quarta-feira, 28 de julho de 2010

A ESCOLHA É SUA....




Cada corredor tem um método de treinamento. Cada corredor tem uma planilha. Cada corredor tem um jeitinho para dar um chega pra lá naqueles dias de preguiça. Ok...isso é a regra, mas há muitas exceçõespor aí.

Eu particularmente conheço muita gente que precisa ter alguém pegando no pé...isso traduz-se pra mim como contratar uma assessoria esportiva. Na verdade acho muito importante um corredor ter um profissional que o acompanhe desde o início, já que possibilita conhecer a fundo o que realmente aquele corredor objetiva, se quer correr para baixar tempo, se quer correr para perder peso, enfim...quão realmenteé a importância da corrida na vida daquele atleta.

E não pensem que um profissional serve apenas para iniciantes.É bem verdade que aqueles que estão dando os primeiros passos na corrida, necessitam muito mais dos conselhos e orientações de um técnico, já que muita gente começa a correr hoje achando que amanhã já estará um palitinho detão magro, ou pior, acaba exagerando nos treinos sem seguir nenhum parãmetro e consequentemnete enfrentando uma lesão precoce, que muitas vezes poderia nunca ter sido experimentada.

Todavia, porém, entretanto, um profissional capacitado não tem menos iomportãncia quando s etrata de atletas veteranos. Aliás, muito pelo contrário. Muitas vezes, porque corremos há muitos anos, acabamos achando que sabemos tudo, mas não é bem assim. Aumentar a rodagem, achar que está pronto para enfrentar sua 1a maratona ou quaquer outro desafio, dat tiros com distâncias maiores, tudo isso leva tempo e nem sempre sabemos o momento idela para colocar isso em prática.

A assessoria esportiva, é bem bacana principalmente para quem precisa de estímulo, já que os treinos muitas vezes são feitos com vários corredores em uma pista. Eu sei que é bem chato mitas vezes a gente acordar ir correr e só ver pombinhas na rua. Há quem volte pra casa nos primeiros quilômetros. Tem que ter determinação. Contratanto uma assessoria, assim que você chega pra treinar, já mais de 1 hora que um UP te dá a motivação que você precisa.

No entanto, devo dizer: Não nasci para ter um técnico me dizendo a todo instante o que devo fazer. Há 3 meses atrás quando entrei na musculação, a primeira coisa que ouvi do meu professor, tão logo eu disssesse que sou corredora, foi: "Toma esse telefone. Ele vai te acompanhar direitinho". Peguei o telefine, mas confesso que desde o primeiro momento a intençõ era de não ligar...rs...e não liguei.

Muita gente sabe aqui que corro há mais de 15anos. Volto a dizer.... não sabemos tudo, mas nos conhecemos o suficiente. Esse mês por exemplo, abandonei a planilha que um técnicoa me passado. Ele é técnico de um blogueiro e conversando com ele sobre o tempo que eu gostaria de alcançar nos 10km ele me passou uma planilha. Realmente elaé milagrosa. Ceguei nos 46 tão logo eu começasse a colocá-la em prática....mas me lesionei. A planilha era porreta, mas o corpo não aguentou e foi quando me lesionei. Agora a tática foi outra. Abandonei a planilha este mês. Fiz a minha própria planilha, com muitos dias de rodagens (pra pegar resistência), treinos de tiros de 400m (força e resistência), treinos progressivos e apenas 2 dias de musculação, sendo que a musculação entra exatamenteno 5º dia de treino...ou seja.. corro 4 dias e no 5º... faço um trabalho de força muscular.

Nessa brincadeira perdi 1,5 kg, perceptíveis a todo mundo, minhas pernas parecem dois troncos de tão duras e minha resistência está tinindo. Vai funcionar? Não sei. É uma experiência para a prova do dia 08 de agosto e do dia 15 de agosto. Meu professor de musculação não concordou, achou que estou treinando mais do que devia e inserindo pouca musculação. Talvez. Mas ainda não acho isso. Estou no 24º dia de treino eme sentindo muito bem.

O que quer dizer é que cada corredor deve analisar o que é bom pra você. Se o melhor é uma assessoria para que um profissional lhe diga bonitinho o que deve fazer, com deve correr, o quanto deve corer, o que deve comer....ótimo....Em contrapartida, se voce achar que pode treinar sozinho, obviamente com toda responsabilidade que o esporte requer (fazer exames periódicos, aumenatr a carga dos treinos devagarinho e saber ouvir o corpo quando dá sinais para parar), ótimo também... siga em frente.

A idéia é sempre correr de forma saudável. E não pensem que participar de uma ssessoria esportiva lhe dá garantias de que tudo saia bem sempre. Há técnicos e ãosão poucos, que não respeitam a vontade dos alunos. O atelta diz que não se snete preparadao para enfrentar determinada prova e ele insiste dizendo que sim, que está. O atleta não qyer desenvolver sua capacidade para a copmpetição e o técnico acha que ele será um talento desperdiçado fazendo o acreditar a todo momento que poderá vencer um queniano....Também não é assim. Voce tem o direito de escolher se quer virar um Super-Homem ou continuar um Clark Kent....rs....O profissional deve respeitar oa anseios de quem procura uma ajuda.

Nem sempre quem começa a correr quer participar de provas....eles estão ali muitas vezes porque simplesmente querem emagrecer, querem praticar uma atividade física por recomendação médica....É claro que também há casos que o atleta entra com um objetivo e mais tarde desperta para o mundo de provas e tempos e paranóias peculiares da corrida....rs...mas se não antecer, o técnico tem que entender e respeitar a vontade....

Eu não consigo ter ninguém me dizendo o que fazer e como fazer. Não que eu saiba o que fazer e quando fazer sempre, mas acho que talvez consiga entender a linguagem do meu corpo....pelo menos por enquanto....e isso é o mais importante....

5 comentários:

Marli disse...

Legal suas dicas, com relação a ter o serviço de uma Assessoria, só acho que algumas exagera no preço... Aqui em Curitiba, não vou citar nome, mas me pedia 150,00 por mês, eu achei salgadinho!!
Por enquanto estou seguindo os conselhos de alguns amigos profissionais da área...
Acho importante, mas com esse preço, to fora !!!
Parabéns pelo post, muito legal!
www.marleemove.blogspot.com

Kleber RG disse...

Luciane, atualmente não estou treinando sob a supervisão de um profissional, mas sei o quanto eles são importantes para nosso melhor desempenho e manutenção da saúde.
Até dá para “se virar” sozinho, colhendo dicas dos amigos, profissionais da área, revistas e sites especializados no assunto, etc. Mas, um dia, ainda quero poder voltar a ter um treinador “pegando no meu pé”!

Abraço,
Kleber RG
"Vida Corrida" - http://kleber-rg-runner.blogspot.com

Thiago Melo disse...

Como vai?

No meu blog tem um selo para o seu. É só acessar o http://corredoraprendiz.blogspot.com/ e pegá-lo.

Selecionei o seu blog pois é um dos que sigo e me inspiram a continuar aprendendo nesse mundo das corridas.

E depois é só escrever 9 coisas sobre você.

Abraços e continue correndo!!

Thiago Melo
http://corredoraprendiz.blogspot.com/

Yeda disse...

eu adoro seu blog, é muito legal ler suas histórias... Eu era uma que não gostava de assessoria, mas para fazer maratona tive que me render... Devo confessar que perdi a liberdade de correr simplesmente por correr e as vezes sinto falta, mas ganhei mais preparo e condicionamento. Minha assessoria não é da moda e não treino junto com os outros. Ele me manda a planilha e eu faço onde der. O bom do meu treinador é que ele está sempre me desafiando, mas também sabe dosar o volume, com isso consegui completar uma maratona sem lesão alguma. Hoje meu foco mudou, deixei de ser uma entusiasta de corrida para me tornar atleta. Por enquanto está legal. Bjos e bons treinos

tutta disse...

Oi Lucy, concordo plenamente quando você disse que tem técnicos que não respeitam as vontades dos alunos.
Eu fui orientado por um professor de educação física por quase um ano e meio, e me lesionei duas vezes por que ele insistia em me fazer treinar mais do que eu podia.
Resultado: na segunda lesão mandei ele "catar coquinhos" e hoje estou treinando por conta própria, treinando menos que antes, porém, fazendo praticamente o mesmo tempo.
Bjinhus e bons treinos pra você sempre.


tutta
www.correndocorridas.blogspot.com