quinta-feira, 22 de novembro de 2007



Correr ouvindo música, faz bem?


Correr ouvindo música é um hábito que adquiri ao longo dos anos.
Quando comecei a correr, morava em São Vicente e ficava numa prainha de aproximadamente 800m pra lá e pra cá. Dava umas 20 voltas na praia e confesso que às vezes achava meio monótono. Mais tarde, comprei um walkman e passei a correr ouvindo rádio e dali em diante, veio o MP3 o MP4...Mas será que correr ouvindo música faz bem, já que é um hábito comum entre os corredores de rua?
Certo mesmo é que quando corro sem música meu desempenho cai muito, chega a me afetar psicologicamente. lembro bem dos 25km interpraias que participei, onde no km 17, meu mp3 "pifou". Isso me custou a perda do pódio e uma sensação horrível d ecansaço extremo, muito embora a prova tenha sido feita embaixo de um calor de 40º.
Resolvi pesquisar o assunto e achei uma matéria na Revista Época dizendo que um estudo feito pela Bloomsburg University, nos Estados Unidos, com dez corredores mostrou que a música reduz a tensão muscular, aumenta a circulação sanguínea e diminui a produção de ácido láctico - que dá uma sensação maior de fadiga. Os dez atletas foram testados em esteiras por 15 minutos com e sem som. Os pesquisadores americanos perceberam que eles ficaram menos cansados e fizeram uma quilometragem maior ouvindo música.
Um estudo semelhante, feito pela United States Sports Academy, foi além. Testou dois grupos, um acostumado a correr e o outro destreinado. Os voluntários tinham entre 18 e 20 anos e correram durante 20 minutos em duas etapas, uma com música e a outra sem. Com trilha sonora, os treinados reduziram três segundos por volta, enquanto os amadores baixaram cinco segundos. Ou seja, a música foi ainda mais estimulante para o grupo destreinado.
O médico fisiologista Turíbio Leite, da Unifesp, acrescenta que a música amplia o prazer ao estimular a liberação de mais betaendorfinas do que as naturalmente liberadas pelo esporte em si. ''E é um componente lúdico, perfeito para esses exercícios constantes que não exigem tanta concentração'', diz.
Método da Mizuno mostra que existe música certa para diferentes velocidades
Com base nessas pesquisas e disposta a ampliar seu público, a Mizuno desenvolveu um método para ajudar o corredor a ter um desempenho melhor. A convite da empresa, a fisiologista brasileira Liane Beretta, da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, criou um sistema no qual o atleta pode descobrir qual é o tipo de música adequado para seu ritmo de corrida. Para isso, ele precisa contar seu PPM (número de passos por minuto) e relacioná-lo à música de acordo com as BPMs (batidas por minuto) do som. Para descobrir a relação, Liane recomenda contar quantos passos o corredor dá em um minuto de exercício e cruzar o dado com a tabela disponível no site da Mizuno. Há 16 opções de batida em diversos ritmos, do hip-hop ao samba. Como o atleta varia sua velocidade ao longo do percurso, ele pode montar a corrida com diferentes tipos de música. ''A idéia é ajudar o corredor de rua, que treina sozinho, a descobrir seu ritmo e mantê-lo'', explica Liane. O conceito será lançado apenas no Brasil em setembro, com um kit de tênis, CD e tocador de MP3 exclusivo da marca.
Outras empresas também já apostaram no som. A Oakley criou óculos com MP3 acoplado. A Nike, que já tem uma linha exclusiva de MP3 em parceria com a Philips, agora promove nos EUA turnês de corridas com shows de bandas de rock postadas a cada 2,4 quilômetros do percurso - batizadas de Run Hit Wonder.
A verdade é uma só, com ou sem música, o importante é praticar exercícios... e se for uma corridinha então....

3 comentários:

Ely disse...

Show de bola esse post...
Acredita que esta despertando uma vontade de correr...
Vou pensar com carinho a respeito...
Posso contar com vc né??
Bjokas
Te amo!!

Ticiana disse...

Oi Lu, acho muito legal as pessoas que tem esse hábito de correr.
Parabéns querida!!! Adorei a matéria sobre a música.
bjs

Jorge disse...

-------\\\\|/-------
------(@@)-------
-ooO--(_)--Ooo—
Boa noite amiga corredora Luciane obrigado pela msg no meu blog, amiga a corrida foi boa mais queria fazer 20 minutos, nos 6KM mais tudo bem o importante que fui lá e defendi a minha equipe.
Amiga meus parabéns pelo blog tá cada vez mais informativo, realmente a Marion Jones pisou feio na bola em tomar anabolizante ela sujou a carreira dela, mais fazer o que né...

Quanto as sua matéria álcool x corrida muito boa a sua colocação quando eu comecei a correr eu parei de beber mais vejo muitos amigos meus que correm que após a corrida continuam bebendo.
A questão sobre ouvir música é legal para quem está acostumado mais eu uma vez esse ano fiz uma experiencia de fazer um longão ouvindo música detetestei eu realmente não sei o que aconteceu mais vejo muita gente correr ouvindo música, mais um detalhe que ouvir música a pessoa tem q redobrar a atenção ainda mais quando se corre na rua, li uma vez na revista contra relogio ou superação que nos Estados Unidos tem corridas que já proibem corredores de ouvir música. Desejo a vc sorte na Corrida AT Guarujá.
Valeu amiga bons treinos e boa semana para.
bjs
JORGE CERQUEIRA
Atualizei o meu depois passa lá.
www.jmaratona.blogspot.com
Um abraço,
JORGE