domingo, 30 de dezembro de 2007



MOLECADINHA FAZ BONITO NA 14a EDIÇÃO DA SÃO SILVESTRINHA....

“O importante é competir”. O famoso ditado popular ganhou vida na manhã deste sábado, no estádio Ícaro de Castro Mello, palco das disputas da São Silvestrinha, tradicional prova de atletismo que reúne centenas de crianças de 6 a 15 anos de idade, oriundas de diversas cidades e estados brasileiros.
Em sua 14ª edição, a corrida, contou com a participação de dois mil competidores, divididos em 20 categorias, masculinas e femininas.
As provas também foram acompanhadas por espectadores ilustres, como Fabiana Murer, campeã pan-americana e recordista sul-americana no salto com vara, os quenianos Robert Cheruiyot, bicampeão da São Silvestre (2002 e 2004) e Patrick Ivut, terceiro colocado em 2005, Maria Zeferina Baldaia, brasileira campeã em 2001 e José João da Silva, que também venceu duas vezes a tradicional prova de rua que encerra o ano para os paulistas, em 1980 e 1985.
A principal novidade da São Silvestrinha em 2007 foi a cronometragem eletrônica dos tempos dos atletas, feita através de um chip colocado no tornozelo de cada competidor. A colocação final dos corredores, no entanto, só teve valor em termos de competição para as categorias de 14 e 15 anos. Os demais concorrentes não subiram ao pódio para receber troféus, sendo igualmente premiados com medalhas, lanches e passaportes para o Playcenter.
A iniciativa, segundo os organizadores do evento, tem como objetivo diminuir o peso nas costas dos corredores mirins. “A São Silvestrinha é uma festa e tem como objetivo dar às crianças o primeiro contato com as pistas. Quisemos tirar o caráter competitivo e o peso da responsabilidade. Eles estão aqui para aprender e para se divertir”, avisou José Antônio Martins Fernandes, presidente da Federação Paulista de Atletismo e presente nas últimas quatro edições da São Silvestrinha.
“Pai” do evento e um dos organizadores da prova, Júlio Deodoro concordou em gênero, número e grau com o presidente da Federação Paulista de Atletismo. E acrescentou um dado importante: “É uma orientação da Federação Internacional de Atletismo não forçar crianças abaixo de 14 anos, por isso a São Silvestrinha destaca a importância de degustar a corrida sem sentir o peso da competição. Todos que completam a prova ganham prêmios e é essa valorização que é prezada”.
NÃO ERA PRA SER....
A 14ª edição da São Silvestrinha teve alguns eventos curiosos durante sua realização. Entre corridas e premiações, alguns competidores se destacaram pela ausência ou pelo choro.
Uma das favoritas na categoria dez anos feminina, Ana Carolina Campos Silva, que inclusive é patrocinada pela Unimed, não foi campeã. Sabe por quê? Ela ficou presa no elevador de seu hotel e acabou perdendo o horário para a sua prova. Junto com a menina do Mato Grosso estavam Breno Luan da Silva, 11 anos, Erick Silva, dez, e Caroline Rodrigues, com 14 anos, todos inscritos na São Silvestrinha, mas ausentes de suas respectivas provas.
“Ficamos presas no elevador. Teve até que entrar um bombeiro para tirar a gente de lá. Aí não dava mais tempo para levar a garotada para a São Silvestrinha”, declarou Iracema Souza, professora de educação física e integrante da prefeitura municipal de Nossa Senhora do Livramento (MT), cidade dos quatro atletas mirins.
Mesmo assim, a organização da São Silvestrinha não deixou Ana Carolina na mão. Junto com outros “atrasados”, ela pôde pelo menos ter a chance de correr no estádio Ícaro Castro Mello e receber uma medalha pela sua participação.
Queda – Não tão favorito, Paulo Roberto, de apenas oito anos, destacou-se pelo seu choro após cair durante sua prova. Com um machucado no cotovelo e outro no joelho, o menino foi amparado por seu pai, José Roberto, que também teve dificuldades para acalmá-lo. “O importante é que ele chegou até aqui e isso já é uma vitória. Ele é um herói”, disse.

sábado, 29 de dezembro de 2007



LESÃO NO CALCANHAR ATRAPALHA PARTICIPAÇÃO DE LUCÉLIA PERES NA SÃO SILVESTRE 2007...


Atual campeã da Corrida de São Silvestre, a brasileira Lucélia Peres quase desistiu de disputar a edição deste ano da tradicional prova de rua paulista, por causa de uma inflamação em um tendão do pé direito. No entanto, mesmo confirmando presença na largada, a fundista não sabe se completará os 15 km, já que ela ainda não está completamente recuperada da lesão.
" Jamais usaria isso como desculpa. Vou entrar na prova e brigar como uma leoa, como sempre. Só vou parar se eu perceber que isso pode prejudicar meu futuro", declarou Lucelia em entrevista ao Globo Esporte, da TV Globo.
Se dependesse da opinião do técnico Edilberto Barros, Lucelia não participaria da São Silvestre 2007, nesta segunda-feira. Mas o treinador foi 'voto vencido'.
" Quando eu propus a ela não correr, ela insistiu que queria correr. É a vontade dela, e com o reforço do médico eu perdi no voto, ficou 2 a 1", observou.
Em 2006, Lucelia venceu a prova com o tempo de 51min24s. Agora, ela espera não apenas derrotar a dor no calcanhar como chegar pelo menos entre as cinco mais bem colocadas.
" Se eu correr em até 54 minutos dá para ficar entre as cinco" acredita ela.

Eu, particularmente adoro a Lucélia. Acho a garra dela incrível e com certeza estarei torcendo mais ainda por ela, justamente por saber quão difícil é superar a dor e chegar até o fim.


SORTE AÍ LUCÉLIA............

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

AS ÚLTIMAS SOBRE A SÃO SILVESTRE 2007....

BRASILEIRAS BUSCAM A SEXTA VITÓRIA NA SÃO SILVESTRE 2007




As melhores corredoras de rua do Brasil terão um desafio especial na 83ª Corrida Internacional de São Silvestre, que será disputada nesta segunda-feira em São Paulo: buscar a sexta vitória na história, iniciada em 1975, quando a categoria feminina foi incluída na programação. Do pelotão de elite de brasileiras, três tentarão uma façanha ainda maior - a conquista do bicampeonato da prova. Lucélia Peres (atual campeã), Marizete Rezende (vencedora de 2002) e Maria Zeferina Baldaia (ganhadora de 2001) vão alinhar na largada da tradicional prova paulistana na condição de já terem sentido o gosto da vitória. Nenhuma delas considera a missão fácil. Ao contrário, todas reconhecem a força das estrangeiras, especialmente das quenianas, lideradas por Chemtai Rionotukei, campeã da 10K Rio, e Alice Timbilili, vice-campeã da Meia Maratona da Filadélfia (EUA) e de Saltillo (México), em 2007.


Além de campeãs da São Silvestre, a elite brasileira contará com as corredoras mais bem colocadas no Ranking da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). A alagoana Marily dos Santos já assegurou o primeiro lugar no ranking da temporada, depois da quarta colocação obtida na 10K Rio. Estão entre as principais atletas do país também Conceição de Maria Carvalho, Edielza Alves dos Santos, Ilaine Wandscheer, Luzia de Souza Pinto, Maria Sandra Pereira e Sueli Aparecida Oliveira.


SÃO SILVESTRE TERÁ RECORDE DE PARTICIPANTES COM DEFICIÊNCIA...


Depois de anunciar o recorde de inscrições, 20 mil participantes, a organização da Corrida de São Silvestre anunciou nesta sexta-feira que o número de atletas com deficiência na prova deste ano será o maior da história em uma competição aberta de 15 quilômetros: 125 atletas. O principal destaque entre os participantes é Fernando Aranha, na categoria cadeirantes, que já venceu a tradicional corrida em quatro ocasiões: 1999, 2002, 2003 e 2006.


BRASILEIROS MAIS BEM COLOCADOS NA SÃO SILVESTRE GANHARÃO BÔNUS ESPECIAL


Os brasileiros mais bem colocados na categoria masculina e feminina da 83ª Corrida Internacional de São Silvestre, que será disputada segunda-feira em São Paulo, ganharão um bônus especial: uma moto. Além da premiação atraente do evento, de mais de R$ 100 mil, os organizadores resolveram dar mais um bônus em caso de quebra de recorde da prova. O primeiro atleta que completar os 15 quilômetros, independentemente da nacionalidade, em menos de 43min12s no masculino e em menos de 50min26s no feminino receberá mais R$ 10 mil como prêmio.Os recordes da São Silvestre pertencem aos quenianos Paul Tergat, desde 1995, e Hellen Kimayo, desde 1993.

ENTREGA DE KITS...


A entrega dos kits para os inscritos na São Silvestre será no ginásio Mauro Pinheiro (rua Abílio Soares, 1.300), quinta e sexta-feira, das 9h às 20h. No sábado e no domingo, o horário de atendimento será das 9h às 17h. Não haverá entrega no dia da corrida. Para agilizar a fila, os organizadores pedem ao atleta que leve assinada a declaração de responsabilidade, que está disponível no site http://www.saosilvestre.com.br/.


SÃO SILVESTRE FICA FORA DO CIRCUITO INTERNACIONAL DE CORRIDAS DE RUA...


Mais tradicional corrida de rua do Brasil, a São Silvestre ficou fora do circuito internacional anunciado neste ano pela Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo).A partir de 2008, a entidade estabeleceu o Circuito Iaaf de Corridas de Rua, que hierarquizou as diversas provas do mundo. Um total de 52 eventos foram selecionados, sendo 12 na categoria ouro e 40 na prata.O assunto foi discutido na última reunião do Comitê Executivo da federação, no início do mês, em Montecarlo (Mônaco)."Também propus que houvesse uma terceira classificação, a bronze, mas isso ainda está em discussão", declara Roberto Gesta de Melo, presidente da Confederação Brasileira de Atletismo e da Comissão de Corridas de Rua da Iaaf.Entre as provas top, com classificação ouro, estão as seis principais maratonas do mundo: Berlim, Londres, Paris, Boston, Chicago e Nova York.No entanto, até eventos menos badalados, como a Corrida Feminina de Casablanca (Marrocos) e a Maratona de Bombaim (Índia) receberam ao menos a nomeação prata pela Iaaf.As principais corridas do Brasil, como São Silvestre, Maratona de São Paulo, Meia-Maratona do Rio e Volta da Pampulha (Belo Horizonte), estão ausentes da listagem oficial.Nem o peso político de o país ter o presidente da Comissão de Corridas de Rua da federação serviu para o Brasil obter alguma chancela oficial.Também não pesou a favor das competições brasileiras o fato de o Rio ser sede do Mundial de Meia-Maratona de 2008. O evento recebeu o nome de Mundial de Corridas de Rua nas edições de 2006 (Debrecen, na Hungria) e 2007 (Udine, na Itália). No ano que vem, voltará à sua denominação original."A classificação das provas de rua foi criada agora. Muitos organizadores não tiveram tempo para atender às exigências da federação", justifica Melo.O prazo curto, porém, não foi empecilho ao Japão. O país asiático conseguiu emplacar dez competições no calendário oficial. A Holanda colocou sete. A Itália, cinco. Mais 15 países estão representados na relação.As únicas partes do globo ausentes do circuito da Iaaf são América do Sul e Oceania, que possui escassa tradição em corridas de rua _nunca arrebatou o ouro da maratona olímpica.O Brasil, por sua vez, conta com um vencedor da Maratona de Nova York (Marilson dos Santos), pôs um atleta no pódio da prova na última Olimpíada (Vanderlei Cordeiro de Lima) e já deteve o recorde dos 42,195 km, com Ronaldo da Costa.Em Mundiais de Meia-Maratona, os brasileiros já amealharam dois bronzes (1992 e 1994). O país também foi duas vezes ao pódio no Mundial de Maratona de Revezamento (prata em 1996 e bronze em 1998) e obteve outro bronze na Copa do Mundo de Maratona (1997).Procurado para comentar a ausência da São Silvestre do circuito internacional, Júlio Deodoro, coordenador da prova, não foi localizado.


COM FRANK FAVORITO, BRASIL TENTA TRI NA SÃO SILVESTRE


Com o atual campeão Franck Caldeira como maior esperança, os corredores brasileiros tentam conseguir a terceira vitória consecutiva na São Silvestre. A prova de 2007 ocorre na próxima segunda-feira, último dia do ano, como é tradicional na corrida.Vencedor em 2005, o atual maratonista Marílson dos Santos optou por não participar da prova neste ano.Franck Caldeira faz os últimos treinos para a São Silvestre em Belo Horizonte. Tricampeão da Volta da Pampulha, bicampeão da Meia Maratona do Rio de Janeiro e medalha de ouro na maratona dos Jogos Pan-Americanos do Rio, Franck abriu mão do treino em altitude, mas está confiante."Estou com saúde e treinando bem. O sonho é conseguir a segunda vitória na São Silvestre", comentou o atleta do Cruzeiro, de 24 anos.Vice-campeão da competição em 2006, o brasiliense Clodoaldo Silva tenta o seu primeiro título na tradicional prova nas ruas de São Paulo. "Meu objetivo é simples. É melhorar o desempenho em relação à edição anterior. Por isso, estou treinando bastante para tentar vencer a prova deste ano. Não será um objetivo fácil, mas vou me empenhar muito para isso", garantiu o atleta de 31anos", disse.

SÃO SILVESTRE TERÁ ÁREA DE LARGADA DE ACORDO COM RITMO DE ATLETAS...

A corrida de São Silvestre, que chega a sua 83ª edição no próximo dia 31, terá o número recorde de 20 mil atletas nas ruas e avenidas de São Paulo. Para dar maior conforto aos participantes no início da prova, os serão determinadas diferentes áreas de largada, separando os atletas conforme o ritmo da corrida. Serão oito áreas no total, com tempos de referência, começando com quem corre 4min30 ou menos por quilômetro, e indo até que tem ritmo de oito minutos ou mais por quilômetro.O objetivo é ter uma largada mais tranqüila e maior fluência no tiro de partida, que será dado em frente ao Masp, na Avenida Paulista. "As áreas de largada não são nenhuma imposição, mas apenas sugestão. A idéia é dar conforto aos atletas e esperamos a compreensão de todos", comentou Thadeus Kassabian, diretor de operações da prova.Essa ação já foi feita com sucesso em provas como a Maratona de São Paulo, Meia Maratona do Rio e Volta da Pampulha. A organização definiu oito áreas com marcadores de ritmo (minutos por quilômetro): 4min30 ou menos, 5min, 5min30, 6min, 6min30, 7min, 7min30 e 8min ou mais.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007



CORRIDA X VERÃO.. TODO CUIDADO É POUCO....

Ok, o verão tá aí, e a orla da praia é bem convidativa para uma corridinha, ainda mais nessa época, onde os corpos ficam mais à mostra e quem corre fica com os músculos mais evidentes ainda. Todavia, é muito bom tomar cuidado com o verão, diga-se de passagem muito cuidado..., até porque corredor que é corredor quando o tempo está muito quente, é sempre muito prudente.
Na verdade quando o termômetro aponta 36 graus, aconselha-se não correr. Há quem diga, que a partir dos 29 graus é bom começar a pensar. Com a pouca experiência que eu tenho, eu diria que o ideal seria interromper o treino a partir dos 32 graus ou pelo menos abaixar o ritmo do trote e beber água continuamente, sem esperar a sede aparecer. Quando participei dos 25km de Bertioga passei por um grande apuro na altura do km17. É bem verdade que larguei um pouco forte, e mesmo sabendo que o percurso seria totalmente pela areia e que o termômetro apontava 41º achei que seria moleza. Todavia, o calor estava imenso e quando avistei a placa do quilômetro 17 deu tudo ao mesmo tempo agora: tontura, ânsia de vômito, vontade de chorar, de parar, de desistir de tudo. Confesso que me decepcionei comigo mesma, até porque fui obrigada a andar pelo menos 200m até me recuperar, o que me custou perder o 5º lugar na minha categoria. Mas isso serviu de lição.. e como!!!! Eu deveria ter segurado mais, ser mais paciente, mas não fui.
Por isso eu sempre digop, se você está iniciando no mundo das corridas ou até já corre faz tempo, ou padece de algum problema cardíaco, se tem uns quilos a mais ou passou de 40 anos, o ideal é fixar o limite de temperatura entre os 26 e 29 graus, especialmente se a taxa de umidade está alta. Quando correr, cubra a cabeça para se proteger do sol, use óculos, protetor solar, protetor de boca....
Correr no calor pode provocar uma queda brusca na pressão arterial ou, em pior caso, esgotamento. Se, no trajeto de sua corrida, se desidratar, começar a sentir a cabeça girar e seu pulso e respiração se aceleram, pode ser que estejas bem perto do esgotamento provocado pelo calor. Pare de correr imediatamente. Busque um lugar sombreado, ingira líquidos não alcoólicos e descanse. Se os sintomas persistirem, chame um médico.
A corrida em clima quente também entorpece a circulação do sangue com o conseqüente prejuízo para o coração. É claro que você sua mais, o que significa que o seu organismo perde mais água do que o normal. Para compensar a perda, beba um copo cheio de água antes de começar a correr e a cada quinze ou vinte minutos ao longo da corrida. Se o seu estômago está vazio, evite o sal. Se vestir uma camiseta leve e transpirável criará uma camada de ar sobre o seu corpo, a qual reduzirá a temperatura e o ajudará a suportar o calor.
Um detalhe importante que deve recordar é que o corpo leva duas semanas para adaptar-se ao calor. Vá, então, com calma e espere até que ele lhe diga quando está disposto a correr.
Respeite o corpo!!!!!
FOI A DICA.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Lei nº 025 de 25 de dezembro de todo ano - Belém, D.C.

Dispõe sobre normas a serem vividas por aqueles que um dia, guiados por uma estrela, chegaram a um estábulo deixando-se cativar pelo recém-nascido que ali estava. A partir da presente data, entra em vigor a seguinte Lei:

Art. 1º - Todos os homens devem se respeitar mutuamente. Parágrafo Único - É dever de todos promover a paz e uma vida mais humana.
Art. 2º - O verdadeiro amor é gratuito, não busca o prazer pessoal e sim o bem e felicidade do outro.
Art. 3º - O Natal não é comércio e troca de presentes. mas um dia em que o perdão e a solidariedade devem se fazer mais presentes na vida de cada um.
Art. 4º - Natal é tempo de acreditar nas pequenas coisas e de nascer de novo.
Art. 5º - A partir da presente data fica estipulado que:
a. nosso sorriso não tem endereço certo.
b. nossas mãos devem carregar os mais fracos e conduzir mãos que tateiam no escuro.
c. nossos pés, caminhar em direção do outro para acolhê-lo.
d. nossos olhos, enxergar a criança faminta, o amigo angustiado, o velhinho desamparado.
Art. 6º - O Natal é Cristo fazendo nascer em cada homem um coração novo com o sentimento da esperança.
Parágrafo Único - Todo aquele que aceitar o Salvador deve libertar-se do homem velho, rancoroso que existe em si próprio.
Art. 7º - O Natal marca o início de uma era onde a Fé, a Esperança e o Amor são os critérios básicos para se construir um mundo melhor.
Art. 8º - Fica decretado que o Natal será como a alegria imensa de vidas que renascem e se renovam.
Art. 9º - O tempo de Natal é o seguinte: 24 de dezembro deste ano até 24 de dezembro do próximo ano.
Art. 10º - Esta lei entrará em vigor a partir do momento em que as pessoas tomarem conhecimento da mesma.
Art. 11º - Faça cumprir e revoguem-se todas as disposições em contrário.
Parágrafo Único - Feliz Natal! Hoje e sempre!
Costumo dizer que atualmente é Deus mandando e eu só agradecendo. Meu filho é um prenúncio de que a partir de agora todos os meus anos serão melhores. Não tenho mais nada a pedir a não se paz...nem bens materiais, nem saúde, nem amor...tenho tudo isso de sobra. Só falatava mesmo a paz, não dentro do meu lar, mas no mundo! E nessa data, peço que todos fechem os olhos assim que ler essa mensagem e peça a paz no mundo. E a vcs meu amigos, desejo de coração um FELIZ NATAL.....

domingo, 23 de dezembro de 2007




CORRIDA PAN-AMERICANA: DOMINGO ELETRIZANTE

Cerca de 4.000 corredores entre amadorees e de ponta começaram o Domingo no Aterro do Flamengo, na Cidade maravilhosa para disputar a penúltima prova do ano que valia pontos para o ranking de coridas de rua.
No total 10 quenianos. Entre todas as edições realizadas dessa prova, 2 delas foram ganhas por quenianos e duas por brasileiros. havia chegado a hora do desempate. Entre as mulheres, a situação também não era diferente, Quênia e Brasil estavam empatadas em números de vitórias.
Pouco antes da largada, nosso João da Bota foi indagado: Qual a sua expectativa para a prova, já que há bastantes quenianos fortes? " é uma prova bastante difícil, mas assim como eles treinaram, eu também treinei bastante".
O céu estava nublado e os quenianos satisfeitos, já que temem o calor do Brasil. A umidade estava alta, 94%.
Suspirei no sofá e de repente.. fuóóóóó.. e lá foram eles.... 20 minutos antes era a vez das mulheres...
Logo de cara, o Quênia puxava a prova em ritmo intenso, até porque era uma prova curta, dessas que eles adoram! 3 quenianos na frente e em 4º, ele... nosso João da Bota. Kiprowno estava forte e virou o primeiro quilômetro em 2min25s. Me assutei, pois assim ele ganharia e ainda quebraria a marca de Frank no ano passado. Mas eu sabia que ele não aguentaria assim até o final. Enquanto iam, podia-se ver do outro lado, oa amadores com suas passadas leves e pequenas.
Nesse momento, os homens estavam numa velocidade de 21km/h ao passo que as mulheres estavam a 16km/h. A diferença entre eles era de 3.877m.
Nesse momento surge João da Bota que acelera passando pelo posto d´agua e chega junto. Deu pra ver quando o Kiprowno abandonou a prova no km 3 na intenção de cansar o brasileiro. Essa era a tática, quenianos em equipe para garantir o pódio. Logo atrás de João, ficava o queniano de n.º 27. Essa seria a sua 1a prova no Brasil. Em 3º Gilmar Pereira, o 2º do ranking brasileiro. Eis que surge Francisco Brarbosa, o Chicão, tb do Cruzeiro e passa João e o queniano na altura do km 5,2. Era uma alternância de primeiros colocados de segurar qualquer telespectador no sofá. Qualquer piscadela, pronto. Menos de 1 minuto depois, João assume e de novo, 30 seg após, Chicão. Um revezamento incrível!



Termina a prova feminina, com um resulyado esperado: Chemtai Riotukei do Quênia (a vencedora da última prova de 8km At Revista do Guarujá) com o tempo de 34min34s, em 2º nossa Maria Zeferina com 34min47 e outra queniana, Eunice em 3º lugar. Agora faltava definir os homens.
No km 7, Chicão está na frente e beijando seu calcanhar, o queniano numero 27.
Raimundo Nonato surge e João vai ficando para trás. Agora tíhamos 1 queniano e 3 brasileiros na disputa (Gilmar, Gladson e Raimundo).
Último posto de água. Gladson emparelha. 5 atletas com chances de ser o grande campeão faltando pouco mais de 900m. Agora a briga era entre Gilmar e Gladson. Ninguém queria definir no último minuto. Perna a perna Gilmar e Gladson. Gladson acelera, passada longa, olha pra trás. O público incentiva. Ele entra no funil, olha pra cima, comemora e fecha com 29min50seg.
Eita disputa danada da boa. fazia tempo que eu não ficava tão empolgada!!!! Imagina o que vem por aí na São Silvestre!!!!! Nitroglicerina Pura...rs.....
ps.: as fotos de Gladson e Chemtai não foram dessa prova, uma vez que qdo postei ainda não havia saído nada na internet a respeito...

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007



FILHA DE PEIXE, PEIXINHO É...


Muitas pessoas me perguntam quando e por que comecei a correr. Sem titubear respondo "Acho que foi aos 14, mas com certeza absoluta, foi por causa do meu pai". Realmente não me lembro exatamente quantos anos faz que comecei a correr, mas lembro perfeitamente que meu pai foi o culpado. Logo que ele se aposentou, o via todas as tardes sair para correr na Praia de São Vicente, ali em frente ao Gáudio. Um dia, ele me convidou e lá fui eu. Dali em diante nunca mais larguei o vício. Ficava na prainha de lá pra cá. Dava umas 15 voltas, já que a praia media só 750m...rs. Mesmo eu correndo desde os 14 e meu pais há não sei quanto tempo, quem começou a participar de provas fui eu. Dessa vez, eu o chamei para ir comigo e desde daí, o moço tb não parou mais. A 1a prova foi a tradicional da região: os 10km da Tribuna. Nunca vou em esquecer dele falando pra mim quando terminou a prova: " Muitas vezes eu me perguntei o que eu tava fazendo ali, mas agora, não vejo a hora de correr a próxima". E é assim até hoje.

Até hoje, meu pai só conseguiu 2 pódios: um 3º lugar nos 6km de Cubatão (foto acima) e um 2º lugar na Corrida das Torres, conhecida como Rally Humano. Em Cubatão eu também subi no pódio, só que em 1º lugar, mas confesso que ver meu pai ali pela 1a vez com seu trofeuzinho na mão e sorrisão estampado no rosto como criança que ganha um brinquedo, realmente foi a melhor parte. O engraçado, é que ele não esperava ganhar nada, até porque a categoria dele é muito forte.


Houve uma época que ele andava desanimado, justamente por treinar, treinar e não subir ao pódio. Tentei dar umas dicas pra ele, mas a teimosia (dele e minha) nos impossibilitava de treinarmos juntos..rs..


Aí, veio a Meia Maratona de Praia Grande. Foi uma dificukdade convencê-lo, pois ele estava acostumadoa correr pequenas distãncias e correr 21km seria um exagero. Tanto fiz, que lá foi ele, todo exibido...rs...Nessa prova, ele acabou tomando umas coisas que nunca tinha tomado e passou mal, mas no final das contas, completou a prova jurando nunca mais participar.. e no ano seguinte.. lá estava ele...


Em julho desde ano, participamos da Corrida das Torres. Outro sacrifício para convencer, já que eram 12km de sobe e desce no meio do mato. Achei divertidíssimo e queria que meu pai fosse. Até meu marido foi convencido!!! rs...Nessa prova, meu pai teve muitas dificuldades. Teve que parar várias vezes, pois o percurso não era fácil, mas no final, a recompensa. Um pódio de 2º lugar tb, totalmente inesperado. O fato é que meu pai adora sofrer por antecipação. Ele fica nervoso, não dorme direito e isso muitas vezes o atrapalha.



Juramos correr juntos a São Silvestre do ano que vem. Juntos meeeeeeeeesmo....

Hoje esse campeão aí, faz 63 anos e é um exemplo a todos aqueles que acham que a 3a idade é sinônimo de sedentarismo, bingo..rs...(aliás ele ne nega terminantemente a dizer que é idoso).

Pai....essa foi uma singela homenagem de sua filha que apesar de nunca dizer, te ama muito. FELIZ ANIVERSÁRIO, MEU BOM VELHINHO...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk......

AQUECENDO OS MOTORES....




Para aqueles que vão encarar a São Silvestre pela 1a vez e para aqueles que já estão carecas de conhcere o percurso que será percorrido, hoje à noite acontecerá uma préviazinha. É a São Silvestre Noturna que consiste num treino para reconhecimento de percurso.
De acordo com o site www.runnerbrasil.com.br, o obetivo dessa mini-prova é mesmo o reconhecimento dos locais por onde os atletas irão passar. Além disso, essa corrida também visa a arrecadação de brinquedos que serão doados à crianças carentes, bem como Resgatar o espírito de uma corrida noturna, popular e gratuita.
O local da corrida será na Av. Paulista, em frente ao MASP às 21:30.
Serão formados três grupos de corrida:
Grupo 1 - Ritmo = 5 minutos por km
Grupo 2 - Ritmo = 6 minutos por km
Grupo 3 - Ritmo = 7 minutos por km
Todos os grupos largarão às 21:30 em frente ao MASP e farão "paradas" na altura do 5º Km e na Praça Ramos (Km 11) para hidratação.Para participar do treino de reconhecimento de percurso os atletas precisam se inscrever antecipadamente e fazer a doação de um brinquedo no dia do evento. Aos participantes será oferecido bebida isotônica gatorade.
Eu nunca participei da São Silvestre e inclusive este sonho seria realizado este ano, não fosse a gravidez. Entretanto, no ano que vem, me aguardem.. estarei lá, com sorrisão estampado no rosto e prontinha para mais esse desafio...
FOI A DICA.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007


Bom pessoal, para aqueles que não conseguiram fazer a inscrição para a tradicional Corrida de São Silvestre vai a dica. No dia 31 de dezembro com largada às 20hLocal na Rua Rio Grande do Sul (altura do nº 2165) haverá a 62a corrida de São Silvetre de Avaré. É claro que a emoção não deve ser a mesma, mas para quem quiser a proveitar até o último segundo do ano correndo...vale a pena. O percurso, diferentemente da prova tradicional, será de 10km. Haverá premiação nas seguinets categorias:



Adulto Masculino – de 16 a 39 anos
Adulto Feminino – a partir de 16 anos
Veterano “A” – de 40 a 49 anos
Veterano “B” – de 50 a 59 anos
Veterano “C” – a partir de 60 anos

A premiação total será no valor de R$ 30.000 distribuídos entre o geral e categorias.

As incriçõe spodem ser feitas de várias formas e já estão abertas.
* Até o dia 20 de dezembro de 2007 às 00h – R$15,00 (quinze reais)
* A partir do dia 21 até o dia 28 de dezembro às 00h – R$20,00 (vinte reais)* Em hipótese alguma serão aceitas inscrições após estas datas.* Não haverá devolução de da taxa de inscrição em caso de desistência de participação do atleta.
* Inscrições on-line: www.runnerbrasil.com.brAvaré
* Na Secretaria Municipal de Esportes de Avaré, sito a Praça Pref. Romeu Bretãs, 295 (concha acústica) – Centro – Avaré/SP, de segunda a sexta, no período das 08h ás 18h.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007




O PROBLEMA É QUEIMAR A CEIA....

Pois bem, hoje já é quarta-feira, e o Natal está batendo á nossa porta. Para quem treina diariamente sabe o que isso significa: Correr pesado durante a semana toda, ou simplesmente privar-se do prazer da ceia de natal. sabemso que a semana que antecede o natal e a do Ano Novo é difícil resistir, e é justamente por isso que não dá pra relaxar nos treinos. É claro, que ni´nguém está pedidno pra sair correndo por api feito Forest Gump, mas pelo menos um trotinho de 45 minutinhos, não mata ninguém. Muito pelo contrário, ajuadrá o corpo a não ficar tão pesado e preguiçoso, já que sabemos que comer demais nos dá aquela molezinha...

Pensando nisso, resolvi pesquisar o valor dessas guloseimas que a gente acaba não resistindo para saber o quanto depois teremos que treinar para queimar o que comemos. E não é que achei. A revista 02 trouxe justamente essa matéria.. queimando a ceia e mostrou quanto correr e quanto caminhar para continuarmos em forma. Dá uma olhadinha aí embaixo.. Eu me assustei...


Peru
calorias: 136
caminhada: 1,9 km
corrida: 1,8 km

Pernil
calorias:282
caminhada: 4 km
corrida: 3,7 km

Lombo
calorias: 266
caminhada: 3,8 km
corrida: 3,5 km

Tender
calorias: 298
caminhada: 4,2 km
corrida: 3,9 km

Arroz com passas
calorias: 233
caminhada: 3,3 km
corrida: 3,1 km

Lentilha
calorias: 266
caminhada:3,8 km
corrida: 3,5 km

Farofa com bacon
calorias: 310
caminhada:4,4 km
corrida: 4,1 km

Salada de grão de bico com bacalhau
calorias:288
caminhada:4,1 km
corrida: 3,8 km

Grãos (amêndoa, castanha, macadâmia, avelã etc.)
calorias: 650
caminhada: 9,2 km
corrida: 8,6 km

Frutas secas
calorias: 300
caminhada: 4,2 km
corrida: 4 km

Panetone
calorias: 160
caminhada:2,2 km
corrida: 2,1 km

Pavê de chocolate
calorias: 300
caminhada: 4,2 km
corrida: 4 km

Manjar
calorias:230
caminhada: 3,2 km
corrida:3 km

Vinho (taça)
calorias:100
caminhada:1,4 km
corrida:1,3 km

Champanhe
calorias:90
caminhada:1,3 km
corrida: 1,2 km

Total
calorias: 3.909
caminhada: 61,2 km
corrida: 51,6 km

É ou não para assutar? Imagine comer isso tudo.. uma maratona vai ser pouco...Por isso lembrem-se...Não é pra fechar os olhos aos quitutes natalinos, principalmente aos quitutes da avó, mas é sempre bom ser razoável....FOI A DICA.


FILOSOFANDO...


"Vitória sem luta é triunfo sem glória".
(provérbio chinês)

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007



O QUE COMER EM VÉSPERA E DIA DE PROVA???

Estou cansada de ouvir por aí pessoas dizendo que não foram bem nas provas, porque comeram algo que não lhes fez bem. É imporante dizer que em vésperas de prova não é hora de testar experiências alimentares. Não é raro vc ver coisas desse tipo em corridas... atletas que fazem uma mistureba de coisas e colocam dentro de uma garrafa e saem distribuindo durante o percurso. Por isso, vamos falar um pouquinho sobre alimentação em vésperas de provas, já que muita svezes, pecamos pelo o que comemos e o pior, jogamos dias de treino fora por um único deslize. Vou falar por mim. Diariamente, faço 5 refeições: afé da manhã, almoço, café da tarde, janta e ceia. Obviamente, algumas vezes, acabo pulando uma refeição, pois devido à profissão (sou advogada) fico muito presa em agendas devido às audiências. É claro que entre uma coisa e outra como barrinhas de cereias, frutas e gelatina (tem, colageno e faz bem à pele).
Quando acordo cedo para treinar, tomo um pote de iogurte e uma banana. Algumas vezes, substituo ambos por sanduíche de pão de forma com requeijão. Também bebo dois copos de água antes do treino. Isso mesmo, dois copos de água, caso contrário minha boca fica muito seca e meu desempenho cai consideravelmente. É claro que não estou falando pra ninguém sair fazendo isso, até porque o que devemos observar é que cada organismo reage de um jeito.
Quando volto, tomo uma vitamina com laranja, mamão, pêra, maçã e banana. Em véspera e dia de competição não fujo dessa rotina alimentare experimentar coisas novas, nem pensar! Isso porque meu organismo já se acostumou com os alimentos que ingiro e mudar repentinamente seria atirar contra a própria cabeça.
Um exemplo bem atual, seria nossa atleta Pretinha, que ao participar da prova de 10.000m, acabou comendo "besteirinhas" no café da manhã e perdeu a medalha no PAN. Uma falha, já que é uma profissional.
Outro exemplo é meu pai. Na 1a Meia Maratona da Praia Grande, uma mulher deu ao meu pai um sachê de carboidrato. Mesmo eu pedindo para que ele não tomasse, já que nunca tinha experimentado, ele acabou ingerindo e o resultado não podia ser outro: ânsia de vômito durante todo o percurso, o que o prejudicou no resultado.
Em véspera de prova, durmo cedo, não bebo (aliás não bebo mesmo em nenhuma situação), tomo muita água durante o dia, como massa no jantar (carboidrato e durmo cedo, assim acordo disposta e com o corpo bem preparado para enfrentar o esforço físico da prova.Essa foi uma dica de uma atleta amadora, mas ainda assim, uma atleta!!!!

sábado, 15 de dezembro de 2007

CORPO EM AÇÃO... RESUMO DOS 8KM AT REVISTA 2007

O programa Corpo em Ação exibido pela TV GLOBO foi ao ar hoje (15/12/07) às 08:30 hs e mostrou o resumo dos 8km At Revista 2007. Para quem perdeu, é só clicar no link e ver o vídeo pela internet.. É bem verdade que pelo site está resumidíssmo, mas pra quem preferiu o colchão, é o que temos pra hoje...rs..

http://www.tvtribuna.com/videos/?video=12254


Foi a dica....

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007


DEZEMBRO - O MÊS DAS MARATONAS

Dezembro pode ser considerado um mês de maratonas, e não somente pela corrida de São Silvestre, mas pela correria pela qual passamos no decorrer desse período. Muito embora, as férias de fim de ano, devessem ser boas opções para recuperarmos o fôlego perdido em decorrência das corridas que participamos, o mês de dezembro nos obriga a participar de mais uma maratona.. a das compras.
Essa semana decidi ir às compras. Saí de casa às 13:30 e só voltei às 20:00, andando sem parar. Olha, foi praticamente uma maratona de caminhantes com direito até a ficar dolorida no dia seguinte. O corre-corre começa pelas festas, que proliferam nesta época. Uma agenda não é suficiente para nos auxiliar a lembrar quando marcamos de confraternizar com os colegas de serviço, com os parentes, com os vizinhos, com o pessoal do curso, com os camaradas do clube. Etc. Todos contando com nossa participação para festejar conquistas, amizades, viradas de ano, ou qualquer outro pretexto que sirva de base para justificar tais encontros. Em muitas ocasiões acabamos responsáveis pela organização da festa e lá vamos nós cotando o preço do peru, arrumando o melhor espaço para o evento, escrevendo a lista de convidados, entre tantas outras atividades necessárias. E dale quilometragem. E dale taxola...rs..
Outra preocupação nesta época é com os presentes. As pessoas compram, compram, compram, parando apenas para tomar uma aguinha (quando dá), retomando as compras com toda fúria natalina, em busca das melhores ofertas, visando trocar abraços, sorrisos e pequenas lembranças, levando a tiracolo contas, contas, contas e é claro, um tênis bem confortavel com amortecedor e tudo mais..rs... Acho até que cada pessoa nessa época deveria ser acompanhada de um treinador e de um massagista, tamanho o esforço físico destinado a essas atribuições natalinas..rs...
O engraçado é que depois de todo o esforço despendido nas compras, não ganhamos ao menos uma medalha por participação. Em contrapartida, ganhamos algo bem mais importante: o abraço apertado de cada amigo, de cada familiar e a certeza de que seu fôlego está 100% para as corridas do ano que vem!!!!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007


ESSA FOI BOI.. QUER DIZER... BOA....
Gente, quem disser que brasileiro não tem imaginação, realmente não sabe o que diz. É bem verdade que muitas vezes tem imaginação fértil até demais.
Recebi esta tarde um scrap em meu orkut sobre uma corrida que acontecerá no dia 16 de dezembro em Pedro de Toledo. Sedenta por novidades no mundo do pedestrianismo lá fui eu constatar e olha só o que eu descobri....se é ou não para dar uma risadinha vai...nem que seja de leve...
Premiação:
1° Boi (sera aberto leilão no valor)
2° Bicicleta
3° Mp3 Player
Como assim um boi??? E eu vou colocar isso onde na minha sala? E detalhe, o 1º lugar ganha um boi ou terá leilão pra arrematar o boi??? Eitaaaaaaaa lasqueira danada!!!!
"sorteio de cestas básicas para quem for prestigiar o evento" - O problema é se a favela da portelinha comparecer em peso... e haja cesta minha gente!!!!!!
Inscrições R$: 2,00 no Brechó carolina em Pedro de Toledo - O bom é que a mulherada já pode achar alguma coisinha "retrô" por lá...
Bom, para quem quiser concorrer ao boi, é bom se preparar, porque a prova é no próximo dia 16 de dezembro às 10:00hs em frente à Prefeitura da cidade...
Mas sabe que a gora me veio uma dúvida: Será que o boi vem embrulhado pra presente?????.....



RECORDAR É VIVER....
Recebi um e-amail hoje da Treino on line dizendo que o DVD oficial da Prova 8km at Revista Guarujá 2007 está pronto!!!
Acho que deve valer a pena, pois o DVD é personalizado com a chegada de cada pessoa que comprar, além do Vídeo completo+ Galeria de fotos+ Resultados. Além disso, caso a gente resolva comprar as fotos que estão no site (isso eu acho meio caro, em média R$ 20,00), o frete sai por R$ 0,50.
Eu já encomendei o meu, até porque cruzei a linha de chegada emocionada com os aplausos para mim e para o João e por isso, acho que vale a pena guardar para mostrar pra ele qdo ele crescer..rs...
Ah, tem ainda a taxa de serviço que custa R$ 3,00 e o frete. No meu caso, o total foi de R$ 38,00 e este valor pode ser pago com cartões ou no boleto, como eu fiz.
De toda forma, assim que chegar, estarei postando aqui sobre o conteúdo.. FOI A DICA.

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

3a EDIÇÃO DOS 10KM RIO ACONTECE DIA 23...





Marcada para o dia 23 de dezembro, os 10km Rio 2007 promete ser um aquecimento para a São Silvestre. Na edição de 2006, o mineiro Franck Caldeira e a catarinense Márcia Narloch foram os vencedores, entretanto, a participação dos dois corredores ainda não foi confirmada nesta 3ª edição da 10K Rio.
As inscrições poderão ser feitas pelo site
http://www.10krio.com.br/ e em breve nas lojas da Sport Society da Barra, Leblon, Ipanema, Gávea e centro, que são os pontos autorizados. Os endereços e os horários de atendimento estão na área locais de inscrição do site oficial. A taxa varia entre R$ 30 e R$ 40 reais dependendo da data em que a inscrição for feita.
Credenciamento de imprensa - Os pedidos de credenciamento para a 10K Rio Corrida devem ser feitos no site oficial da prova no link imprensa, localizado na página principal do site.
O preenchimento da solicitação é individual. Assim, cada integrante da equipe deverá entrar no site e se cadastrar. É necessário o preenchimento de todos os campos. O credenciamento só será efetivado após análise e confirmação por e-mail da Assessoria de Imprensa do evento, a ZDL de Comunicação, que também informará as datas e local de retirada do kit (ou credencial) de credenciamento.

Abaixo, o mapa do percurso....


Para aqueles corredores que querem aproveitar até a última corridinha do ano antes da São Silvestre..tá aí a dica...


FILOSOFANDO....

" Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, pois o triunfo pertence a quem se atreve...A vida é muito para ser insignificante.
(Charlie Chaplin)

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

É CHIC POR DEMAIS SÔ...
Como eu havia dito, na prova de ontem, fui entrevistada, todavia não sabia para qual jornal seria a mátéria, tão pouco quando sairia.
Para minha surpresa, hoje pela manhã, alguns amigos me parabenizaram e então descobri que eu e meu filho fomos parar no jornal "A Tribuna". Segue abaixo a matéria...e vamos combinar, meu filho nem nasceu e já é celebridade...dale João...!!!!

Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007, 7:39
Alegria garante brilho da prova
Da Redação

O sol tímido do começo da manhã teve que se render à animação das 800 corredoras que participaram da 3ª AT Revista Guarujá 8K. Lá pelo fim da prova, às 10 horas, o sol despontou solene por entre as nuvens, mas já era tarde: na linha de chegada, apesar do cansaço, o sorriso das competidoras ofuscava qualquer outro brilho.

‘‘O esporte, assim como um ensino de qualidade, faz parte da nossa filosofia. O esporte é vida’’, disse o presidente da Fundação Lusíada, Nelson Teixeira, que compareceu à prova representando a patrocinadora Unilus. ‘‘A minha neta participou’’.

Já o prefeito de Guarujá, Farid Madi, ressaltou a vocação da cidade para as atividades esportivas. ‘‘Guarujá tem uma história com o esporte’’. Especificamente sobre os 8K, o prefeito não poupou elogios. ‘‘É uma prova maravilhosa, que cresce a cada ano’’.

O diretor-presidente de A Tribuna, Marcos Clemente Santini, lembrou que a prova fecha o calendário de esportes de 2007 do grupo. ‘‘Estamos fechando o ano com chave de ouro’’.

E adiantou que para a edição de 2008, que acontecerá em 30 de novembro, haverá novidades. ‘‘Mas estamos estudando ainda’’.

GRAVIDEZ

Embora a AT Revista 8k Guarujá seja uma prova exclusivamente feminina, consta que ao menos um homem participou: João Vítor, de seis meses de gestação.

‘‘Este ano eu não vou correr, vou apenas caminhar’’, disse Luciane Casanova, a futura mãe, mostrando orgulhosa a barriguinha saliente.

‘‘A graça de participar, mesmo grávida, é que a gente encontra pessoas que não vê faz tempo’’, disse. E quanto a João Vítor, será um futuro corredor? ‘‘Olha, se ele correr tanto quanto mexe’’, brincou a futura mamãe.

Ah, mas é muito chic mesmo........rs..........

ps>: o único erro foi que Víctor ao contrário do que foi escrito na matéria, se escreve com "c" no meio....mas td bem...tá perdoado...


domingo, 9 de dezembro de 2007



NASCEMOS PARA BRILHAAAAAAAAR

Estava ansiosa para que o domingo chegasse e enfim.. chegou! Fazia tempo que eu não acordava às 06:25 da madruga (sim senhor, madruga para alguém que acorda todos os dias às 11:00hs..rs. Tomei um banho pra despertar, vesti meu short amarelo, top amarelo.. tudo combinandinho...rs, comi meu pãozinho, peguei minha máquina fotográfica (imperdoável esquecê-la) e lá fomos nós: eu, meu maridão (tem que participar) e o futuro corredor na barriga. O dia amanheceu nubladinho, mas antes mesmo de chegar na balsa, já pude perceber que o sol daria sua saudação para todas as mulheres, afinal de contas, hoje foi ou não foi nosso dia? Siiiiiiiiiiiimmmmmmmmmm.

Logo na chegada, passou um flash pela minha cabeça, até porque há 1 ano atrás eu estava exatamente ali, todavia como corredora e hoje, 1 ano depois, eu estava de volta, como caminhante e principalmente como futura mamãe...




Nos primeiros passos que dei, encontrei alguns colegas que fiz quando participei da Corrida das Torres. A última vez que me viram foi nos 10km do Santa Cecília e eu estava de 4 meses, barriga ainda estava discreta. Foi uma festa! Fiquei rgulhosa, pois todos falarm que eu estava ótima e que minha barriga estava lindaaaaaaa...Como se eu não soubesse..rs..Eu estava eufórica, queria andar, ver todo mundo, queria sentir de novo a sensação de estar ali pel0 3º ano seguido. O maridão sempre acompanhando. Não perdia nenhum detalhe. Nem na hora de pegar o kit, eu consegui fugie das lentes..rs...




Minha peregrinação estava apenas começando. Por onde eu passava, as mulheres me elogiavam, passavam a mão em minha barriga e diziam: Esse já vai nascer correndo! Até parece que não né?

Eu estava louca para tirar fotos com o pessoal da elite. comentei com meu marido que queria fazer isso para quando o João Victor nascer eu dizer para ele: Olha só filhão, mesmo antes de vc nascer, já estava no meio da elite! rs... E meu marido lá com a maior paciência do mundo e um pouco mais. De repente, pude avistar vindo em minha direção o VALMIR NUNES. De mãe, passei a tieti em questão de segundos. Interceptei-o no caminho e lancei: Valmir, tira uma foto comigo? E ele com a maior simpatia abriu o sorriso...




É claro que não dá para garantir que o João será um ultramaratonista, mas um corredor com certeza, estímulos não lhe faltarão.

Continuei andando para lá e para cá, rencontrava amigos, batíamos um papo rápido sobre quem seria a possível vencedora da prova. Unanimidade em dizer Sirlene Pinho não se sairia bem, já que seu forte seria Maratonas e que em provas de explosão como esta, dificilmente pegaria pódio.

Hora do banheiro. A fila estava gigantesca, mas grávida sem ir ao banheiro? Enquanto esperava, um bate papo alqui outro lá, e muitas mulheres assutadas me perguntando se eu iria correr com o barrigão. " Não, este ano nós só vamos caminhar" eu dizia. Pude observar de obnde eu estava, um homem me olhando firmemente. Não desviei o olhar, até que ele se aproximou: "Posso fazer algumas perguntas?" Sim, claro, disse eu, vendo que ele carregava um bloquinho na mão e um carchá de IMPRENSA. Ai gente, tão chic! Ele me perguntou de foam muito descontráida, assim, como se estivéssemos no meio a minha sala comendo biscoitinhos amantegados, qual a graça de caminhar, já que era uma corredora, se eu esperava que meu filho fosse um corredor, qtas edições eu participei, enfim, só sei que tive o meu momento ELITE e meu filho que ainda nem veio ao mundo já fez parte da entrevista. Só esqueci de perguntar em qual jornal sairá e que dia, mas isso eu me encarrego de descobrir e postar aqui. Meu marido de longe ainda fotografou o momento ....rs...essa não podia faltar meeeeeeeeesmo...

Soube que a elite estava se aquecendo perto da largada e disparei pra lá. Realmente lá estavam a Leone Justino, Maria dos Remédios, Sirlene Pinho, as quenianas, Marizete e até Márcia Narloch que está de férias e só foi até lá conhecer o percurso e prestigiar o evento.

Invadi o aquecimento e clic.... foto com Sirlene Pinho e Maria dos Remédios.


Praticamente uma paparazzi, surpreendia Marizete saindo do banheiro e clic..Foto com ela também...rs..


ok, diversão à parte, vamos ao alambrado. Afinal eu fui até lá pra caminhar ou para conversar?

Este ano inventaram uma novidade que eu mesma desaprovei. Haviam várias placas com tempos diferesntes. Assim, quando a atleta entrava no alambrado, escolhia a placa que mais se adequava ao tempo que queria fazer. Assim: se eu tivesse a inetnçaõd e terminar entre 40 e 55 min me dirigia a esta placa, se quisesse fazer entre 01:00 e 01:10 a outra e assim vai. Disseram que era para não atrapalhar aquelas atletas que poderiam fazer em menos tempo. Mas como se a classificação é em relação ao tempo bruto e não ao líquido. Vi muita gente conhecida se agarrando em placa que nem de longe seria a sua. Eu mesma fiquei na placa dos 45min já sabendo que não faria este tempo nem a pau! rs... Fiquei ali ouvindo o hino nacional e se não fosse meu marido dizer: Vai menina, já começou, eu estaria ali esperando a sirene até agora..rs...

Uma loucura. As caminhantes saindo correndo como se fossem alcançar a Elite. Eu não acho isso certo, afinal de contas se vc se inscreveu para caminhar, faça e se escolheu correr, então run baby, run! Eu mantive o meu ritmo. Fui ultrapassada por várias ao longo do percurso que passaram correndo, mas no final do 5km as mesmas foram ultrapassadas por mim pois já não andavam nem corriam, simplesmente se arrastavam implorando por ver a chegada. Fui estimulada durante todo o percurso. Era por senhores idosos, por staffs e até por pedreiros da construção que gritavam: É isso aí mamãe!!!! O filhão já vai nascer campeão!! Quanta alegria. Me senti bem durante todo o percurso e quando avistei a linha de chegada, lá estava meu marido, com a máquina na mão. Nessa hora deu até vontade de arriscar um trotinho nos últimos 200m, mas só fiz pose..rs...


Cada vez que chegava mais perto, mais aplauos eu ouvia e o cara que estava narrando a corrida, me solta a pérola: " É um bebê que está aí dentro da sua barriga, nãaaaaaao, não acredito!!!.. kkkkkkkkkkk. Juro que se eu não estivesse tão preocupada eu fazer o sinal da cruz e enxugar as lágrimas que estavam escorrendo dos meus olhos, responderia: Não, Pedro Bó, é barriga dá` gua..rs.

Mas preferi curtir o momento e ir logo de encontro à minha medalha e a um copo de água....


Saldo do dia: um dia liiiiiiiindo; 1 medalha, diversão e muuuuuuuuuita emoção....Agora é descansar pq andar sozinha já é difícil, quiçá (quiça...rs...) carregando alguém...rs...

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007



MULHERES ESTÃO CADA VEZ MAIS ADEPTAS ÀS CORRIDAS...POR QUE SERÁ?

Se há 10 anos atrás era difícil ver uma mulher participando de competições no pedestrianismo, hoje em dia, isso é mais normal do que vê-las num salão..rs. É bem verdade que nós mulheres estamos cada vez mais conquistando o nosso espaço, seja na política, na profissão que escolhemos e na corrida isso tem se demonstrado claramente, já que a participação das mulheres triplicou na última década.
Mas não pensem que foi fácil às mulheres aderirem esse esporte não. A cineasta americana Charlotte Lettis Richardson lançou nos Estados Unidos o documentário (eu ainda não vi) “Run Like a Girl” (Corra como Menina). O filme é história de três mulheres de diferentes gerações que praticam a corrida de longa distância.Uma delas é Doris Brown Heritage, que nos anos 50 integra a equipe olímpica de atletismo e vence por cinco vezes o Mundial de Cross-Country. Outra é a própria cineasta, Charlotte Lettis Richardson. Ela começou a correr nos anos 70 e retrata no filme mudanças comportamentais da mulher daquela década. Para finalizar a americana conta a história da estudante Camille Connelly.Segundo a cineasta, a motivação do filme veio por causa das dificuldades que ela enfrentava nos anos 70 para participar de provas de longa distância. “Os organizadores sempre deixavam eu participar da competição só que meu tempo não era oficial”. A partir disso ela resolveu comparar a sua história de corrida com mulheres corredoras de outras épocas.
Na verdade, um dos maiores desejos das mulheres, a perda de peso, é favorecida com a corrida. Por se tratar de uma atividade aeróbica, a corrida facilita e auxilia a perda de peso, porém, além da atividade física é necessária uma alimentação balanceada para que o resultado seja mais rápido e satisfatório.
Decidi começar a correr aos 14 anos porque via meu pai sair para correr na praia. Meu corpo se modificou tanto que eu nunca mais parei.
“A regra é básica: a pessoa emagrece quando ela gasta mais calorias do que consome. Se uma mulher vem mantendo o peso com uma dieta e decide correr, ela irá emagrecer se não aumentar a ingestão calórica.
Porém, muito além de garantir um corpo enxuto, a prática da corrida garante outros benefícios para a saúde da mulher. E isso se refere, ao contrário do que muitas pensam, ao período menstrual. Após uma pesquisa com oito mulheres sedentárias que foram submetidas a treinamentos de corrida por 20 km semanais, um estudo da University of British Columbia, em Vancouver, Canadá, comprovou que ao final do período de testes, todas elas apresentavam melhora nos sintomas da TPM, como dores nas mamas e nas alterações de humor nos dias antecedentes ao ciclo menstrual.
Já no que diz respeito à nutrição, é preciso ficar atenta, pois nessa fase do mês ocorre a perda de ferro, sendo importante ingerir alimentos como carne, frango, peixe, vegetais de cor verde escura e feijão, pois ajudam na recuperação do organismo em relação a este mineral.
Durante a prática de atividade física, a alimentação deve ser saudável e equilibrada. Diariamente é importante ingerir alimentos com carboidrato (pães, massas, arroz, batata), pois fornecem energia adequada para o exercício; frutas e verduras que fornecem fibras, minerais e vitaminas ao organismo; proteínas (carnes brancas e vermelhas, ovos), pois são responsáveis pelo músculo e reparação celular; além da gordura que é responsável pela absorção de vitaminas, mas sua ingestão deve ser controlada (nada em excesso).

Viram, assim é fácil unir o útil ao agradável, pois as mulheres têm motivos de sobra para escolherem a corrida como atividade física, uma vez que além de beneficiarem o corpo, garantindo o fim das gorduras localizadas, ainda transforma de forma positiva o cotidiano feminino, intensificando a beleza da mulher e proporcionando o bem-estar e diário.
Não é a toa que os 8km da AT é um grande sucesso né mulherada.. e só pra lembrar.. eu voooooooooooooooouuuuuuuuuuuuuuu....

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

E A PERGUNTA É:
"MAS QUE CHUVA É ESSA????"


TREINAMENTO COM TIROS: É CHATO, PORÉM NECESSÁRIO....

Eu costumo ouvir muita gente reclamando que sua performance não progride faz tempo. Vc treina, treina e quando compete tá lá, aquele tempinho que vc já faz há não sei quantos meses. Falo porque isso acontece comigo também. Há provas que digo pra mim mesma: Vou treinar como uma condenada e diminuir uns 40 segundos. Chego lá, toda a minha expectativa vai pro ralo com o meu suor e com um tempinho igual e às vezes, bem piorzinho viu. Mas no fundo todos nós atletas, ou pelo menos a maioria sabe que o que falta mesmo são uns treininhos de tiros. E vamos reconhecer eles costumam ser os treinos mais desgastantes da semana de um corredor, mas não têm apenas como função fazer você suar mais. Os treinos de tiro são fundamentais para quem quer melhorar o desempenho nas provas longas, bem como os trabalhos de resistência e técnica, o intervalado é fundamental para o aperfeiçoamento da velocidade como qualidade num corredor.
Quando falamos de velocidade em corridas de fundo, estamos na verdade nos referindo ao aumento da capacidade de desempenho da resistência, uma vez que desejamos correr mais rápido os percursos de 5 km, 10 km e até maratonas. Alguns métodos já estão consagrados para a melhoria do desempenho nas corridas de fundo. São eles:
Intervalado: São períodos de corrida com intensidade elevada (conhecido por todos como tiros), com intensidade acima de 80% do limite do atleta, podendo chegar a 100%, associados a períodos de recuperação passiva ou ativa (trotando, caminhando ou parado). As distâncias para os tiros variam de 200 a 3.000 metros, conforme a necessidade de cada corredor e sua fase do treinamento. Corredores de maratona utilizam tiros mais longos, como 1.000, 2.000 e 3.000 metros. Já os corredores de menores distâncias, como 3 e 5 km, podem utilizar distâncias menores para os tiros, de 200 ou 400 metros. Isto não significa que ambos não possam fazer treinos com distâncias curtas ou longas.
É muito comum atletas correrem tiros de 1.000 e de 400 metros, tanto pela fácil comparação com o ritmo por quilômetro, como pela facilidade em um treinamento na pista de atletismo. Existem atletas que costumam dar seus tiros por tempo, como 1 minuto, 3 ou 5 minutos. Não há problema, o importante é que o estímulo seja suficientemente forte para que haja efeito no treinamento. A recuperação também varia de corredor para corredor. A recuperação fica geralmente entre 1 minuto e 5 minutos, dependendo da necessidade de uma recuperação parcial ou total. Quando os tiros são mais longos (de 1.000 a 3.000 metros ou mais) o número de séries é mais reduzido, e, quando os tiros são curtos (200 a 800 metros), o número de séries pode ser maior. Como exemplos de exercício, podemos ter 8 a 10 tiros de 400 metros (intensidade 90% a 100%), com 90 segundos a 3 minutos de recuperação andando ou trotando; ou 3 ou 4 tiros de 1.000 metros (ou 4 a 6 minutos; intensidade 80% a 90%), com 1 minuto de recuperação andando ou trotando. O treinamento intervalado resulta em melhoria no consumo máximo de oxigênio e aumento do limiar anaeróbio.
Repetição: Estes são intervalos curtos de corrida, de 30 a 90 segundos, numa intensidade de 90% a 100%, com período de 2 a 5 minutos para completa recuperação. O treinamento de repetições é aplicável sobretudo para obter resistência em velocidade. Como exemplo de exercício, podemos ter 12 x 200 metros por 3 minutos de recuperação total (parado ou andando, sem trotar).
Fartlek: Este método de treinamento se originou na Suécia e significa “Jogo de velocidade”. Seu objetivo é alternar ritmos de maiores e menores intensidades. O atleta decide o ritmo e as distâncias a percorrer — podem ser corridas rápidas, curtas, longas ou até mistas. O importante é não ter um critério preestabelecido. O estímulo pode se dar por tempo, pelo feeling do atleta, ou até mesmo um parceiro poderá ditar algum ritmo. Literalmente, você irá brincar de velocidade. Como exemplo de exercício, podemos ter 2 km de aquecimento, 30 minutos de estímulos variados fortes e fracos e 1 km de desaquecimento.
Ritmo ou “de Limiar”: Este tipo de treinamento visa correr beirando o limiar anaeróbio, mantendo um ritmo constante. Trata-se de corrida de 5 a 6 km em um ritmo levemente abaixo daquele dos seus 10 km competitivos. Por exemplo, se você corre 10 km em 50 minutos, deverá fazer um treino para ritmo e limiar numa velocidade de aproximadamente 5:10 ou 5:15 minutos por quilômetro. Como exemplo de exercício, podemos ter de 1 a 1,5 km de aquecimento a 5:30/km e 4 a 5 km a 5:10 ou 5:15/km, seguidos por 1 km de desaquecimento com trote leve. Este tipo de treinamento pode ser feito durante todo o ano, sem que seja necessário escolher um período específico para utilizá-lo no ciclo de treinamento. Também são importantes algumas dicas para exercícios que estimulam a velocidade de corrida: 1.O aquecimento é fundamental, ele deverá ter atenção especial. 2.Se não estiver bem, modifique o treino, deixe a velocidade para outro dia. 3.O dia anterior e o dia seguinte ao treino de velocidade devem ser leves ou moderados não treine cansado. 4.Certifique-se de que sua alimentação esteja adequada para os treinos de velocidade; carboidratos são fundamentais. 5. Não exagere, os tiros devem ser progressivos para que o organismo se adapte a exigência. 6.Faça apenas um treino de velocidade por semana; variar é permitido. 7.O treino de velocidade não é uma tortura; sabendo dosar a intensidade, você poderá curtir sem se matar. 8.Se estiver quebrado no dia seguinte, é porque exagerou no ritmo. 9. A pista de atletismo é o melhor local para treinar a velocidade; se possível, escolha esse local. 10. Assegure-se de estar com boa condição física para iniciar o trabalho de velocidade, ou seja, dentro do peso corporal ideal.
Que é meio chatinho treinar tiros, isso a gente já sabe, mas o importante mesmo, é lembrar que como o grau de esforço é muito grande, os treinos de tiro devem ser muito bem dosados na rotina do corredor para evitar um desgaste excessivo e até lesões. Considerando pessoas normais e não atletas profissionais, uma vez no mínimo e duas vezes no máximo por semana. É importante ressaltar que é necessário um intervalo de pelo menos 72 horas entre estes estímulos.
Fonte: www.veloxsports.com.br

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007



É PRA PENSAR SE VALE A PENA...

No dia 16/12/07 vai acontecer os 10km da Tia Jô lá em Cubatão. A largada está marcada para às 08:00hs na Rua Goiás, n.º 253 na Cantina da tia. As inscrições já estão abertas e se encerram no dia 13/12.
Eu ainda não sei por quais ruas passarão os atletas, mas devo dizer que esse detalhe é de suma importância, já que na última prova que se realizou em Cubatão (acho que foi do Circuito) o Prefeito proibiu que a prova se realizasse pela av. 4 de abril( a principal da cidade), desviando a competição para ruas repletas de buracos e paralelepípedos, o que revoltou os atletas, devido ao grande risco de acidentes. Um episódio engraçado, foi uma foto que uma amiga minha me mandou dessa prova. Era assim: alguns atletas indo, na mesma pista, outros vindo pela outra metade da pista e no meio, um culto evangélico atravessando entre os atletas.. coisinha de primeira catiguria!!! rsss...
Quanto a esta prova não sei como será, mas acredito que seja melhor averiguar as condições que correrão para não terminarem o ano de molho!!!!
Quaisquer informações:
Tel (13) 9124.7183
FOI A DICA.

terça-feira, 4 de dezembro de 2007


FILOSOFANDO.....

"Nós poderíamos ser muito melhores se não quiséssemos ser tão bons."
(Freud)

FRUTAS E CORRIDA: COMBINAÇÃO MAIS QUE PERFEITA....

Bem, não é por acaso que sempre que nos inscrevemos em uma corrida recebemos frutas no final. A banana, a melancia e a maçã são as preferidas dos atletas. É bem verdade que a maioria de nós comemos sem nem saber o bem que tais frutas nos proporcionam, principalmente após a realização do esforço físico durante a prova.
As frutas são alimentos que oferecem grande variedade de sabores, nos trazendo um elque de opções. Compostas por água, carboidratos, fibras, vitaminas e minerais, estes alimentos apresentam uma combinação excepcional de nutrientes. Além disso, apresentam fácil digestão e podem ser consumidas em seu estado natural, desidratadas ou em preparações diversas como saladas, sucos, vitaminas, compotas, geléias, doces e até mesmo em preparações salgadas. Ah, quem vai dizer que não gosta de uma tortinha de banana? Eu mesma sou viciada em banana. Minha mãe costuma dizer que quando eu era pequena e ela precisava sair para resolver as coisas na rua, não exitava: me colocava no carrinho com uma penca de bananas..e lá ia eu, sem reclamar. Deve ser por esse motivo que nunca tive cãimbra na vida...nem sei o que é isso...!!! As frutas podem representar uma ótima fonte energética para nós corredores e também para atletas de todas as modalidades, pois são fontes de carboidratos, presentes principalmente na forma de frutose, o açúcar das frutas. Além disso, contém vitaminas e minerais antioxidantes, tais como Vitamina C e Beta-caroteno, essenciais no combate aos radicais livres formados na prática esportiva, e também ajudam no sistema imunológico. Temos diversos tipos de frutas: in natura, as secas, as oleaginosas, que inclusive, são sementes riquíssimas em nutrientes. Representadas pelas nozes, amêndoas, castanhas, avelãs, entre outras, são bastante conhecidas pelo seu alto teor calórico, porém podem trazer também diversos benefícios para a saúde. Fornecem as gorduras boas, que reduzem o colesterol e atuam como antioxidantes, proteínas essenciais para a formação e recuperação muscular, além de Vitamina E e Selênio, que também apresentam importante ação antioxidante. O alto teor calórico não contra indica o consumo das frutas oleaginosas, muito pelo contrário. Seus benefícios devem ser transmitidos ao organismo, mas com moderação, para que os nutrientes sejam fornecidos sem caracterizar um excesso calórico, especialmente aos que controlam o peso corporal e percentual de gordura.
Qual a melhor fruta para o corredor? Todas as frutas cabem na nossa dieta, e na realidade, quanto maior a variedade dessas, maior será o aporte de diferentes tipos de vitaminas e minerais, tão essenciais para a performance e saúde. O ideal é que consumamos três porções de frutas in natura por dia, devendo ser preferencialmente tipos diferentes (exemplo: uma banana, uma maçã e uma manga). Ainda pode ser adicionada uma porção das oleaginosas. Um cuidado especial deve ser tomado quanto ao horário em que o esportista ingere frutas ricas em fibras, tais como laranja com bagaço, mexerica e manga. Esses alimentos, quando consumidos imediatamente antes ou durante o exercício, podem gerar desconforto gástrico durante o exercício, podendo diminuir a performance. As melhores opções para esses momentos são frutas de fácil digestão, como banana ou até mesmo as frutas secas, que apresentam boas quantidades de energia em um volume pequeno (exemplo: damasco, uva ou banana passa).
Ah, vamos combinar.. não é sacrifício nenhum comer uma frutinha.....
FOI A DICA.