terça-feira, 29 de maio de 2012

QUEM É O VERDADEIRO CULPADO?




Pois bem minha gente. Começou tuuuuudo de novo. Sim, quando treino muito forte, eis que minha insônia dá o ar de sua graça e no meu caso, desgraça, uma vez que sono pra mim, é SAGRADO.

Ontem à noite, já visando meu objetivo ( chegar entre as 3 primeiras nos 5km Jovem Pan Night) que acontece em 28 de julho, fiz um treino bem pesado de circuito:


- 15 minutos de corrida na pauleira - 12.0 na esteira
- 3 x 10 cadeira extensora c/ 10 seg segurando
- 3 min de corrida em 12.0
- 3x 10 remada baixa
- 3 min de corrida em 12.0
- 3 x 10 cama
- 3 min de corrida em 12.0
- 3 x 10 braço
 - 3 min de corrida em 12.0
- 3 x 20 adutor
- 3 min de corrida em 12.0
- 3 x 20 abdutor
- 3 min de corrida em 12.0
- 3 x 10 costas
- 3 min de corrida em 12.0
- 3 x 10 leg press
- 6 min de corrida em 12.0

Perninhas bambinhas, treino feito em 01:03:00

Porém, achando que caira na cama e dormiria como um bebê...eis que passo a me mexer de lá pra cá...Insônia!

Em que pese a dificuldade de iniciar ou manter um sono regular ser um mal que atinge cerca de 11% da população brasileira, segundo estatísticas do site americano especialista em diagnóstico www.wrongdiagnosis.com, sempre achei que os exercícios relaxassem e não pegasse a mão contrária.  É eu até estava certa, porém com algumas observâncias.

Apesar de haver poucos estudos que revelem a fundo a relação da corrida com o sono, é quase que consenso que a prática de um esporte aeróbico pode ajudar quem sofre de insônia a ter uma noite bem dormida.

Uma atividade física como a corrida tem todas as vantagens cardiovasculares, o que ajuda no sono, até porque, a endorfina liberada com a prática do esporte dá a famosa sensação de bem-estar”, explica Cury, ortopesdista.

“Além disso, a prática do esporte ajuda a trabalhar a musculatura, que quando tensa também dificulta uma noite bem dormida. Na parte psicológica, a vantagem de quem corre está no fato de ter um momento do dia para relaxar a mente e se desligar dos problemas do mundo, relaxa o corpo e espairece”.

Ah tá...Então, o problema todo não é com o esforço que eu fiz, e sim comigo...rsrs. Claaaaaaro que não...Quer dizer, mais ou menos...Pode-se dizer que seria comigo na medida em que eu escolhí o horário errado para realizar o esforço em excesso. Como assim?

Que a prática da corrida pode ajudar no combate a insônia já ficou claro. Porém, é importante tomar cuidado com o horário que você irá escolher para dar suas passadas e não fazer como essa que vos fala...rsrs...
Correr pode ajudar a pessoa a desenvolver um sono melhor, contudo, o exercício físico não deve ser praticado muito próximo ao horário de dormir, porque, em vez de a pessoa relaxar, ela ficará mais agitada, eufórica, e terá um sono mais leve ”, afirma Cury.

Ah, agora sim...estamos chegando a uma conclusão..
 
E eu como uma boa advogada, antes de ser decretada como CULPADA, preferí mais fundamentos para que não corramos o risco de ter uma sentença anulada...rsrsrs...
 
Evidências não comprovadas cientificamente sugerem que overtraining interfere com o sono. O estresse físico e psicológico de treinar acima do seu limite pode estimular o sistema nervoso central, levando à irritabilidade e redução da qualidade e quantidade de sono. De fato, uma mudança nos hábitos de sono é um sinal de alerta antecipado de overtraining.

A redução do sono é uma faca de dois gumes para o corredor porque grande parte da recuperação e reconstrução do organismo acontece enquanto dormimos. Se você treina forte, precisa ser particularmente cuidadoso em relação a dormir adequadamente, ou poderá ter declínio na performance, depressão do sistema imunológico, e ficar mais susceptível a lesões. Se você dorme bem a maior parte do tempo, porém, não terá que preocupar-se caso tenha problemas para dormir na noite anterior à competição. Não há evidência de que uma única noite de sono ruim prejudique a performance.

É vamos combinar...Raramente eu tenho problemas com o sono. Em véspera de competição, fico ansiosa, mas durmo bem. Ok, na semana da prova, diminuo consideravelmente os treinos. Isso é fato. Segundo site da Copacabana Runner´s, "quando você tem dificuldade incomum para dormir, poderá estar treinando forte muito freqüentemente. Você poderá melhorar seu sono facilmente ao pegar mais leve no treinamento e não correr muito tarde no dia. Quanto mais forte for o exercício físico, maior será o estímulo ao seu sistema nervoso, então diminuir a intensidade dos treinos irá provavelmente beneficiar seu sono mais do que diminuir o volume de treinamento. Além disso, se você estiver tendo problemas para dormir, veja se pode identificar qualquer outro fator não relacionado à corrida que poderia contribuir para a sua insônia".

Pensando bem, a TPM também me dá insônia. Ahã...eis que surge algo em minha defesa. De toda forma, terei que pedir o sobrestamento do Julgamento até que esse período passe. Fato é que entrei na vibe de sentar a lenha nos treinos. Alguns serão de dia, outros de noite....Uma hora eu vou dormir...rsrsrs...De toda forma, é bem óbvio que uma boa noite de sono é fundamental para nós corredores. Volto nesse post daqui há uns 10 dias, a fim de declarar o  verdadeiro CULPADO! rsrsrsrrs

2 comentários:

Marcus disse...

Durante esses 10dias, entre com uma liminar ou habeas corpus preventivo e continue treinando, rsrsrsr. Brincadeira à parte, procure fazer esses treinos mais puxados, na parte da manhã. Bons treinos, e bom sono. rsrsrs

Neila Carvalho disse...

Oi Luciane. Treinar a noite acelera mesmo. E tomar chá e café a noite. Teve umas semanas atrás que eu estava eufórica, mas estava correndo a noite. E sempre tomava chá verde também, fiquei uns dias sem dormir direito. A TPM atrapalha e muitoooooo. Enfim, espero que você durma melhor nos próximos dias. Beijos