quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

ATÉ QUE ENFIM O MOLHO ACABOU....



Pois bem minha gente, cá estou eu de volta. Lembram do meu último post onde eu disse que minhas narinas estavam entupidas por conta de um quebra quebra d epastilhas no meu prédio? Pois bem...não era nada disso. No dia da prova, assim que voltei pra casa, no domingo, sentia a cabeça doendo, o corpo cansado. Na segunda-feira, ao contrário do que sempre faço, fui treinar. Nada de treino pesado. 50 minutinhos leve leve. Foi o bastante. Fui  trabalhar num estado lastimável e não demorou muito para que eu sentisse febre.

Muita vitamina C, Tylenol de 6 em 6 horas e descanso de 3 dias. Foi tudo que eu precisei. O engraçado é que muito embora não seja recomendável correr com gripe, por ser um processo infeccioso, normalmente, desencadeado quando seu corpo apresenta baixa resistência imunológica, eu sempr dei uma corridinha básica e pronto...a gripe ficou na praia.

Mas dessa vez, não sei se foi pelo esforço exagerado d domingo..tá louco...tombei legal. Tossia mais do que não sei o que...deu até para o abdomen ficar durinho...rs....É eu já tava no comecinho da gripe e com o gasto energético de domingo.. enfraqueceu de vez o organismo que certamente não estava tão preparado.

Mas não fiquem assustados não...Tem que correr rs...O efeito preventivo das atividades físicas, entretanto, não deixa dúvidas. Um estudo recente, publicado na revista do American College of Sports Medicine (um dos mais importantes centros de pesquisa em medicina esportiva do mundo) constatou: o exercício, quando praticado com regularidade e num ritmo agradável, diminui as chances de surgirem infecções.


Mas os exageros fazem o inverso. Os corredores que treinam de maneira árdua estão mais suscetíveis a gripes e problemas respiratórios. A explicação para essa aparente incoerência está num aminoácido chamado glutamina, presente no tecido muscular. Consumida pelo corpo durante o treino, ela também alimenta os leucócitos (células de defesa imunológica).

Estudos recentes revelaram que a atividade física regular e moderada regula o sistema imunológico, fazendo com que ele fique preparado para resistir a infecções. Já os treinamentos intensos, e sem um cuidado maior, debilitam as defesas do organismo humano.

Eu tento me cuidar. Tomo rdoxon, tomo supradyn, bebo muito suco de acerola...mas dessa vez não deu. Tudo bem...3 dias não matam ninguém, muito pelo contrário, revigoram para os novos treinos que virão...

E bora treinar que eu cansei de dormir até às 08:30...kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.....

2 comentários:

Fabiana disse...

Já li esta matéria. :-) Também vou treinar gripada. A não ser que uma febre me derrube. coisa rara! HAHA
bjs

Luciane disse...

E da pra rsistir a uma corridinha???

bjs