sexta-feira, 4 de novembro de 2011

NEM CÁSPER LÍBERO IRIA ENGOLIR A DESCULPA PARA A MUDANÇA NO PERCURSO DA SÃO SILVESTRE



Demorou, mas a direção da Fundação Cásper Líbero, uma das organizadoras da Corrida Internacional de São Silvestre, emitiu um comunicado oficial nesta terça-feira para justificar o verdadeiro absurdo que foi a mudança no percurso da prova pedestre mais importante do Brasil, realizada desde 1924. Mas cá entre nós, seria melhor que não tivesse dito nada.

Segundo Julio Deodoro, diretor geral da São Silvestre, o maior problema foi conciliar a chegada da prova, que há anos ocorre na Avenida Paulista e agora será em frente ao Obelisco do Ibirapuera, com a festa do Reveillón da Paulista. “Os eventos na Paulista chegaram ao seu limite de capacidade física, é impossível manter a chegada da Corrida na Paulista junto com o inicio do Reveillón e manter todos os serviços ativos como hidratação, devolução de chip, entrega de lanches e medalhas e área de apoio a equipes”, explicou Deodoro.

Pior ainda foi o trecho do comunicado em que se tenta justificar o local da chegada e que resultará no maior estupro que a tradição esportiva brasileira sofreu nos últimos anos. “…Os atletas cruzarão a Avenida Paulista pela Avenida Brigadeiro Luiz Antônio e finalizarão o percurso em frente ao Mausoléu dos Revolucionários de 1932, local onde se encontram depositados os restos mortais de Cásper Libero e onde haverá, a partir deste ano, um evento em homenagem ao idealizador da Corrida Internacional de São Silvestre.”

Na boa, nem o coitado do Cásper Líbero engoliria uma cascata dessas…

Como já escrevi em um post, há exatos dois meses, as tradições no Brasil são jogadas no lixo sem a menor cerimônia. Mas que mal tem em mudar a chegada da prova mais tradicional do Brasil, e uma das mais importantes do mundo, se o objetivo é aumentar ainda mais o faturamento nas inscrições e não mexer no local da festa meia-boca de fim de ano da emissora de TV que transmite a própria prova, não é mesmo?

Ah, para quem não concorda com este verdadeiro assassinato às tradições da Corrida de São Silvestre, neste feriado de Finados, um grupo de corredores que estão se mobilizando na internet e em redes sociais contra a mudança do local da chegada da prova fará um treino-protesto saindo e chegando na Paulista, no percurso antigo, a partir das 7 horas da manhã.

É por isso que torno a dizer...em que pese muitos corredores achem que a corrida é uma festa, na minha singela opinião, não há festa com desrespeito! NÃO CORRO!

Fonte: Espírito esportivo por Marcelo Laguna

2 comentários:

Jorge disse...

Lu...também os corredores tem culpa nisso também já que os organizadores não tão nem aí para a tradição da S.SIlvestre e muito menos para nós corredores...Os corredores tinha que se unir e todos boicoitar essa prova não realizando inscrição e quando chegasse no dia todos comparecesse e corriam fazendo um protesto daí eles iriam tomar um baita prejuízo é inadimissível o que vem acontecendo com as provas...Eu já corri 5 vezes e não sei se volto a correr ela novamente...
Valeuu...Bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Everton Domingues disse...

Luciane

Essa mutilação é absurda, mesmo. Sou contemporâneo do Marcelo Laguna (grande amigo) lá da facul de jornalismo Cásper Líbero. Corro a prova desde moleque e conheço bem o Julio Deodoro, uma espécie de 'móveis e utensílios' da Fundação. Ele já ocupou vários cargos lá dentro. Sem comentários, o Laguna já disse tudo.
Mas movido pela paixão das passadas e da importância da prova (apesar de alguns caras que mandam nela) deverei estar nos 15km da SS mais este ano. Espero que a descida íngreme da Brigadeiro não quebre muita gente mais inexperiente e afobada num momento em que todos estarão fisicamente fadigados. Vamos ver e torcer. Estarei, em poucos dias, publicando uma série de matérias sobre a polêmica das mudanças na SS2011.
Bons kms, Luciane

Everton Domingues
Jornalista esportivo
www.passadasfirmes.blogspot.com
@tatolimpico