quarta-feira, 6 de maio de 2009


HIPONATREMIA... VOCÊ SABE O QUE É ISSO?



Ai, que medo....eu não quero ter isso...rs....Calma, apesar de não ser nada legal, muitos corredores já passaram por isso, muito embora, tenha que tomar muito cuidado, pois mata.

Todo mundo já ouviu aquela frase: Tudo que é em excesso, não faz bem...Pois a Hiponatremia, é exatamente isso... um excesso. É a ingestão contínua e excessiva de água por atletas que se submetem a muita atividade física , no caso, nós corredores.

Quando eu disse que deve-se tomar muito cuidado, deve-se mesmo, porque muitos corredores, sedentos por uma hidratação bem feita, principalmente em dias que antecedem uma prova, acabam exagerando e aí, geram um desequilíbrio da concentração de sódio, correspondendo a taxas menores que 155 milimoles por litro. Aff...

Tá bom, mas como a gente sabe que pode tá com essa coisa?....rs....

Os sintomas da hiponatremia são: inchaço no estômago, vômito, fadiga extrema, perda de coordenação motora, fraqueza, apatia, dor de cabeça e, em casos mais severos, confusão mental, alucinação, podendo desencadear em coma e, até mesmo, morte. A coisa é comum, porém bem séria, quando o atleta ingere muuuuuuta água.

Isso ocorre porque, em atividades físicas mais intensas, há uma tendência de se perder sódio pelo suor, que é extremamente importante ao organismo quanto à manutenção do volume dos líquidos corporais, na contração muscular e, também, na absorção de glicose. A ingestão de água feita de forma excessiva e gradual impede os rins de eliminarem seu excesso. As moléculas de H2O penetram nas células do organismo, encharcando-as e, também, diluindo o sódio disponível, com conseqüente redução da concentração deste.

Para se ter uma idéia, um artigo publicado no The New England Jornal of Medicine afirma que cerca de 13% dos atletas que correram a Maratona de Boston em 2002 podem ter apresentado hiponatremia por causa da hiperhidratação. No ano seguinte, foram registrados 4 casos, eqnaunto Houston o número de corredores que passaram por este problema doi de 21.

Vale lembrar que nosso organismo possui uma reserva de aproximadamente dois litros de água para ser utilizada!

Obviamente, o atleta pode e deve ingerir líquidos durante suas atividades, mas deve se precaver, para evitar tais transtornos. Assim, é necessário se atentar no que se diz respeito à quantidade de água e fontes de sódio ingeridas antes, durante e depois deste tipo de atividade, buscando hidratar-se em intervalos maiores. A hiponatremia pode ser conseqüência, também, de fatores como a presença da Síndrome da Secreção Inadequada de Hormônio Anti-Diurético, que provoca uma diminuição na produção da urina e aumento da retenção hídrica; uso de determinados antiinflamatórios, que alteram a produção da urina e doenças cuja função excretora de água dos rins é comprometida, como doenças cardíacas, renais ou hepáticas.

Não existem ainda investigações concretas sobre a influência da genética nos processos de hiponatremia, porém estudos já observaram a maior predisposição fisiológica da mulher em relação ao do homem. É sempre com a gente....

A justificativa desta teoria diz respeito ao espaço físico corporal da mulher, que é menor do que a do homem, com menor volume sanguíneo e menor quantidade de massa magra. Sabe-se também que a progesterona causa uma retenção hídrica, que também poderia contribuir com a hiponatremia.


Dica do Copacabana Runners...


Evite excessiva ingestão de água durante o exercício. A Hiponatremia geralmente acontece depois da retenção de água superar 2-3 litros. É difícil dar uma orientação geral a cerca da ingestão de água já que a necessidade de cada um varia. Entretanto os atletas devem tentar repor, durante o exercício, apenas a mesma quantidade de água perdida.
Antes de um evento esportivo que dure mais de 6 horas, aumente progressivamente sua ingestão de sal (caso não tenha problemas de pressão alta) de 15 a 25 gramas. Quando estiver correndo uma ultramaratona, tente ingerir 1 grama de sódio por hora. Depois de um dia de treinamento longo, não tenha medo de comer alimentos salgados. Em maratonas, procure ingerir isotônicos (Hydra Fuel, Gatorade, Marathon) ou gels (Carb Up) acompanhados de água, pois eles contém sódio.


Cada um é cada um...Não dá para falar quantos litros cada um tem que ingerir. Eu sou meio relapsa, confesso. Há dias em que bebo apenas 1 copo de água. Gealmente em dias que não treino. Em outros, bebe água de hora em hora....claro com moderação....ou até o xixi ficar branquinho...rs...

Portanto, bebam água, porém sem exagero...

2 comentários:

Xampa disse...

Seu post caiu como uma luva.
Estou exagerando no consumo de água e comecei a perceber isso ontem.
Agora, tomo água de pouco em pouco o dia inteiro.

Jorge disse...

Luciante, realmente esse post é muito bom, para alertar vários corredores... parabéns...
Estou dizendo isso pq isso aconteceu comigo a alguns anos quando não tinha experiencia...Ouvia falar muito nas revistas especializadas em corrida de rua que tinhamos que se hidratar bem nas provas e dai eu fazendo uma maratona e como estava bem quente em todos os postos que passava bebia muita agua e quando faltavam uns 10km para eu fechar a maratona senti que iria apagar, as minhas vistas estavam começando a escurecer e ainda bem que tive a consciência de parar e sentar no meio fio da rua, fiquei parado por uns 5 minutos e depois continuei a caminhar e depois terminei a maratona trotando, foi a minha pior maratona que eu fiz naquele ano...os conhecidos passavam e não acreditavam no que estava me vendo eu parado, a minha sorte foi de ter parado um por uns instantes...senão hj em dia não estava contando aqui o que tinha acontecido comigo é mole...esse assunto é muito sério e os anos foram passando e pegando expereência e sempre quando eu faço corridas longas não repito o mesmo erro e também carrego comigo uns 2 ou 3 saches de sal para repor o sódio...

Bons treinos...

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com