você precisa encontrar o equilíbrio certo entre treinamento e recuperação. Treinos fortes causam fadiga imediata e avaria de tecidos. Dependendo da dificuldade da sessão de treinamento, você pode precisar de 2 dias a 2 semanas para recuperação completa. Sua sessão de treinamento também fornece estímulo para seu corpo se adaptar, porém é preciso tempo para permitir a adaptação e melhora.
Portanto, como dito, tudo a seu tempo. Apenas siga as dicas:

Corra. A melhor maneira de construir a sua resistência é simplesmente correr. Pedalar, nadar ou caminhar podem servir para ajudá-lo a descansar suas pernas entre um treino e outro.

Corra lentamente. Muitos corredores que pretendem percorrer distâncias mais longas cometem o erro de correr rápido. Isso pode causar lesões, cansaço e uma recuperação lenta dos esforços prolongados. Mas em qual ritmo correr? Você deve tentar correr a um ritmo que lhe permita conversar sem ofegar. Se tiver problemas para falar, vá mais devagar. O seu ritmo de corrida de resistência deve ser 20 a 40 s mais lentos por quilômetro. Se ainda assim não estiver cômodo, vá mais devagar.

Corra acompanhado. A parte mental das corridas longas é mais dura que a parte física. Se tiver um companheiro, correr se torna mentalmente muito mais fácil. Se o seu amigo não corre, peça pelo menos que ele lhe acompanhe na segunda parte do treinamento (que é mais difícil). Ele também ajudará a manter o seu ritmo de conversação. Não encontrou nenhum voluntário? Convide um ciclista principiante. Não faz mal que os dois não mantenham a mesma velocidade. Combinem um lugar para se encontrar depois de certo tempo e animem um ao outro assim.

Corra relaxado. Ajudará muito se você treinar em um local agradável e que não tenha tráfego, como um campo ou parque. Se for correr no asfalto, procure um percurso com poucos semáforos para que não tenha que parar o tempo todo. Evite correr em uma pista de atletismo (é bastante tedioso ficar dando várias voltas no mesmo lugar) ou em um local em que tenha que dar muitas voltas curtas.

Coma bem. Sem dúvidas, é preciso alimentar-se bem para fazer um percurso longo. Mas isso não inclui doces, batatas fritas ou refrigerantes. Carboidratos complexos, proteínas e uma pequena porção de gordura, não só lhe ajudarão a melhorar a resistência, como também farão com que você se recupere mais rápido dos esforços prolongados.

Hidrate-se corretamente. Se o seu corpo está desidratado, você não conseguirá correr e nem se recuperará adequadamente. É recomendado que beba pelo menos oito copos de água diários, e o dobro se for correr muitos quilômetros em um dia de calor. Em corridas longas, você precisa se hidratar também com alguma bebida isotônica. Escolha um caminho que ao longo dele, você possa pegar água. Leve a sua própria bebida isotônica ou um squeeze de água em todas as corridas com mais de 10 km.

Seja constante. A freqüência é a chave de qualquer plano de treinamento de resistência. A melhor maneira de melhorar a resistência é ter um plano e ser fiel a ele. E não se esqueça de fazer uma corrida longa a cada final de semana. É imprescindível para que chegue ao seu objetivo.

Tenha confiança. Uma pergunta sempre está na cabeça: será que eu vou conseguir? Claro que sim! Com o treinamento progressivo, o seu corpo se adapta e ao passar dos dias e das semanas, você ficará cada vez mais resistente. Acredite!


PRÓXIMO TÓPICO: MELHOR RECUPERAÇÃO
ALAGOANO ATINGE ÍNDICE A PARA PEQUIM NOS 200m

O velocista Bruno Lins Tenório de Barros superou o índice A para os Jogos Olímpicos de Pequim nos 200m ao vencer o Torneio da FPA neste sábado, em São Paulo. O alagoano Barros completou a prova em 20s47. O índice estabelecido para as Olimpíadas é de 20s59.
Além da qualificação olímpica, o
atleta de 21 anos que é treinado pelo técnico Jayme Netto, registrou seu melhor tempo pessoal. Durante o torneio, Carlos Roberto Pio de Moraes Júnior obteve a marca qualificatória para o Mundial Juvenil no salto em distância, saltando 7,73m. O campeão da prova foi o peruano Louis Tristán com 8,03m. Rogério Bispo terminou em segundo lugar com 7,98m. O Mundial será disputado de 8 a 13 de julho, em Bydgoszcz, na Polônia.
Competindo na França, o vice-campeão olímpico e mundial Vicente Lenílson também fez bonito. Ele venceu os 60m no Meeting Indoor de Paris, marcando 6s58 e impondo um novo recorde sul-americano na prova. Lenílson está na Europa preparando-se para a
disputa do Mundial Indoor de atletismo, de 7 a 9 de março, em Valência, na Espanha.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

RAPIDÍSSIMA...
O velocista Vicente Lenílson conquistou a medalha de ouro na prova de 60m rasos no Meeting Indoor de Paris, realizado nesta sexta-feira. O atleta completou a distância em 6s58, apenas 0s01 mais rápido que o italiano Simone Collio.
O russo Andrey Yepishin completou o pódio, com 6s61. A decepção foi a performance de Kim Collins, de Ilhas São Cristóvão e Névis, que foi apenas o quarto colocado. Ele fora campeão mundial dos 100m rasos em 2003.
Na versão feminina da prova, a vitória ficou com a russa Yevgeniya Polyakova, com 7s17. A Rússia também levou o ouro nos 60m com barreiras masculino (com Yevgeniy Borisov), no salto com vara masculino (Sergey Kucheryanu) e no salto triplo feminino (Oksana Udmurtova).
A prova dos 60m rasos, porém, não faz parte do programa olímpico e só é realizada em eventos de pista coberta, como foi o caso da competição na capital francesa.
TOP 10 - OS 10 MANDAMENTOS PARA MELHOR RENDIMENTO NA CORRIDA

Hoje chegamos à metade dos 10 Mandamentos. E tenho que dizer, este tipo de treinamento a seguir é muiot eficiente. Eu tinha muito o costume de ir à praia em dias que não estava tão disposta a fazer treinos longos e caminhar forte com água pela cintura. Os resultados são incríveis, mas tenho que admitir que depois de 40 minutos, saía da água com as pernas bambinhas....Então vamos lá...

5 – Melhor treino cross-training.

Deep running
Correr na água, na parte funda de uma piscina com o uso de um cinto ou colete de flutuação pode ser muito interessante. O atleta pode permanecer ligado a uma linha, correndo no mesmo lugar, ou efetivamente deslocar-se pela piscina durante o treino. A permanência no mesmo lugar facilita a monitorização do treino pelo médico ou técnico. Não há contato com o fundo, eliminando qualquer impacto. A ausência de carga nas articulações faz deste o método ideal para reabilitação ou condicionamento do atleta lesado, principalmente aqueles com lesão em tornozelo, pé e joelho, quando a corrida no solo é contra-indicada. Segundo o médico José Wilson Nunes Vieira de Andrade, "é evidente que as respostas metabólicas ao deep running diferem das que encontramos com a corrida no solo. Porém, é provado que a solicitação cardiorrespiratória do deep running é suficiente para manutenção e melhora da performance, comprovando sua utilidade na reabilitação e treino do atleta, seja ou não lesado.O Colégio Americano de Medicina Esportiva estabeleceu parâmetros para que o deep running alcance eficácia de treinamento. Deve ser praticado de 3 a 5 vezes por semana em uma intensidade de 40% a 85% do VO2 max. ou 55% a 90% da freqüência cardíaca máxima, durante 15 a 60 minutos."

Veja alguns modelos de coletes:



Pontos positivos

• Melhora ou manutenção do condicionamento sem impacto;
• Melhora técnica/biomecânica, especialmente dos membros superiores, para a corrida;
• Controle da temperatura;
• Recuperação ativa após competições ou treinos mais intensos;
• Novo estímulo. Treinos fixos são geralmente tediosos;
• Componente social. Permite que corredores de todos os níveis treinem juntos;

Biomecânica do deep running

A forma de correr sob a água deve ser o mais próxima possível da técnica utilizada no solo. A ausência de carga e a adição de resistência ao movimento fazem com que haja uma alteração na contribuição de cada grupo muscular para a corrida. A técnica deve visar ao uso dos mesmos grupos musculares da corrida no solo. As instruções a seguir auxiliam o atleta a manter a postura adequada durante o deep running:
1. A superfície deve estar bem alinhada com os ombros. A boca deve manter-se confortavelmente fora da água, sem a necessidade de extensão da coluna cervical. Deve-se olhar para frente, evitando flexão cervical;
2. O corpo deve inclinar-se levemente para frente, mantendo a coluna em posição neutra;
3. O movimento dos braços deve ser igual ao do solo, com o movimento primário concentrado nos ombros;
4. A flexão do quadril deve alcançar de 60 a 80 graus. Enquanto o quadril está sendo fletido, a perna acompanha, devendo estar perpendicular com o horizonte ao fim da flexão do quadril. Na continuação, o quadril e o joelho são estendidos, devendo o joelho alcançar a extensão máxima quando o quadril estiver em posição neutra. A seguir, durante a extensão do quadril, o joelho é novamente fletido. A dorsiflexão e a flexão plantar do tornozelo e supinação e pronação dos pés acompanham naturalmente o movimento.

PRÓXIMO TÓPICO : MELHOR TREINAMENTO DE RESISTÊNCIA

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008


FORA DE FORMA, POWELL VENCE NA AUSTRÁLIA


Mesmo longe de seu auge físico, Asafa Powell abriu sua temporada de provas ao ar livre com o pé direito, garantindo uma vitória folgada nesta quinta-feira, nos 100 metros rasos do Grand Prix de Atletismo de Melbourne, na Austrália.
O jamaicano marcou 10s04, muito distantes de seu recorde mundial de 9s74. Ainda assim, o atleta terminou a prova com uma vantagem de 0s19 sobre o segundo colocado, o compatriota Mike Frater, que por sua vez chegou logo à frente do australiano Matt Shirvington.
Estou surpreso porque eu não tinha feito nada nas últimas duas semanas, e esta foi a primeira vez que corri. Estou mais veloz do que eu pensava”, disse Powell. “Este ano estou muito mais forte do que nas últimas temporadas. Mas 9s74 é o meu objetivo. Eu quero essa marca de novo”, completou.
Powell era uma dúvida para esta disputa, já que havia desembarcado em terras australianas com uma ferida profunda no joelho, resultado de uma queda de uma escadaria de sua casa, na Jamaica. O atleta cancelou sua participação no GP de Sydney, mas conseguiu se recuperar a tempo de competir em Melbourne.
A VEZ DA MULHERADA

O Circuito Vênus 2008 , corrida só para mulheres é composto de três provas com as opções de 5 e 10 km. A primeira etapa será realizada em São Paulo, no próximo dia 09 de março, no Jockey Club São Paulo. A segunda etapa será no Rio de Janeiro, na Marina da Glória, no segundo semestre de 2008. A terceira etapa será no final do ano, em São Paulo, no mesmo circuito da prova realizada em março. O grande diferencial desse circuito é o Lounge Vênus, que terá palestras e bate-papos com convidados da Revista O2, como nutricionistas e treinadores especializados em corrida um dia antes da prova. Além disso, as mulheres terão alguns mimos à disposição, já que na entrega do kit poderão usufruir de nada masi nada menos do que:
- massagem;
- práticas de yoga;
- cuidados com o corpo;
- avaliação corporal;
- palestras;
- customização das camisetas com 2 cristais... (mulheres adoram customizar)
- nike store.
Eu acredito que essa prova seja nos moldes dos 8km AT TRIBUNA, prova também só para mulheres realizada no Guarujá.
Particularmente eu amo provas assim por diversos motivos, mas não posso deixar de dizer o pirncipal.. na largada não tem empurra-empurra, nem cheiro de xixi, nem de sovaco, nem de qualquer odor que nos faça lembrar alguém que está sem tomar banho a sabe se lá quanto tempo. è tudo muito organizado e vamos combinar.. tem um charme a mais....
É mulherada, não dá pra perder essa não....

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

POWELL AFIRMA QUE CORRERÁ CONTRA DOPADOS EM PEQUIM

O velocista jamaicano Asafa Powell fez fortes declarações ao jornal australiano Herald Sun, nesta terça-feira. O recordista mundial dos 100m afirmou que tem certeza que competirá com atletas dopados nas Olimpíadas deste ano, que serão realizadas em Pequim.
E Powell foi além, demonstrando que enfrentar concorrentes dopados acaba deixando-o motivado. “Tenho muitas suspeitas, mas não quero manifestá-las abertamente. O atletismo é um esporte muito injusto, mas me dá grande satisfação vencer alguém que suspeito que esteja dopado”.
Powell tem motivos para esta raiva que sente de atletas que competem dopados. Ao longo de sua carreira, enfrentou velocistas que mais tarde foram pegos em exames de doping. O mais célebre exemplo é o norte-americano Justin Gátlin, campeão dos 100m livres nas Olimpíadas de Atenas, em 2004 – prova na qual Powell ficou em quinto lugar.
Quanto ao seu desempenho nas Olímpiadas deste ano, o velocista jamaicano não esconde seu otimismo. “Sonho em ganhar os Jogos Olímpicos. Sou o homem mais rápido do mundo e as pessoas esperem que eu vença”, apontou Powell.

TOP 10 - OS 10 MANDAMENTOS PARA MELHOR RENDIMENTO NAS CORRIDAS
4 – Melhor treinamento de força
Agachamento
O agachamento, diferente de outros exercícios concentrados ou em máquinas, trabalha todos os músculos da perna simultaneamente. Para realizar o exercício mantenha os pés paralelos entre si, joelhos flexionados e execute a flexão dos joelhos, lentamente, até formar um ângulo de 90º, mantendo a coluna reta. Você poderá também apoiar uma barra sobre os ombros, atrás da nuca ou fazer os exercícios segurando pesos para aumentar a dificuldade.

Dicas de trabalho
A musculatura deve ser trabalhada de acordo com o tipo de corrida. No caso do corredor de longa distância (fundista), pode-se realizar um trabalho muscular específico. Busca-se o aumento de resistência muscular e reservas de glicogênio através de séries longas, ou seja, séries com mais repetições e menos carga.

Para o corredor de curta distância (velocista), trabalha-se exercícios de potência, explosão, com séries curtas e de maior carga. "A insuficiência muscular é fator significativo para a ocorrência de lesões por esforço repetitivo, como tendinites, bursites, lombalgia, inflamações do nervo ciático e problemas na articulação coxofemoral, além de não alcançar o desempenho necessário para seu tipo de corrida", avalia Alessandra Genovesi.

PRÓXIMO TÓPICO: MELHOR TREINO CROSS-TRAINING

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008


5º CIRCUITO BRASILEIRO DE CORRIDAS DE MONTANHA - III ETAPA EXTREMA- MINAS GERAIS

Em sua quinta edição a Meia Maratona Noturna de Extrema acontece no dia 03 de Maio, no município de Extrema - Minas Gerais é a corrida mais dura do Brasil. Se não bastasse os morros que mais parecem paredes impossíveis de ser transpostas ainda tem o desafio de enfrentar a noite por estradas de terra e trilhas.
O ponto mais desafiador é por conta do 'Pasto da Morte', apelido dado pelos corredores mais antigos que participam anualmente desta prova, hás uma trilha de gado em um pasto que dá acesso ao cume da Serra do Forja.
Não é uma prova para qualquer um, além de testar os limites físicos e psicológicos dos atletas EXTREMA é uma experiência única para todos que buscam por desafios além do que podem imaginar.

Check-in

O check-in com a retirada do material da prova deverá ser feito no dia 03 de Maio (sábado) das 14:00 às 17:00 horas na tenda da organização, montada no Clube Literário de Extema.

Largada

A largada será na Pça. Coronel Simeão, no dia 3 de Maio de 2008, às 18:00 horas.
Às 17:00 horas do dia 03 de Maio será realizado o congresso técnico com as últimas informações sobre a prova no Clube Literário de Extema.

Percurso



O percurso será na Serra do Forja no município de Extrema. A distância total é de 24,1km com um desnível acumulado de 1350m. Para cumprir o percurso, o participante terá um tempo máximo de 06 horas. Não haverá corte.
Haverá 05 postos de controle (PC´s) devidamente indicados no mapa do percurso da prova. O percurso passa por ruas de paralelepípedos, estradas de terra, caminhos de serviço, pastos e trilhas.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008


CIRCUITO DAS PRAIAS ABRE TEMPORADA 2008 NO LITORAL DO ESTADO


Aconteceu neste domingo (17/02) a 1a etapa do Circuito das Praias 2008, realizada em Peruíbe. O evento, que já é tradicional como a prova que abre a temporada de corridas de rua no litoral do estado, reuniu mais de 700 corredores vindos de mais de 50 cidades de SP.

Debaixo de muito sol, os corredores percorreram o percurso de 10km em 2 voltas de 5km, mesclando areia e asfalto.
No masculino a vitória ficou com Célio Falcão (Acrimet / Top Spin / Run Tech) da cidade de São Bernardo do Campo com 31m16s, seguido de Franklin Oliveira Barcelos (Semes Santos) e Wellington Luciano Messias (Acrimet / Top Spin / Run Tech)
Já no feminino, confirmando o favoritismo Maria dos Remédios Castro (foto) da Semes Cubatão venceu com o tempo de 38m31 vindo em seguida Andrea Madalena de Oliveira (Acorg) e Thyciana Gongora (Ultrafit)
Os resultados completos já estão disponiveis e o ranking atualizado será divulgado ainda esta semana nos sites da TH5 e Circuito das Praias.
As inscrições para a 2ª etapa que acontece dia 12 de abril (sábado à noite)... Ah, gente... dia que o João está previsto para nascer.... com a prova Bertioga by Night já estão abertas e podem ser feitas on line no ativo.com.

Dá também pra depositar o valor na conta da th5eventos e depois mandar um fax pra eles com o comporvante de depósito. Eu sempre fazia assim, pois não precisava pagar a taxa de boleto bancário...

Eu já participei do circuito e é bem bacana, já que cada etapa acontece numa praia diferente...Pra quem quiser conferir um pouquinho como foi e de repente se animar....é só clicar no link aí embaixo. As fotos foram feitas por aquele casal que eu já comentei aqui no blog que corre sempre com a máquina fotográfica na mão registrando cada momento... Nete e Val, que aliás estão lançando um jornalzinho de distribuição gratuita sobre todos os esportes que acontecem na região...E só pra me exibir um pouquinho...rs...são meus amigos pessoais, dá licença...rs



AH, ESSES SONHOS...
Já fazia algum tempo que eu não sonhava esse tipo de coisa. Normalmente isso acontecia em véspera de provas, mas como estou de molho...Mas esta noite aconteceu...rs...Sonhei que tinha tido o João e estava voltando a correr...e loo uma Meia Maratona. A cidade era São Vicente. De repente, olhei pra trás, não vi ninguém. Parei. Minha mãe estava parada olhando o mar. Eu olhei rpa ele e disse: "É difícil recomeçar, estou fora de forma, não consigo respirar direito". Percebi no olho dela um pouco de pena. Então, na mesma hora resolvi sair correndo de novo. As pessoas já estavam longe. Eu não conseguia ver nenhuma pessoa na minha frente. Logo mais na praça, pedi a orientação de um guardinha da CET para onde eu devia ir e ele lá conversando com um cara nem dar a mínima pra mim. Parei, olhei pra ele e disse: "O meu filho, anda logo, é o teu trabalho". Ele parecia mais perdido do que eu, mas ainda assim, disse para eu virar na rua XV de Novembro (não tem nada a ver essa rua com o luigar que eu tava..rs..). De repente comecei a correr, correr e já não estava mais a pé, estava num tipo de motoca e conseguia ver alguns atletas...quando olhei para o meu pé e vi que não tinha pego o chip. Então, resolvi abandonar a prova e nem pegar a medalha.
Eu tinha muito esse tipo de sonho. Sonhava que perdia o horário, sonhava que tinha esquecido o chip....acho que era pela ansiedade....Mas achei engraçado ter sonhado isso, pois como eu disse estou de molho e ainda é cedo para voltar. De toda forma, pelo menos no sonho, deu pra matar um pouquinho a vontade de correr....Ah... esses sonhos!!!!!!!


TOP 10 - OS 10 MANDAMENTOS PARA MAIOR RENDIMENTO NAS CORRIDAS

3 - Melhor treino de alongamento.

Banda Íliotibial.

O músculo íliotibial é um ligamento que vai desde o quadril até a parte baixa do joelho. Sem a devida flexibilidade nessa região, até mesmo a sua forma de correr será afetada. Fique atento, porque se você correr sempre dando voltas na pista no mesmo sentido pode ocorrer problemas nessa zona. "O alongamento apresenta um papel importante na prevenção de lesões. Com uma boa flexibilidade consegue-se realizar movimentos mais amplos, melhorando a passada e, conseqüentemente, a performance. Além de preparar o corpo para a atividade, faz parte do aquecimento e desaquecimento", diz a professora de educação física Alessandra Genovesi. Para alongar, fique em pé, cruze um pé à frente do outro e flexione o tronco tentando encostar as mãos nas pontas dos pés que está cruzado. Mude a perna cruzada e faça o mesmo movimento buscando o pé contrário. Não force demais se não conseguir encostar as mãos nos pés, o importante é perceber a tensão do músculo, sem sentir dor. Quando você corre muitos quilômetros e não se alonga ocorre o desequilíbrio muscular, que a longo prazo pode causar lesão. Com alongamentos corretos, os músculos recuperam sua posição inicial, soltam-se novamente, facilitando a sua drenagem e estimulação de maior irrigação sanguínea. O ideal é manter um alongamento de 30 a 60 segundos em cada posição. Mais do que isso não traz nenhuma melhora para o corpo. "Depois desse tempo a musculatura relaxa na mesma posição e o resultado não é tão efetivo", avalia a professora Sandra Tofoli. A dor no alongamento é um grande sinal. O desconforto deve passar brevemente após o estímulo.

PRÓXIMO CAPÍTULO : MELHOR TREINAMENTO DE FORÇA

domingo, 17 de fevereiro de 2008

RAPIDÍSSIMAS...

* Londres (Inglaterra) - Após ter ficado quatro meses em treinamento militar, o ex-recordista mundial de maratona Paul Tergat, afirmou nesta sexta-feira, que não irá participar da Maratona de Londres, que será realizada em abril. Ele alegou não estar bem fisicamente.
Agora, eu estou com 40% de minha melhor forma física e a Maratona de Londres é muito desgastante”, disse o queniano de 39 anos à agência de notícias Reuters.
No momento, o maior objetivo do ex-campeão mundial são as Olimpíadas. “Meu foco será Pequim. Eu precisaria de uma boa performance em Londres, o que só poderia fazer se estivesse completamente apto”, explicou o atleta.

* Manaus (AM) - Enquanto algumas modalidades sofrem com o pouco investimento, o
atletismo brasileiro comemorou o maior orçamento de sua história. Na assembléia geral realizada nesta sexta-feira em Manaus pela Confederação nacional (CBAt), os presidentes das 27 federações estaduais aprovaram o orçamento de R$ 17 milhões e reelegeram a atuai gestão da entidade, presidida por Roberto Gesta de Melo.
Pouco mais de 70% da verba disponível para o atletismo verde e amarelo virá do apoio estatal da Caixa Econômica Federal, que em 2008 disponibilizará R$ 12 milhões à modalidade. Sete anos atrás, no primeiro ano da parceria, a empresa repassou ‘apenas’ R$ 1,5 milhões à CBAt. Além disso, o banco prorrogou o patrocínio até 2012.

* Tóquio (Japão) - O suíço Victor Roethlin se posicionou como um dos grandes candidatos a se destacar nos Jogos Olímpicos deste ano, em Pequim, ao vencer a Maratona de Tóquio, no Japão, neste domingo. Para tal, o europeu superou a concorrência do local Arata Fujiwara e do queniano Julius Gitahi, respectivos segundo e terceiro colocados.
Roethlin abriu vantagem sobre os rivais nos dez quilômetros finais e não só venceu como também estabeleceu o novo recorde da prova japonesa, 2h07min23s, que também se tornou sua melhor marca pessoal.

* Rio de Janeiro (RJ) - Bronze nos 3.000m com obstáculos nos Jogos
Pan-americanos de 2007, Zenaide Vieira provou que é boa não apenas saltando as barreiras. Na manhã deste domingo, ela venceu a prova feminina adulta da Copa Brasil/Caixa de Cross Country. A competição está sendo realizada no Rio de Janeiro e definirá a equipe nacional no Campeonato Sul-americano da modalidade.
Zenaide completou o percurso de 8km em 29min52, superando a experiente Maria Zeferina Baldaia. Apesar de já conhecer bem a disputa, foi vice-campeã no ano passado, Baldaia acabou se atrapalhando na estratégia.
Depois de disputar a liderança com Zenaide durante a maior parte do percurso, ela acabou sendo ultrapassada também por Isabel Cristina Feliciano. 'Fiz uma confusão. O circuito este ano (cada volta) é de 1,5 km e não 2 km como em 2007', lamentou ao final da prova. Baldaia completou a prova em 30min45, atrás de Isabel com 30min27.

TOP 10 - MELHOR RENDIMENTO NAS CORRIDAS

2- MELHOR TREINO DE VELOCIDADE:

Séries de 400 m.
Ganhe mais potência em seu motor fazendo as séries de 400 m. Aqueça por 2 km e faça as séries, as primeiras cinco a 80-85% de seu nível máximo e as seguintes entre 85-90%. Entre cada série faça 400 m trotando para conseguir uma recuperação quase total (se for preciso ande). Após terminar as séries trote 2 km em ritmo lento. Sem as séries é impossível correr mais rápido. Tecnicamente as séries são repetições sucessivas que se derivam uma das outras. Aplicadas ao treinamento seria realizar ritmos fracionados com uma pequena recuperação entre cada repetição depois de se realizar o aquecimento. A recuperação se faz trotando e pode ser curta (1 min) entre as repetições ou longa (2 min) entre as séries. "Os treinos de qualidade aparecem principalmente na fase específica do treinamento após o corredor ou atleta ter passado por uma boa fase de base, o corpo só entende os estímulos se eles vierem de forma repetida. O recrutamento de fibras de contração rápida e os estímulos para os músculos e para o aparelho cardiovascular só serão modificados pelo treinamento se o sistema nervoso central receber várias vezes esses estímulos", explica o personal trainer Emerson Bisan. Com as séries de repetições o ritmo varia entrando muito próximo do consumo máximo de oxigênio, estimulando-se ao máximo a capacidade de absorção de oxigênio da musculatura. Aconselha-se esse método de treinamento para acostumar os grupos musculares e o organismo a trabalhar o ritmo de competição. Veja os tipos de repetição

1- Séries de repetições longas: mais de 2 mil m no ritmo de uma competição de 10 km. Há melhora do sistema cardiovascular.

2- Séries de competições médias: entre 600 m e 1.500 m mais rápido que o ritmo de competição nos 10 km. Ajudam a reciclar o lactato, aumentam o coração e melhoram a perfusão sanguínea.

3- Séries de repetições curtas: menos de 500 m, quase em velocidade máxima. Melhoram a velocidade e a capacidade anaeróbica.

4- Séries de repetições mistas: distâncias de todo o tipo. Aglutinam todas as vantagens anteriores em um só tipo de treinamento. Muito completo.

5- Séries de repetições em subida: distâncias curtas entre 80 m e 400 m em subida. Dão potência muscular.

6- Fartlek: são as trocas de ritmo ou repetições aleatórias em variadas distâncias, sem seguir um padrão prévio, realizadas em rodagens de distâncias médias e curtas. Melhora a capacidade de resposta às trocas de ritmo durante a competição.

Estratégias: como montar suas séries

Meu objetivo é correr 5 km: Comece correndo cerca de 3,5 km para esquentar suas pernas. Depois corra 800 metros num ritmo entre 10 e 12 segundos mais rápido do que você normalmente correria seus 5 km. Recupere-se trotando de 2 a 3 minutos. Faça de 6 a 8 repetições. Quando acabar, corra mais 3 km.

Meu objetivo é correr 10 km: Depois de aquecer correndo 3 km, corra 1.500 m no ritmo de seus 5 km. Trote de 4 a 5 minutos para se recuperar. Repita a série 3 ou 4 vezes. Solte 3 km para finalizar.

Meu objetivo é a maratona: Aqueça com 3 km correndo com passadas longas. Depois corra 3 km no seu melhor ritmo (30 segundos mais devagar a cada 1.500 m de seu ritmo para os 5 km). Recupere-se trotando 2 minutos. Repita a série duas vezes. Desacelere trotando 3 km.

PRÓXIMO: MELHOR TREINO DE ALONGAMENTO.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

ATLETA MUÇULMANA É CAMPEÃ DOS 400m RASOS INDOOR NOS JOGOS ASIÁTICOS



Com nuca e pesoços cobertos pelo véu islâmico, Ruqaya al-Ghasara, do Bahrein, vence prova dos 400m rasos em Doha


Enrolada na bandeira no Bahrein, a atleta sobe ao topo do pódio nos Jogos Asiáticos da capital do Catar

fonte: globoesporte.com



MARATONISTA SACA REVÓLVER PARA NÃO MORRER


O queniano campeão mundial de maratona, Luke Kibet, quase precisou mostrar que é rápido também no gatilho. Kibet circulava com três amigos nas imediações da cidade de Naivasha, no Quênia, quando um grupo de homens interceptou seu carro e os ameaçou de morte por supostamente terem roubado uma ovelha.
" Quando eles se deram conta de quem éramos, chamaram reforços e ameaçaram incendiar o carro que nos acompanhava e nos assassinar", disse o maratonista ao jornal local “Daily Nation”.
Kibet então sacou a pistola e conseguiu afugentar a gangue.
Em janeiro, em sua cidade natal, Eldoret, o atleta teve a cabeça atingida por uma pedrada durante tumultos de motivação política. Há uma semana, Kibet havia declarado que ainda estava "traumatizado e horrorizado com a experiência".

FONTE: globoesporte.com