sexta-feira, 31 de agosto de 2012

 
31 DE AGOSTO - DIA DO BLOG
 
 
 
 

Eu sempre frizo aqui no Just Run! é muito difícil ter um blog. Na verdade, é fácil...meia dúzia de cliques e pronto, o blog tá feito. Na verdade a dificuldade está em mantê-lo.
 
Nunca parei pra pesquisar quantos blogs nascem por dia, mas sei que muitos morrem bem antes de completarem 1 ano de vida. Muitas vezes nem é culpa do blogueiro que num momento d eempolgação acaba por criar o seu blog cheio de vontade de trazer aos seus leitores um monte de coisas legais. A culpa fica por conta da correria do dia a dia mesmo.
 
Eu tenho o JUST RUN! há 5 anos. Lembro que o criei porque gostei de uma foto minha na 1a Meia Maratona da Praia grande, aí resolví fazer uma crônica. Pronto, dali em diante, o blog virou praticamente um filho meu. Sempre que surge alguma coisa nova em relação a corrida, eu fico ansiosa pra postar, mostrar para os leitores a novidade. E quando participo d eprovas então? Quantas vezes me peguei no meio do percurso pensando no título do post...rsrsrs...
 
Sem contar as amizades que fazemos quando temos um blog. Já fiz tantos amigos....Gente que veio me abraçar na rua como se íntimos fossemos sem eu nem mesmo conhecer...na verdade somos mesmo não é...sabem quando nos machucamos, quando estamos bem, quando passamos por problemas...chega a ser muito engraçado mesmo...
 
E é justamente isso que me faz uma blogueira apaixonada pelo meu blog e por tantos outros que eu sigo. Muitas vezes não comento, o que pode parecer que eu não acompanho aquele blog, mas sim, sempre dou uma passadinha por muitos.

E hoje é o dia do Blog. Deixo aqui meu super abraço a todos os meus amigos blogueiros e àqueles que seguem o meu blog também, até porque a receita para que tenhamos ãnimo pra continuar a escrever, apesar dos intemperes da vida, é justamente essa...nossos leitores!

Vida longa ao Just Run!

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

 
GRANDE SURPRESA
 
 

Saiu a listagem oficial da corrida da Transbrasa, da qual participei no domingo passado. E eis que para minha surpresa, eu não fiz 0:32:32, como havia pensado e dito, mas 0:32:11. Ah gente, vamos combinar, são 21 segundos a menos  e eu posso dizer que fiz 32 baixo  e não 32 alto...rsrs...Fato é que continuo muito feliz e essa noticia me deixou ainda mais. Fiquei na 29a posição...o que me deixou satisfeitíssima!
 
Achei bacana o meu pace, que foi de 4:35 po km. A idéia é transferir esse ritmo para os 10km por enquanto e depois ´pensar em baixar para 4:30 por km. Essa parte acho um pouco mais complicada, mas é um passo de cada vez.
 
No dia 18 ou 19, acho, tenho a 4a etapa do Santista. Vamos ver o que acontece.  Na última etapa eu estava machucada e corrí pra 51:48, lembram. Agora não...não estou sentindo absolutamente nada. Pensando bem, estou sim, sentindo uma enorme vontade de correr na casa dos 46:38/ 47
 
Vamos ver. O momento agora é de falar menos e treinar mais, com grandes expectativas, já que como bem disse meu amigo Marcus de Realengo...bons resultados nos trazem muito mais vontade de fazer melhor...Tenho é que aproveitar a boa fase. Nenhum problema, cabeça limpa, físico entrando nos eixos...e cheia de vontade e determinação.  Isso faz uma puta diferença viu...
 
E bora lá que agora é pensar na próxima prova ...essa aí já foi concluída e muito bem concluída..graças a Deus!
 
AGORA SIM....
 

Depois de ter tomado um puta susto por conta das dores fortes no joelho, achei que fosse uma boa hora de comprar um novo filho....E eis que ele chegou...Meu Nimbus 13. esse foi comprado no site da Pro correr e achei que foi negócio viu...de R$ 599,00 por R$ 399,00. O bacana do site é que é pá-pum...comprei num dia e chegou no outro. Amei!

Agora é cebo nas canelas e bora amaciar esse meu querido lindo...Ah gente, e a cor? Ele é lindo demais!!!!!!!!!!! Agora seguuuuuuuuuuura que essa belezinha vai me fazer treinar feito gente grande...rsrsrsrs

domingo, 26 de agosto de 2012

 
TAREFA DADA É TAREFA CUMPRIDA
 
 
Gente não dá pra fazer suspense quando se está mega feliz! Estou...Muuuuuuuuitooooooo! Mas bora lá contar sobre a prova de hoje!!!!!
 
Exatamente às 06:30, a mocinha levantou. Nervoooosaaaaa....rsrsrs. Fico assim toda vez que eu vou pra me testar, quando eu vou querendo alguma coisa. E eu queria né gente...ah, se queria. A semana foi bem punk em relação ao treinamento.
 
Pra nem correr o risco de chegar atrasada, eu e meu pai, resolvemos pegar um táxi, já que a largada seria num lugar e a chegada em outro e a orla da praia, por onde passam os ônibus estaria interditada...Hoje, definitivamente não era dia de chegar estressada na prova, muito pelo contrário...queria chegar calma, tranquila....e chegamos!
 
 
 
Papy se alongando...
 
Meu pai tava empolgado. Fazia muito tempo que ele não participava de provas. Cada hora era uma coisa: lesão, falta de tempo, inflamação, desânimo. E hoje, ele tava todo todo...Chegou chegando na concentração...se alongando, dando trotinhos na praia....Fiquei bem feliz em vê-lo animado e contente!
 

Já eu, faço a linha, chegar e ali parar...rsrs...nada de trote...até fiz uns alongamentos, mas tudo muito light. Sabe que nunca consegui entender como as pessoas conseguem chegar e ficar correndo d elá pra cá até a hora da prova. Tudo bem, eu sei...pra jogar o ácido láctico pra fora, mas na boa, eu não corro 1 metro a mais do que a distãncia que eu me inscrevo. Nada de trotes...rsrsrs...só pose pra foto.
 
E aí, já falei pro meu pai nos posicionarmos bem na frente, pra conseguirmo sair logo da muvuca quando a largada fosse dada. E aí, como sou uma pessoa abençoada por Deus e cagada por natureza, eis que na minha frente estava um mala sem alça...um cara que até já comentei aqui várias vezes que se meteu a organizar provas, passou cheque sem fundos na premiação e quase foi linxado...Em outro episódio ele me aocmpanhou em uma das provas do Campeonato Santista e foi gritando frases durante o percurso todo ao meu lado tipo: Tô morrendo, eu sou um abestado, eita que to morrendo...até a hora que mandei ele calar a boca no meio da prova. Fato é que o cidadão estava na minha frente enchendo o saco, até a hora que ele se virou pro meu pai e disse: "Essa baixinha corre...tu deixa eu passar na tua frente? - se referindo a mim...Eu já tava enfezada com ele dai já lancei: "Se tu conseguir me pegar, blz, mas se tu vir ficar falando merda do meu lado durante o percurso cara, tu vai apanhar".
 
kkkkkkkkkkkkk...meu pai olhou pra minha cara, os dois caras do lado, cascaram o bico e ele ficou todo sem graça...rsrsrsrs...É bem verdade que essse meu excesso de sinceridade me mata, mas..fazer o quê?
 
Ás 08:30 foi dada a largada. Eu sei que saí feito doida. Graças a Deus nada doía. Nada. Ia ser eu e eu. Aí, eis que o bagulho começa errado. A gente corria 250 metros pra frente e fazia a volta pra completar 500 metros. Só que até chegarmos na voltinha, não tinha fiscalização, nem alambrado, nem nada e o que acontece? Vários neguinhos virando antes, cortando na caruda mesmo. Daí, eu comecei a gritar: Aeeee..parabéns, é isso mesmo...tem que cortar caminho mesmo"...E seguí...
 
Na placa de 1km, olhei no relógio e tanã...ele estava zerado...kkkkkkkkkkkkkkkkk....Dane-se, apertei dali em diante, puuuuta da vida, mas...era o que tinha pra hoje..marcar a partir do 2km. No 2k, olhei, 3:25...ah vá...nem a pau eu tava nesse ritmo...Zerei de novo...sim....zerei de novo....
 
E aí daí em diante acho que a coisa fluiu bem...sempre 4:30 - 4:32...No km 6, confesso que eu estava bem cansada. Fazia muuuuito tempo, pelo menos 1 ano que eu não corria na casa dos 4:30 e apesar do tempo ter ajudado, pois não estava sol, nem calor, estava fresco, eu dei uma sentida sim...mas, saliento...nada de dor!
 
Faltava pouco, 1,5km...era só isso. Mas engraçado que chega uma hora que não adianta a cabeça dizer vai...se o corpo está preparado pra um determinado ritmo é aquele que ele segue. Quando ví o povo virando lá na frente, estranhei um pouco, já que achei que fosse a chegada..não era. E aí entramos no emissário submarino, eu apertei o passo, acelerei tudo que eu podia, achei até que fosse dar uma gorfada, mas não...seguí firme e forte, até ver o cronômetro rodando...e piscando pra mim...
 
Era fantástico. E eu estava muuuuuuuuito feliz. 0:32:32..o melhor tempo da minha vida nessa distãncia. Caracas....vocês não podem imagina como eu fiquei...Comecei a fazer cálculos se eu tivesse corrido os 10km...eu faria em sei lá...na casa dos 45 ou 46...Juro que eu nem conseguia raciocionar muito de tanta euforia que eu estava. Eu juro que podia ir embora sem nem ver a premiação, porque eu estava satisfeitíssima com o que eu havia feito. Corrí com a certeza de que eu faria 34:30, mas jamais 32:32....
 
 
Eu e meu papai
 
Aí comecei a procurar meu pai. Depois de algum tempo o ví na fila das medalhas. Feliz também. Fez em 0:38 e alguma coisa. Estava também muito satisfeito, apesar de ter vomitado um pouquinho depois de beber água durante o percurso. Mas não importa, isso não o prejudicou, o cara continuou e chegou firme e forte! Tá no sangue!
 

A espera da premiação
 
O ruim foi a espera da premiação. Muuuuuito demorada. Meu pai, acabou se decepcionando um pouco, pois não pegou premiação em sua categoria 65-69. Mas o convencí que ele estava no caminho certo, posto que segurou seu ritmo em 5:20 por km até o fim, mesmo tendo passado um pouquinho mal. E aí a minha categoria que nunca mais chegava na vida. E quando ia chegar, voltava pras categorias dos mais velhos.
 
Mas eis que chega. 10...nada, 9...nada...8...nada. Nessa hora, eu já virei de costas pronta pra ir embora. Tipo..."não deu"...7....e tanã...6....euuuuuuuuuuuuuu.....Putz, se eu já estava feliz com meu tempo, ter subido no pódio depois de tanta coisa que eu vinha passando, e isso desde o ano passado, me deixou tão, mas tão sei lá o que...não dá pra explicar que eu pulava feito pipoca....
 

E mais uma vez num lugarzinho que eu adooooroooo
 
Gente não é exagero mesmo. Ninguém faz a menor idéia do que quanto eu queria voltar a fazer um tempo bom nas provas, com a mesma empolgação de antes, com garra, feliz demais...e ainda mais fechar com chave de ouro e subir de novo no pódio...Inexplicável.
 

Da 1a a 3a ganhava o troféu e da 4a a 10a outra medalha com a colocação atrás. O que pra mim, não faz a menor diferença. Meu troféu na verdade foi o pórtico mostrando meus 0:32:32 e me mostrando que eu posso sim ser o que eu era...posso voltar com a mesma determinação, já saindo de uma prova e pensando na p´roxima, como foi hoje. Saí de lá, já pensando na prova do dia 14 de setembro, acho, e depois na do dia 23 de setembro. Era isso que eu queria e era isso que eu precisava. Eu contra eu...


 
Sem descanso, amanhã, começa uma nova semana, e vou continuar no esquema punk, apenas diminuindo um dia. Ao invés de correr 7 e descansar no 8, eu corro 6 e descanso no 7. Volto aos treinos de tiros e aos de 1 hora e 10 intervalados. Estou muito confiante em fazer um bom resultado na p´roxima etapa do Santista, apesar de não ter chances de ficar entre as 5. Enfim...missão dada, missão cumprida!
 
Aos que torceram por mim um enorme beijo, vocês me encorajam muito...Ás vezes, como hoje aliás, encontro pessoas que leem meu blog ou meus posts no face e me parabenizam, fico muito contente com isso também. Saber que há tanta gente que muitas vezes nunca vi na vida torcendo por mim...É por esse motivo que escrevo com tanto prazer esse blog por 5 anos!
 
Ah e pra não perder o costume...àqueles que não torcem, que aliás só passam por aqui pra encher o saco...rsrsrsrsrs....sonhe comigo! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..mas não esquece de levar o pódio junto! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.....Sorry!




 



sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Como aumentar a estabilidade do joelho



Atendendo a pedidos...segue o vídeo para fortalecimento dos joelhos!
                                                PALMAS PRA ELE, QUE ELE MERECE!
 
  • Ivamar de Oliveira (no centro, com a bandeira do Cruzeiro) foi flagrado com furosemida
     
  •  Ivamar de Oliveira (no centro, com a bandeira do Cruzeiro) foi flagrado com furosemida
A Confederação Brasileira de Atletismo emitiu nesta sexta-feira um comunicado em que informa a suspensão, por tempo indeterminado, do corredor mineiro Ivamar de Oliveira por ter seu teste antidoping positivo após participar da Meia Maratona Internacional de Belo Horizonte, no dia 3 de junho.
 
Ivamar testou positivo para a substância furosemida. A entidade diz que o atleta apresentou suas justificativas no último dia 2 de agosto, mas não realizou a contraprova dentro do prazo dado pela IAAF (Confederação Internacional de Atletismo).

A CBAT diz que não aceitou as explicações do atleta para a não realização do exame e decidiu suspender o atleta a partir do dia 20 de agosto. O atleta tem 14 dias para solicitar o seu julgamento pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBAT.
 
Pra mim, não interessa os motivos que o levaram a ingerir essa substãncia...mesmo que venha com a velha e boa desculpinha que ás vezes ainda cola: "Não sabia que havia isso no meu remédio para o nariz..peguei uma gripe forte e ingeri o medicamento sem saber".
 
Tem que suspender mesmo. Inconcebível que um atleta de elite ainda recorra a esse tipo de substãncia pra se dar bem. E vou além, suspendia ele, o técnico e quem mais soubesse desse fato. Só assim, o esporte ficaria limpo desse povinho fraco!
 
 
A IMPORTÂNCIA DA EVOLUÇÃO
 
 
 
Hoje estou extremante feliz. Minhas dores no joelho se foram de vez e eu conseguí terminar o meu treino 8a Maravilha (treina 7 e descansa 1). Foi uma semana muuuuito puxada, mas que me deixou satisfeita ratificando tudo que eu digo aqui no blog: VOCÊ É O QUE VOCÊ TREINA!
 
Comecei esse treino no sábado passado. Corrí tranquila. No domingo, tive a prova do Campeonato Santista, que fiz pra cumprir tabela almejando apenas manter o pace nos 5:10. Fechei com 0:51:48. Na segunda e na terça, almentei um pouco o ritmo, fechando o treino em 50 min. Na quarta e quinta cheguei ao auge do treino, diminuindo para 0:49:02 e 0:48:12 respectivamente. E hoje, finalmente, voltei aos 52 minutos, totalmente acabada, mas com a sensação de dever cumprido.
 
Pois bem. Toda vez que a gente vê alguém começando a correr, eu pelo menos, pergunto o por quê aquela pessoa começou a correr, quais os seus objetivos. Obviamente são diversos. Desde querer perder peso, até virar um atleta de de ponta. Ai "vareia" como diria o porteiro do meu prédio...rsrsrs...
 
Fato é que, evoluir na corrida é preciso, independente dos seus objetivos, e isso tanto para aqueles amadores ou para os mais experientes. O nosso corpo precisa de estímulos. Quantas e quantas vezes ví gente deixar de correr, porque cansou do percurso, porque estagnou no seu tempo, porque ganhou massa e achou que era peso....Eu mesma já me desistimulei muitas vezes com a corrida quando almejava baixar meu tempo e não conseguia. Até o dia em que percebí que era preciso mudar, era preciso variar planilhas, treinos, percurso. E foi justamente aí que comecei a alcançar minhas metas.
 
No domingo passado fechei os 10km para 0:51:48, sem pretensões. Era esse mesmo o tempo que eu queria fazer, pois estava vindo da inflamação na lateral da coxa. E então essa semana, treinei forte, iniciei outro treinamento, visando mais velocidade, causando a exaustão do corpo e eis que fecho o mesmo percurso em 0:48:12. São 3 minutos e 36 segundos a menos. Isso é muito minha gente! O intervalo foi de 1 semana apenas.
 
Claro, essa baixa no tempo aconteceu justamente por eu ter traçado uma meta. Isso também é importante. Fato é que a evolução deve acontecer gradativamente, sem pressa, até para que se evite um lesão. Lembram quando eu disse lá em 2009 que me lesionei. Claro que foi por conta dessa ãnsia pela evolução. Quando ví que meu tempo estava baixando, eu não soube o momento de parar, e queria baixar, baixar, sem respeitar no entanto o tempo do corpo para aguentar um treino mais forte.
 
Não tem uma regra. A evolução vai aparecendo conforme vamos treinando, conforme vamos mudando de planilha. O corpo responde sabiamente a esses novos estímulos tanto positiva como negativamente. O que se deve ter em mente é que a evolução deve sim acontecer, mas aos poucos de forma que o objetivo seja atingido sem consequências desagradáveis como foi o meu caso.
 
Agora que eu tô feliz, ah, eu tô. Muito confiante de que domingo eu consiga chegar entre as 10 e conquistar mais um pódio. Não vai ter desculpa. Não tem joelho falhando, nem bursite, nem dente...eu vou com que eu treinei e sei que fiz tudo certinho...

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

 
TUDO ENTRANDO EM ÓRBITA
 
 

Aeeeeeeeeeeeeee....Galera, eu sou mesma uma pessoa abençoada. Papai do céu deve gostar muito de mim mesmo. Acho que poucas pessoas aqui sabem que sou kardecista. Para aqueles que não sabem o que é, o kardecismo é uma doutrina baseada no espiritismo.
 
E ontem lá fui eu para mais um encontro kardecista. Mentalizei o meu joelho, além de um amigo meu que também está precisando de ajuda. Voltei, fui pra academia fazer o fortalecimento do joelho.
 
Hoje pela manhã, fui treinar. Já gostei de levantar da cama e nem me lembrar da dor. Comecei o treino também sem sentir e só lembrei lá na altura do km 5, quando eu estava apertando o treino mesmo. Mas uma dor amena. nada parecido com o que eu vinha sentindo nos últimos 3 dias. Conclusão, terminei o trajeto que eu vinha fazendo em 0:51:48, em 0:49:02.
 
Assim, acredito que no domingo não terei grandes problemas e que qualquer tempo que eu fizer não precisarei culpar o joelho, mas sim, eu mesma. Não haverá batalha entre eu e ele (acredito que não). Estou muito confiante e feliz.
 
Ainda tenho mais 2 dias de treino e encerro o ciclo de 7 dias. No sábado, descanso absoluto para chegar bem no domingo. Agora sim....tô vendo um ótimo post pra segunda...rsrsrsrsr....Seguuuuuraaaaaaaaaaaaaaa.....

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Como aumentar a estabilidade do joelho


PLACAR - JOELHO 1 X EUZINHA 1




Pois bem. Mais um treino realizado hoje de manhã. Eu sempre achei que a determinação é um fator primordial para se continuar a correr, mas hoje eu tive a certeza disso. Levantar da cama ás 06:00 da manhã sabendo que vai treinar com dor...é punk!

Passei meu biofenac. Corrí sem o tensor pra não inibir os movimentos. Tá bom, sentí dores. Na altura do km 5, acho que por ter esquentado, deu uma melhorada e conseguí até a diminuir 1 minuto e meio do que levei na ida. Mais un dia concluído..Faltam só 3....e acabou...vou ver o que acontece domingo....,

E bora continuar moçada. Hoje à noite vou fazer novas séries de fortalcimento na academia. A dor existe? Sim, mas a minha vontade de superá-la é infinitamente maior. Aliás, postei no meu face sobre o probleminha no joelho e o seguidor José Rafael, postou em meu mural um vídeo bacana de fortalecimento para essa parte...Olha aí...bacana....assim, vocês podem conferir o que fazer para evitar o problema ou mesmo resolver....

segunda-feira, 20 de agosto de 2012


SÓ PODE SER MACUMBA...




Pois é. Ontem durante a prova eu sentí uma dorzinha de leve no joelho direito, mas achei que fosse por conta das irregularidades no asfalto. Mas nem me importei também, já que não incomodou em nada, apenas sentí uma coisinha leve.

No entanto hoje quando fui treinar, logo no primeiro quilômetro sentí uma fisgada no mesmo joelho, tipo uma agulhada na lateral...forte. Juro que deu vontade de parar na altura do km 4, mas completei os meus 10km de treino, confesso, um pouco chateadinha.

Aí já cheguei em casa, coloquei o tensor e taquei biofenac. Trabalhei com dificuldade na hora de subir escada ou realizar alguns movimentos. Na volta, fui até a academia, fazer algumas séries de fortalecimento muscular específicos para os joelhos.

Agora é esperar. Vou treinar até sexta. Sábado eu descanso. Sei que não é lesão, mas também isso não era hora de acontecer. Parece macumba, kct...toda hora é uma coisa. E nem posso falar que é falta de revisão, porque não é rs...Ok, 35 anos nas costas, nas pernas, vai ficando com problema aqui, problema acolá, mas poderia ser pelo menos a partir de semana que vem...Enfim...vou ser mais uma vez um mau exemplo...Putz, daqui a pouco o blog vai ser interditado por tanto mau exemplo que eu estou dando ultimamente....Vou continuar treinando do jeito que dá e vou correr no domingo...

Façam suas apostas: eu ou o meu joelho....rsrs...quem levará a melhor? hahahahaha



domingo, 19 de agosto de 2012


TRABALHANDO EM CIMA DO PIOR

Não foi uma promessa, nem juramento, mas havia dito aqui que a prova de hoje seria na mainha...sem forçar, devido a eu estar parada há 15 dias por conta da inflamação na lateral da coxa. Eu não mentí.


Ás 06:20, sem nenhuma ansiedade (como de costume) estava de pé e as 07:00 lá estava eu a espera da minha carona...Todo mundo ansioso dentro do carro...e eu rindo, calminha, calminha. Isso vai entrar pra história! rsrsrsr

Às 07:15 lá estávamos nós, na porta no Orquidário da Zona Noroeste de Santos. Solzão. Povão animado. Eu também estava, mas certa do que eu estava fazendo ali. Nada de plano A, plano B como eu sempre faço.

Chip no pé. Bora tranquilinha pra largada. Mp3 no ouvido. Escapulário no pescoço. Pai Nosso na ponta da língua.


Como eu digo, nunca tome nada que não experimentou antes no treino. Cansei de dizer isso né? É...Pois é...Daí, passa uma menina fazendo propaganda de uma cápsula em gel de vitaminas e guraná. Peguei. Aí, pensei: "Vou guardar isso aqui no top e tomar no primeiro posto de água!". Fuóóóóó....E lá fomos nós.

Como eu havia corrido essa etapa no ano passado, já sabia que o percurso exigia cautela, aliás, muuuuita. Ruas esburacadas, cheia de saliências, irregulares, a típica prova melancia quente...ou seja, boa pra fazer mal...rsrsrs...

Corrí sim de relógio e olhei sim todos os quilômetros. Porém, consciente. Completamente consciente. 1km 5:10, 2km 5:10, 3km 5:10...E olha que nem ficou aquela coisa de acelerar pra ver se eu aguentava. E sabe que achei bacana. Sempre qu participo de alguma prova e venho aqui postar, geralmente meto a boca no povo, seja pela má educação, pela pilantragem...ou qq coisa que me deixe p da vida. Mas hoje, talvez por eu ter corrido na manha, prestei atenção nas coisas boas. Ví corredores sinalizando com as mãos de que iria para direita ou esquerda, oferecendo sua água ao corredor ao lado, abrindo quando via que alguém queria passar. Achei bacana isso.

Aí lembrei da tal capsula guardada no top. Antes tivesse continuado lá. O bagulho estourou...manchou todo o top, mas ainda assim, tomei com um pouco de água. Como havia manchado os dedos, acabei lambendo os mesmo, mas depois de ter jogado a água fora. PQP! Um gosto horrível, amargo, nuoooosssaaaa...isso no km 3km...eu juro que me xinguei até o final por isso, porque apesar de nao ter me prejudicado, até porque eu não estava correndo pra fazer tempo, o negócio não me caiu bem...tudo bem...eu sou uma besta mesmo...rsrsrs....assumo!

E assim fui até o 6km...No 7km, olhei e estava com 0:36:02....Não achei ruim, posto que o ritmo continuava exatamente igual. Semana que vem, terei a prova de 7,5km e sabendo do meu pior tempo, posso trabalhar bastante em cima dessa marca pra fazer bonito no dia 26...talvez eu tenha uma agradável notícia....rsrsrs...

No km 9, ainda tentei dar uma apertadinha, mas só pra chegar na casa dos 51min...e conseguí. Fechei com 0:51:48. Não foi o meu pior tempo da vida e me deixou bem feliz, já que cheguei tranquila...Claro, cansada pela falta de treino, mas tranquila.


Eu e Tici...também foi picada pelo bichinho da corrida...virou viciada em bem pouco tempo

Mais uma pra coleção, mais 10km pro saco, e mais apaixonada pela corrida


Gosto de terminar uma prova satisfeita, pois me dá muito ânimo pra próxima, que vamos combinar...é semana que vem. Sei que o tempo é bem apertado, mas sei também que dá. Eu vou chutar o balde essa semana e tentar arrancar o melhor de mim nos treinos. O objetivo é chegar  entre as 10 da categoria, pois as 10 subirão no pódio. Essa foi pra brincar, a outra, não vai ser...

Estão vendo, como estou virando mocinha? rsrsrsrs...quando eu quero brincar, eu brinco...Acho importante a gente conseguir pisar no freio. Abrir mão aqui pra ganhar lá na frente. Fiquei orgulhosa de mim...rsrsrs..

Agora, cabeça lá no domingo que vem... Foco, foco, foco... ANIMAÇÃO TOTALLLLLLLLL!!!!!!


sábado, 18 de agosto de 2012


SEM HIPOCRISIA!


Pois bem. Esta semana circulou na internet, o post acima falando sobre a Adidas e a matança de cangurus para confecção de calçados. Pronto...aí, o bicho pegou. Teve gente transbordando de razão dizendo que era um absurdo. Outras que não comprariam mais nada da Adidas como represália. Outras ainda dizendo que tal post deveria ter sido feito pela Nike para acabar com reputação da Adidas. Enfim...

Na boa, quanta hipocrisia minha gente! Eu levanto a bandeira contra os maus tratos de animais. Abomino mesmo. Também me sensibilizo muito quando vejo animais sendo judiados em diversas situções. Já ví um vídeo que me deixou sem dormir por 1 mês, onde mostrava caçadores tirando a pele de um bichinho vivo, depois o arremessando em carne viva sobre um monte d eoutros bichos, os quais agonizavam até a morte. Também não gostei da imagem acima, mas pera lá...

É muito simples chegar, ver a imagem, e começar a meter a boca na ADIDAS. Mas sabe o que é engraçado? É saber que as mesmas pessoas que dizem que não irão mais comprar os calçados, são as mesmas que  comem galinhas...carnes, usam produtos de couro e compram cosméticos...

Será que elas sabem  como vivem as galinhas de churrasco? As galinhas criadas para consumo, chamadas "churrasco" pela indústria aviária, passam toda a sua vida em aviários sem condições com centenas de milhar de outras aves, onde o pouco espaço disponível e o confinamento levam a surtos de doença. São criadas e drogadas para crescerem tão rápido, que as suas pernas e os seus orgãos não são capazes de acompanhar esse crescimento, o que muitas vezes lhes provoca ataques cardíacos, insuficiência de orgãos e deformidades das suas pernas.

Devido ao seu excesso de peso, muitas ficam tão aleijadas que morrem por nem sequer conseguir chegar à água para beber. Quando chegam às 6 ou 7 semanas de idade, são enjauladas e metidas em camiões para abate. Bacana né????

Será que as pessoas que dizem que não comprarão mais Adidas, não comem ovos? ´Será que elas sabem que as aves exploradas pelos seus ovos, chamadas poedeiras, vivem juntas em jaulas de arame, onde nem sequer têm espaço para mexer as asas. As jaulas são colocadas umas sobre as outras, e os excrementos das galinhas que estão em cima caem constantemente sobre as que estão em baixo. A estas galinhas cortam parte dos seus bicos extremamente sensíveis, para que não se debiquem umas às outras, o que acontece devido à frustração de viverem aprisionadas.

Quando os seus corpos estão exaustos e a sua produção de ovos diminui, são enviadas para abate, geralmente para se tornarem caldo de galinha, ou comida para cão e gato, porque a sua carne está demasiado maltratada para se poder usar para outros fins.
Os pintainhos machos, das galinhas que são usadas para procriação, por não poderem dar ovos e por não terem carne tenra como a das fêmeas, são mortos. Todos os anos, mais de 100 milhões destas aves jovens são moídas vivas ou atiradas para sacos para morrerem sufocadas.

Ninguém come churrasco? Os gados são marcados várias vezes durante a vida, causando-lhes queimaduras até de terceiro grau, chifres são removidos, castrações pelo corte dos testículos com faca ou forçando sua queda, amarrando-os para  interromper o fluxo sanguíneo, tudo sem anestesia, porque é caro. Para aguentarem tudo isso, dale vacina, dale antibiótico, até chegar o dia que vão para o matadouro e quando são abatidos de forma digna, recebem um tiro na testa. Bacana né?

E as mocinhas que afirmaram: Ai que absurdo, nunca mais compro nada da Adidas, vamos nos unir! Ahã...E será que alguém dessa união deixa também de comprar bolsas e botas de couro de crocodilo ou jacaré? Deixam de cuidar da pele lisinha com cosméticos? Sabem como os cosméticos são testados? Com coelhinhos albinos que possuem a pele mais sensível. também são usados, porquinhos da índia, macacos. A maioria é morta após o primeiro teste.

E aí, é hipocrisia ou não é???? E aí falam dos cangurus? Então, vamos aos cangurus...

A maior parte dos cangurus não têm um ciclo de procriação definido e são capazes de se reproduzir durante o ano inteiro. Como se reproduzem de forma intensa, a sua população pode quadruplicar em cinco anos, caso tenha acesso a reservas abundantes de água e comida.

Os cangurus foram desde sempre importantes para a sobrevivência dos povos indígenas da Austrália.

Os aborígenes caçaram-nos durante dezenas de milhar de anos, tanto pela sua carne como pela pele.

Quando os europeus chegaram à Austrália em finais do séc. XVIII, também caçaram cangurus para sobreviver.

Os cangurus continuam a ser utilizados como recurso mas apenas sob controlo rigoroso do governo. Todos os Estados e Territórios australianos possuem legislação de protecção dos cangurus. Somente as quatro espécies mais abundantes de cangurus e um número limitado de duas espécies de wallabies podem ser caçados comercialmente, por caçadores com licença.

O meio ambiente da Austrália é frágil e degrada-se facilmente. As populações de cangurus aumentaram dramaticamente desde a colonização europeia, devido à introdução de métodos agrícolas europeus e de suplementos de água para o gado doméstico.

O abate de cangurus, efectuado dentro de controlos ambientais rigorosos estipulados pela Lei Federal de Protecção do Ambiente e Conservação da Biodiversidade de 1999, é uma indústria amiga do ambiente. Os cangurus evoluíram integrados no ecossistema australiano e, com os seus pés suaves, não provocam a erosão do solo nem danificam a paisagem das terras onde pastam. O abate comercial de espécies de cangurus abundantes contribui para a sustentabilidade do meio ambiente australiano.

As quatro espécies de cangurus que são caçadas comercialmente têm populações muito vastas e nenhuma delas está ameaçada ou em risco de extinção. O canguru vermelho, o canguru cinzento do leste e o canguru cinzento do oeste são as espécies mais abundantes e constituem mais de 90% da caça comercial. A dimensão do conjunto das suas populações tem flutuado entre os 15 e os 50 milhões de animais ao longo dos últimos 20 anos nas áreas de caça, dependendo das condições sazonais.

O abate de cangurus é decidido através de um sistema de quotas, revistas anualmente. As quotas são definidas com base nas dimensões e tendências da população, e em previsões climatéricas a longo prazo. A conservação das espécies merece está em primeiro lugar, assegurando esta abordagem uma gestão ecologicamente sustentável do abate de cangurus.

Não existe criação de cangurus na Austrália – eles são caçados em estado selvagem.

Ao abrigo da pela Lei Federal de Protecção do Ambiente e Conservação da Biodiversidade de 1999, é proibida a exportação de cangurus vivos, com algumas pequenas excepções para fins não-comerciais, tal como intercâmbios zoológicos.

É muito triste ler tudo acima que escreví? É. Eu continuo odiando maus tratos, continuo comendo churrasco, apesar de não curtir, continuo comendo ovos, menos galinha ou frango, porque realmente não gosto, uso sapatos e bolsas de couro e continuo comprando ADIDAS. Não sou dois pesos e duas medidas. A gente sabe que animais precisam morrer, para que outras coisas sejam criadas, outrs produtos lançados e para que a gente possa se alimentar, salvo se optar por ser vegetariano, o que eu estou longe de fazer, apesar de sentir vontade.

Por isso, acho bacana a gente opnar quando temos fundamentos para isso. Não absorver qualquer coisa que jogem na net como uma verdade absoluta. É por isso que o país está assim.. temos preguiça de pensar, estamos acostumados a nos empurrar qualquer besteira guela abaixo e a gente sair repetindo por aí como se fosse PHD no assunto.

E vou além. Só tive um tênis Adidas, então nem venham me dizer que estou recebendo algo ou mesmo fazendo propaganda gratuita pra Adidas, só acho que é uma marca que está há muito tempo no mercado e merecedora de credibilidade. A idéia é refletir, SEM HIPOCRISIA!

quarta-feira, 15 de agosto de 2012


O PODER DA CEREJA





A gente que é corredor sabe...treinar cansa. E quando a gente resolve então se meter naquelas sequências de provas toda semana...o que é errado, mas a gente faz...rsrs...E quando a gente particip de provas mais longas, onde a recuperação tende a demorar mais ainda e já estamos de olho numa outra prova...

Fato é que precisamos nos recuperar muitas vezes rápido demais para a p´roxima competição. Tem milagre? Não, mas quase isso. A aposta é nos batidos de uma frutinha que dificilmente comemos, eu pelo menos não costumo comer e pra falar a verdade nem curto muito...a cereja que aparece como um grande auxílio para nossos músculos tão preciosos.

Um estudo científico mostrou que corredores de maratona que consumam batido de cereja podem acelerar a recuperação dos músculos após a prova. O estudo envolveu 20 corredores de maratona.

Metade deles bebeu um batido de cereja duas vezes por dia nos 5 dias que antecederam a Maratona de Londres e durante os 2 dias subsequentes. A outra metade bebeu um composto de placebo durante o mesmo período de tempo.

Os resultados publicados no Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports mostraram que os atletas que beberam o batido de cereja recuperaram a força mais rápido do que os atletas do grupo do placebo, durante as 48 horas após a maratona.

Os cientistas afirmaram que o batido de cereja aumenta a capacidade antioxidante do organismo, reduz a inflamação e o stress oxidativo, auxiliando na recuperação muscular. Glyn Howatson, porta-voz da equipa de investigadores, afirmou:

A participação em provas de resistência de longa distância, como a Maratona de Londres, causa um grande dano e inflamação dos músculos. São precisos vários dias para recuperar e durante esse período o atleta pode não ter condições físicas para praticar actividade física. Os fitoquímicos presentes nas cerejas têm propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes e este estudo mostrou que eles são eficazes na recuperação dos atletas após intensa actividade física".

Dale cereja!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

NÃO TÔ ASSIM UMA BRASTEMP...MAS....


Domingão. Solzão. Duas semanas de repouso por conta da inflamação na lateral da coxa. E ontem, fui correr.

É engraçadão quandoa  gente volta de uma lesão, ou torção, ou qualquer coisa que nos afaste da corrida. A gente sente medo de sentir dor. E vai pisando em ovos. É pânico total. Óbviamente com motivos não é...A gente pára, faz tudo certinho e é claro, espera que toda essa disciplina tenha dado certo. Sentir dor logo no primeiro dia após a volta aos treinos é de desistimular até o Bolt....rsrsrs..

Mas enfim, fiz tudo certinho. Repousei, passei gelo, fiz compressa, sem pressa...rsrs...e voltei aos treinos ontem pela manhã. Vou contar um segredo, aliás dois: não sentí nenhuma dor, mas também, acreditem, não conseguí correr mais do que 9km. Não sei se pelo sol, não sei se pelos 15 dias de repouso ou pela sequência de festinhas infantis regadas á porcarias alimentícias. Fato é que se por um lado fiquei bem contente por estar sem sentir dores, por outro, fiquei um pouco chateada por estar me sentindo pesada.

Mas tudo bem...^não tô assim uma Brastemp, mas também, tenho que dar graças a Deus por ter conseguido retornar aos treinos. Domingo que vem tenho a 3a etapa do Campeonato Santista e é claro vou correr para cumprir a tabela e curtir com a minha equipe. Nada de querer vim aqui na segunda e postar façanhas incríveis. Nada disso. E eu prometo. Correrei apenas para brincar, apesar de ter que voltar a treinar legal o mais rápido possíveis, já que dia 26 de agosto acontece aquela prova qeu se premiará as 10 de cada categoria. Pelo menos a 10a eu quero ser, vai e isso não é pecado. Porém, tenho que ter cautela, sem me empolgar.

O importante é eu voltar aos treinos e ter feito tudo certinho. Tá vendo pessoal, eu não faço só estripulias não. Quando eu digo que vou repousar, eu repouso mesmo...lembrando sempre o lema do blog: Correr bem, para correr sempre!

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Inalcançável: Bolt volta a vencer e consolida reinado nos 200m

Fenômeno ganha segundo ouro na prova em que também é campeão do mundo. Jamaica domina pódio, com prata para Blake e bronze para Weir

Por GLOBOESPORTE.COMLondres
22 comentários
Bolt, (Foto: Agência Reuters)
Bolt ganha seu quinto ouro olímpico e agora é
bicampeão nos 200m (Foto: Agência Reuters)

Em 100m, ninguém consegue alcançá-lo. Dobrar a distância também é inútil. Os 200m seguem sob o controle de Usain Bolt. O fenômeno jamaicano revalidou nesta quinta-feira o domínio da prova. Em 19s32, venceu novamente sem grandes sustos, dando pinta de fazer um esforço quase tão natural quanto caminhar.

A prata e o bronze ficaram com seus compatriotas. Yohan Blake foi quem mais conseguiu ameaçá-lo. Por alguns segundos, chegou a criar a expectativa de vitória. Mas chegou em segundo, com 19s44. Warren Weir foi o terceiro, com 19s84.

O vencedor cruzou a linha com o dedo na boca, como se pedisse silêncio. E passou a fazer flexões logo depois, para êxtase do público. Foi apenas o início do show que ele costuma protagonizar quase tão bem quanto corre. O jamaicano pegou a câmera de um fotógrafo e começou a fazer imagens de seus colegas. Blake fazia caras e bocas, como se fosse modelo. Em seguida, o trio de jamaicanos passou a circular pelo estádio, munido de bandeiras do país.

Bolt, 200 m (Foto: Agência Reuters)Bolt faz flexões logo depois de ganhar o ouro nos 200m em Londres (Foto: Agência Reuters)

- Eu sabia o que eu tinha que fazer. Estou com muito orgulho de mim. Era possível quebrar o recorde, mas eu não estava preparado o suficiente - disse o bicampeão olímpico à BBC.
Bolt pisou na pista do Estádio Olímpico de Londres como dono absoluto do favoritismo. Tinha o título dos últimos Jogos, em Pequim 2008, e a conquista mundial, em Daegu 2011. Também possuía os dois recordes: o olímpico, com 19s30m, e o mundial, com 19s19, em 2009, na Alemanha. Ambos seguem intocados.
Com isso, o jamaicano alcança seu quinto ouro olímpico na carreira. Além das duas medalhas nos 200m, ele é bicampeão dos 100m e também foi o primeiro nos 4x100m em Pequim – prova cuja final em Londres será no próximo sábado.

Confira a classificação final da prova:


1) Usain Bolt (JAM): 19s32
2) Yohan Blake (JAM): 19s44
3) Warren Weir (JAM): 19s84
4) Wallace Spearmon (EUA): 19s90
5) Churandy Martina (HOL): 20s00
6) Christophe Lemaitre (FRA): 20s19
7) Alex Quiñonez (EQU): 20s57
8) Anaso Jobodwana (RSA): 20s69

terça-feira, 7 de agosto de 2012

DIA DO MARATONISTA

Hoje é o Dia do Maratonista. Acho que todo corredor, ou quase todo, conhece a história do início das Maratonas, não conhece?...Não?

Então...no ano de 490 a.C. quando os soldados atenienses partiram para a planície de Marathónas para combater os persas na Primeira Guerra Médica, suas mulheres ficaram ansiosas pelo resultado porque os inimigos haviam jurado que, depois da batalha, marchariam sobre Atenas, violariam suas mulheres e sacrificariam seus filhos.

Ao saberem dessa ameaça, os gregos deram ordem a suas esposas para, se não recebessem a notícia da sua vitória em 24 horas, matar seus filhos e, em seguida, suicidarem-se.

Os gregos ganharam a batalha, mas a luta levou mais tempo do que haviam pensado, de modo que temeram que elas executassem o plano. Para evitar isso, o general grego Milcíades ordenou a seu melhor corredor, o soldado e atleta Filípides, que corresse até Atenas, situada a cerca de 42 km dali, para levar a notícia. Filípides correu essa distância tão rapidamente quanto pôde e, ao chegar, conseguiu dizer apenas "vencemos", e caiu morto pelo esforço.

No entanto, Heródoto conta que, na realidade, Filípides foi enviado antes da batalha a Esparta e outras cidades gregas para pedir ajuda, e que tivera de correr duzentos e quarenta quilômetros em dois dias, voltando à batalha com os reforços necessários para vencer os persas

Seja como for, cerca de 2400 anos mais tarde, em 1896, nos primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, Filípides foi homenageado com a criação dessa prova cuja distância era de 40 km, mas que desde 1908 está estipulada em 42,195 km.

Em 1896, durante os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, Filípides foi homenageado com a criação da prova. No início, a distância a ser percorrida era de cerca de quarenta km, a mesma que separava Maratona de Atenas. O grego Spiridon Louis foi o primeiro campeão olímpico de maratona. Na edição de Estocolmo 1912, o português Francisco Lázaro morreu durante a prova.

Nos Jogos de 1948 em Londres, a distância da maratona olímpica foi estabelecida. Até aí, a distância era variável, embora sempre próxima dos quarenta km. Para que a família real britânica pudesse assistir ao início da prova do jardim do Palácio de Windsor, o comitê organizador aferiu a distância total em 42 195 metros, que continua até hoje.

A mais antiga maratona anual do mundo é a Maratona de Boston, nos Estados Unidos, disputada em todo feriado do Dia do Patriota, na terceira segunda-feira de abril, desde 1897.

As maiores maratonas mundiais constituem o circuito World Marathon Majors (WMM), estabelecendo um prêmio no valor de um milhão de dólares para o melhor classificado feminino e masculino, no final da temporada.

Pertencem ao WMM as maratonas de Boston, de Londres, de Berlim, de Chicago e de Nova York.

Atualmente, o recorde mundial pertence ao queniano Patrick Makau, que no dia 29 de Setembro de 2011, em Berlim, estabeleceu o tempo de 2h 03m 38s.

Anteriormente, dois atletas de língua portuguesa já quebraram o recorde mundial da maratona: o português Carlos Lopes em Roterdão, em 1985, com 2:07.12 e o brasileiro Ronaldo da Costa em Berlim, em 1998, com 2:06.05.

A primeira prova oficial de maratona feminina foi nos Campeonatos da Europa de Atletismo em Atenas em 1982, prova ganha pela atleta Rosa Mota.

A maratona feminina foi introduzida nos Jogos de Los Angeles em 1984. A portuguesa Rosa Mota ganhou a medalha de bronze e, quatro anos depois em Seul, alcançou a medalha de ouro.

Uma prática comum durante as competições de maratona é a participação de corredores conhecidos como pacesetters, ou "lebres", em português. A função deles é servir de guia para os demais competidores, o que acirra a competição e facilita a obtenção de recordes. Esta prática, entretanto, é usada apenas em maratonas anuais pelas cidades do mundo que tem grandes patrocínios e pagam grandes prêmios em dinheiro, e geralmente no intuito de perseguir melhores tempos. Nas maratonas oficiais da IAAF e do COI, não existem este tipo de corredores contratados.

 
Em outub
Maratonistas a caminho de Atenas nos Jogos de 1896.
ro de 2011, Fauja Singh com 100 anos de idade, completou a maratona de Toronto em 8 horas 11 minutos e 5.9 segundos, tornando-se no mais velho e primeiro centenário a completar a
prova.

Eu nunca corri uma Maratona, apenas Meias, umas 6 ou 7 ..e confesso que isso me incomoda um pouco. É esquisito, mas a sensação é que falta alguma coisa...mais precisamente 42,195m...rsrs...Mas também não acho correto dizer que quem corre Meias, não é Maratonista...rsrsrs...

Fato é que, hoje é Dia do Maratonista...Pessoas que eu admiro muuuuuuuuuuito mesmo, porque não é uma prova pra qualquer um não e não basta estarmos preparados apenas fisicamente, mas acima de tudo psicologicamente...Eu ainda acho que vou correr uma Maratona, mas ainda falta tempo pra dedicação, para os longões tão essenciais...

Assim, hoje, o post é para dar um BIG PARABÉNS A ESSES GUERREIROS FANTÁSTICOS!!!!!


fonte: wikpédia

sexta-feira, 3 de agosto de 2012


É NÓISSSS DO BRASIL MINHA GENTE...

A brasileira Rosângela Santos se classificou para a semifinal dos 100m nesta sexta-feira, primeiro dia do atletismo nos Jogos de Londres. Campeã Pan-Americana em Guadalajara-2011, a brasileira terminou em segundo na quinta bateria das eliminatórias, com o tempo de 11s07, atrás da americana Allyson Felix (11s01).

Rosangela Santos, atletismo Brasileiro (Foto: Agência AFP)Rosângela Santos na eliminatória dos 100m de Londres (Foto: Agência AFP)

As semifinais e a final dos 100m serão realizadas neste sábado. O recorde mundial de 10s49 da prova pertence desde 1988 à americana Florence Griffith Joyner, detentora também da marca olímpica (10s62), registrada nas Olimpíadas de Seul (1988).

fonte: Globo.com

Desculpa ao esporte brasileiro



Texto muito bacana pra quem só critica os atletas que foram disputar as olimpíadas, mas que por uma maneira ou por outra acabaram não trazendo medalhas. E aqui vale qualquer coisa mesmo...porque deu um golpe irregular como a judoca brasileira, porque fez o pior tempo da vida, porque insistiu em competir mesmo sabendo que estava passando mal.. Não interessa. Não somos ninguém para criticá-los. Eu deixei a natação por pressão. fazia parte da Equipe de Natação do Clube Tumiarú. Por diversas vezes, com dores laterais eu apoiava as mãos na borda da piscina. E por diversas vezes, o Técnico pisava nos meus dedos gritando: Vaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiii! Abandonei as competições e a equipe aos 12 anos.

A gente sabe muito bem o quanto um atleta sofre para se preparar. É tanta coisa...como diz o vídeo. É falta de incentivo econômico, é pressão psicológica, é abdicar da família, de uma vida social e normal. Como eu ví dia desses no semáforo. Vários atletas com kimonos pedindo dinheiro no semáforo para que pudessem comprar passagem para o SulAmericano. Vergonha alheia é o que eu tenho a dizer.

Temos que apoiar esses atletas, mais ainda os que voltam sem medalhas, pois os outros, já terão, ainda que momentaneamente o lugar ao sol, políticos parabenizando-os, tirando fotos ao seu lado...uma lástima. Ao passo que o outro que voltou sem nenhuma medalha, volta quebrado por dentro, decepcionado e mereceria todo o apoio do povo brasileiro e não mensagens no twiter de que " o cara s eprepara a vida toda pra chegar lá e fazer papelão"..."Devia voltar a nado de Londres". Pelo amor de Deus...isso justifica o por quê do Brasil ser um país estagnado. Nunca somos  e nunca seremos!

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

BLOG NOVO NA PARADA


Eu, particularmente fico muito feliz quando surge um Blog novo. Porque quando você senta pra criar um blog é justamente aquele motivo que tudo vai bem, afinal de contas, duvido muito que alguém crie um blog quando fez a pior prova do mundo, ou quando perdeu o emprego....rsrs.


Eu lembro que criei meu blog por conta  de uma foto minha da 1a Meia Maratona de Praia Grande. Achei a foto tirada pelo fotógrafo da Webrun tão bacana que fiz uma crônica. E dali em diante, lá se foram mais de 1500 posts...

Agora, venho apresentar o Blog do Sílvio Américo Araújo. Ele acabou de sair do forno e tem pouco mais de 1 semana de vida. Coincidência ou não, fui eu a 1a seguidora do blog e devo dizer, gostei muito do que ví por lá. Posts bacanas, como "Como montar a sua rota" e "Como correr sem pagar inscrição" são umas das opções que verão por lá...

O nome do blog é O CORREDOR DE APITO que também traz em um dos posts o por quê desse curioso nome. Eu já sei da história, só falta vocês. Bora lá dá uma espiadinha e se gostarem, tornar-se seguidores....

O link do blog é   http://ocorredordoapito.blogspot.com.br/     e vale a pensa ser prestigiado...

Muitos quilômetros de vida ao Blog "O CORREDOR DE APITO".



quarta-feira, 1 de agosto de 2012

DE SACO CHEIO DISSO




Na Olimpíada de Atenas - 1896, o grego Spyridon Belokas terminou a maratona na terceira colocação, mas foi desclassificado. Ele havia percorrido parte do trajeto em uma charrete e foi denunciado pelo húngaro Gyula Kellner, que ficou com a medalha de bronze.

Coisa linda né? Olha só, se tem uma coisa que eu fico indignada é em relação a esse tipo de atitude antiesportista. E infelizmente o que vejo nas corridas é cada vez mais gente correndo com dois chips nos pés, cortando caminho, correndo com numeral e chip de outra pessoa, o que vem me deixando muito chateada.

Na última prova que eu participei, no sábado passado, alguma coisa errada ocorreu. Eu havia contado 4 meninas na minha frente.  Portanto eu seria a 5a.  Isso bateu exatamente com a contagem de 3 pessoas que estavam na chegada. Uma delas não se inscreveu, assim, eu seria a 4a. A 3a eu vi passando por mim, exatamente faltando 1km. E eis que quando acontece a premiação quem sobe em 3a foi uma menina que chegou andando?

Sim, todo mundo estranhou porque nunca haviam visto essa menina por aqui. Também estranharam o fato da mesma ter chegado andando. Procurei, fui atrás das fotos e a vi na minha frente faltando 1km, com riso estampado na face, dando tchauzinho para os fotógrafos...assim...tudo isso em prova de explosão? Dá mesmo pra fazer isso? E de onde ela surgiu que eu não a vi? Que horas ela deu a volta nos 2,5km...que aqui tenho que dizer, não tinha tapete?

E então, ontem saiu o resultado oficial no site, e a tal 3a colocada aparece em 4a...e cadê o troféu da 3a? que também segundo a lista era outra? Eu jurei pra mim mesma que não ia mais ficar me metendo em encrenca por conta dessas coisas, mas carambaaaa...

Como eu disse, ando meio cansada dessa coisa. Ano passado no Campeonato Santista, vi uma menina da minha categoria surgir do nada sem uma gota de suor na minha frente. Depois soube que ela havia chegado atrasada na largada. Então, como poderia ter chegado atrasada, com o cronômetro já virado, passar por mim e fazer um tempo abaixo? Ainda no pódio eu disse: "Caramba, chegou atrasada e ainda subiu no pódio!" e tive que ouvir  a resposta: "Fazer o que, sou rápida pra caramba".

Eu até tentei falar com a Organização, mas o chip dizia que ela havia cruzado a linha de chegada. Sim, cruzou, mas não correu o percurso inteiro!

No ano de 2009 e 2010, corri a Prova do Centro Histórico de São Paulo. Mesma coisa. Na hora da premiação, desclassifcaram a 3a colocada, porque ela correu com o chip do marido. No ano seguinte, mesma coisa, a outra correu com chip da amiga. Ah, aí a comemoração que você faz, porque treinou duro, e recebeu a recompensa vira um quebra pau generalizado. Nessa corrida do Centro, tive que ameaçar que eu iria pegar o microfone e dizer o que estava ocorrendo...olha um desgaste desncessário pra quem vai correr porque acredita que as pessoas que estão ali correm com o propósito de se divertir, de fazer o melhor tempo ou pior, mas com honestidade, com espírito esportista.

Já pensei em abandonar tantas vezes esses Campeonatos. Certa vez num Circuito, minha amiga que é fotógrafa conseguiu tirar uma foto de uma pessoa saindo de trás do poste...kkkkk...chega a ser ridículo. Essa pessoa chegou a receber o troféu, porém, por conta da denúncia, foi obrigada a devolvê-lo e ficou suspensa 2 anos.

Gente, pelo amor de Deus!!!! Que coisa mais feia! Eu jamais me sentiria bem em levar pra casa um troféu que não fosse meu. Cada medalha, cada pódio tem sua história e aquela história seria de alguém que saiu de trás do poste...Quanto orgulho hen?  Compreendo que muitos tenham esse sonho de subir no pódio, mas nem sempre dá. E se não dá, o que fazer? treinar, treinar e treinar e se ainda ssim não conseguir foi porque outra pessoa mereceu mais do que você.

Acho que as Organizações deveriam se ater mais, fiscalizando de uma forma mais ativa esse tipo de conduta. Há uns 2 anos atrás, eu corri a Subida da Mata Atlântica. Eu sabia que eu tinha ido mal, e conhecia as 5 meninas que haviam ganhado, nome, sobrenome. Quando comprei o jornal, vi meu nome em 3 lugar...o que eu fiz? Peguei os tempos anteriores das meninas, liguei pra Chipitiming e informei que eu não havia ficado em 3, mas sim na 6a colocação. O cara ainda insistiu que estava correto e eu que tive que ficar passando nome e tempo de cada uma delas por telefone. No final das contas, ainda brinquei com ele dizendo que eu merecia um troféu por honestidade. E as outras meninas sõa minhas amigas até hoje, sendo certo que uma delas é que ficou contando quem chegou na minha frente na última corrida. É assim que deve ser. O que é meu é meu, e o que é dos outros, é dos outros.

Na ultima etapa do Campeonato Santista, também ví uma coisa que não achei certo. Fiquei para a premiação de um amigo meu deficiente físico, o Wandick e percebí que o primeiro colocado, simplesmente tinha as pernas arcadas...e isso lá é deficiência? Eu já treinei inclusive com ele na praia e o cara corre pra kct...e cadê a organização pra ver isso? Inadmissível.

Outro problemão é a falta de tapete. Infelizmente nem toda prova tem tapete no meio do percurso, o que facilita e muito o corte de caminho. Minha amiga Patrícia disse que na Meia Maratona de São Paulo, ela viu gente saindo do banheiro, o que correspondia um corte de 6km...tenha Santa paciêcia...Por que não se inscreve então para os 10km.

Como eu digo...a corrida é um esporte de integração, de fazer amigos. Já fiz tantas amizades por conta das competições. Não vale a pena fazer tudo por um troféu. Vale a pena mesmo é torcer pelo amigo que você sabe que treinou no frio, na chuva, aquele cara que veio de uma lesão, aquele amigo que treina em conjunto com você. A competição é saudável, o querer vencer também, mas nunca, em hipótese alguma passando por cima de ninguém! Chega disso!