segunda-feira, 25 de outubro de 2010

ABAIXO AO PRECONCEITO!!!!

Muitos corredores tem preconceito de esteiras. Admito. Sou um deles. É óbvio que todo esse preconceito que nutro dentro do meu ser, baseia-se nas pessoas que convivi nas academias que passei. Faço academia desde os meus 17anos e confesso, só presenciei nesse tempo todo uma menina que subia todo santo dia na esteira para correr...correr mesmo. Nada de trotar, nada de caminhar. Correr. Há, me lembrei de outra, mas essa é café com leite. Era a dona da academia.Ela era psicopata por corridas. Lembro que quando ela estava grávida de 7 meses, corria feito louca na esteira e sempre pedia a um aluno para vigiar a porta, caso o seu marido aparecesse ,pois ele brigava com ela por achar não ser adequado correr aos 7 meses. Pelo menos não no ritmo que ela corria. Felizmente ela nunca pediu para que eu servisse de vigia, pois eu não dormiria direito nunca mais, caso algo acontecesse.

Sempre achei que correr em esteira era cansativo e principalmente que não surtia o mesmo efeito dos treinos na areia. Na última semana que antecedeu a prova de domingo, tive que correr todos os dias na esteira, o que me levou ao dia da prova sem nenhuma expectativa. Para compensar o pouco esforço que considerava fazer na esteira, coloquei velocidade 11 ao invés de 9,5 como costumava fazer e inclinei ao nível 5. Assim poderia pelo menos sentir certa dificuldade. Todos os dias descia da esteira cansada, mas com a sensação de que o dever não foi cumprido, de que o treino não tinha sido tão duro como deveria, mesmo correndo 1 hora.

No dia da prova fechei os 10km em 0:47:02. Na última etapa 0:46:32. Trinta segundos a menos. Então isso me levou a refletir de que dá sim pra gente se condicionar na esteira como no asfalto, ou como na areia. Aliás, isso é até bom, pois você consegue correr sem tanto impacto e consequentemente com menos risco de lesão.

Também recaímos naquela história de que é sempre bom dar uma variada nos treinos. A realização dos dois tipos de treinamento é sempre uma boa recomendação. Correr apenas na esteira não possibilita desenvolver a capacidade de se adaptar aos diferentes tipos de terreno (asfalto, terra, grama, areia), o que é uma grande vantagem de correr na rua. O uso da esteira, por outro lado, pode ajudar na orientação de metas e objetivos, além de auxiliar nos treinos quando há chuva, poluição atmosférica acentuada e quando precisamos de cuidados com a segurança pessoal.

Pelo menos uam coisa bacana eu notei correndo na esteira. Fiquei mais preocupada com a técnica. A esteir que sempre treino fica exatamente na frente do espelho. Inicialmente eu escolhi esta, pois tenho certa dificuldade de equilíbrio. Não consigo correr em esteira vendo televisão,conversando. Tenho que mirar em alguma coisa. As outras 3 esteiras ficam de frente para uma porta ou parede. Não dá pra correr 1 hora mirando uma maçaneta de porta...rs...Então, a do espelho, eu fixo os olhos em mim mesma, e então consigo aperfeiçoar a postura, o pace, o movimento dos punhos e braços...o que é muito importante numa corrida. E isso eu acabo levando para o asfalto. Agora consigo focar na técnica e no ritmo e não só no ritmo.

Muitas vezes quando estava chegando ao final do treino,percebia que a postura ia ficando ruim, os ombros caíam, a passada encurtava, as mãos se abriam e ficavam penduradas, chacolhando...agora não. Consigo terminar o treino com a mesma postura.

E voltando ao que eu disse antes, na esteira o risco de lesão é menor. Esteiras de boa qualidade têm bons amortecedores. Na rua, dependendo do terreno e do ritmo de treino, a sobrecarga para as articulações pode ser maior. Com isso, passa a ter ainda mais importância a qualidade do calçado esportivo no que diz respeito à absorção de impacto e a força muscular de membros inferiores do corredor.

A gente se depara com muitas lendas por aí sobre esteiras...de que elas nos fazem perder mais líquidos do que se fosse correr na rua, de que a gente se desgasta mais correndo na esteira..que correr 10km na esteira não é a mesma coisa do que correr na rua....Na, o que acontece é que com relação ao esforço, correr 10km na rua e na esteira é a mesma coisa. Mas o que também pesa nessas situações é o aspecto motivacional. Correr com paisagens reais determina melhores pontos de referência. Na esteira, por sua vez, a referência é “estática” – distância em metros e o tempo mostrados no painel. Daí a impressão de que o treino na esteira é mais longo e desgastante. Não. Na rua, o corredor pode determinar seu ritmo de treino, às vezes diminuindo a velocidade e o ritmo e retomando-os logo em seguida. Na esteira, é possível fazer o mesmo, mas geralmente a motivação está em manter o ritmo constante. Ainda assim, para uma mesma velocidade e tempo, não há diferenças de demanda de esforço.

É mesmo preconceito. Eu mordi minha língua. Era a 1ª a levantar a bandeira de que corredor que é corredor corre no asfalto, nada de esteirinha...isso é coisa da terceira idade. Nada disso. A esteira é um ótimo treino para quem quer ganhar velocidade, força. Basta programá-la pra isso. É claro que não dá pra achar que vai subir na esteira com velocidade 7,5 (quase andando) correr por 1 hora e ganhar resistência. Tem que suar mesmo. Tem que programar velocidade condizente a tiros, subidas...Eu particularmente adoro inclinar a esteira quase no fim do treino...é quando os pulmões já estão pedindo arrego, as pernas não estão quase obedecendo...aí, vamo que vamo pra cima...Quando desço da esteira,com as perninhas bambas e inchadas, vejo que o treino valeu muito a pena.

Aí vocês perguntam: É mais mesmo assim voce aumentou 30 segundos porque treinou na esteira...então, a esteira não te condicionou igual a areia, certo?Não errado.Se levarmos em consideração as diversas mudanças climáticas, voc\~e pode estar bem condicionado, mas num dia onde a umidade doa r está baixa, não consegue o resultado esperado. Isso com amador.. isso com elite. O fator clima é imprescindível no resultado final de uma prova. Realmente na prova em que fiz 30 segundos abaixo, o tempo estava bem fresco,ao passo que quando fiz 30 segundos acima, estava abafado. Isso influi e como influi.

Tá..não sou uma defensora das esteiras fracas e oprimidas, só acho que o treino que fiz na esteira me condicionou tanto quanto na areia. Portanto..xô preconceito. E viva as minhas mais novas amigas....rs....AS ESTEIRAS!

3 comentários:

misturacult disse...

Notei que nos útlimos meses, melhorei meu ritmo de prova treinando um pouco em esteiras pelos mesmos motivos que vc.

bjs,

Clau
http://misturacult.blogspot.com

Jorge disse...

Ei também odeio correr em esteira, mas em breve terei que treinar pq tem ultras que são em esteiras...rsss...

Valeu...Bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Vanessinha disse...

Eu amo correr em esteira e sinto que isso me ajudou muito a baixar meu tempo nos 10Km...

Beijinhos