domingo, 9 de outubro de 2011

PEGANDO A VIDA PELO PESCOÇO...

A noite de ontem já foi tensa. Às 20:40, eu ainda não tinha como ir para a prova. Um liga daqui, liga dali... e viva a tecnologia...internet é tudo na vida da gente. Conseguí carona. Detalhe: a largada seria às 08:30, mas a carona sairia daqui às 05:45, pois trabalha tirando fotos dos eventos (Nete e Val, sempre eles) e portanto, fotografam desde o levantamento do pórtico, até, a desmontagem de tudo. Enfim...quem tá na vibe...

Confesso que estavva meio desanimadinha. Acordar às 05:30, sem treinar há quase 3 meses, possibilidade de sol forte, vento, praia...aff...enfim, motivos não me faltavam.

Com um medo terrível de perder a hora, passei a noite interinha acordando de 1 em 1 hora...1:30, 2:30; 3:30...até 5:30 levantar...O detalhe? O relógio não despertou....rs

E lá fomos nós. Eu me sentia com tanto sono que a impressão que eu tinha quando falava era que eu tava bêbada. Bora pro Guarujá.

Chegando lá...niguém...aí uma fotinho solitária...rs...Fiquei ali olhando para o mar, pensando em tudo que estava acontecendo. E agradecí. Tantos problemas no mundo e eu ali, de frente para o mar...Não era hora de pedir nada...a não ser que não fizesse sol...rs...

Marildo da nossa equipe chegou. Não estava tão animado também não...rs...mas pelo menos eu tinha um companheiro...rs...

E às 08:25 ao contrário do normal, lá estava eu..lá no fundão...sem qualquer pretensão. A ideia era correr e se eu passasse no pórtico dos 5km e visse que não dava...sem nenhum constrangimento eu parava e pronto. Não é vergonha parar... a gente tem é que se respeitar...respeitar os limites, isso sim...e estar sem treinar 3 meses, realmente me obrigaria a pensar.

Fuóóóó...Como é bom ouvir isso! É engraçado que quando a gente tá na rua e alguém solta essa buzina, a vontade é sempre de sair correndo...coisa louca mesmo...E lá fui eu...devagar...bem devagar mesmo. Um vento forte logo na largada assustou. Não mudei de idéia...não quis crescer como em outras provas. Segui.


Quando subimos pro asfato, no km 2,5, o vento a favor, já nos dava fôlego. As pernas já pareciam obedecer e a gente voltava a dar um up. Eu até apertei um pouquinho o passo..(um pouquinho, quase nada...rs). Aí eu tinha que decidir se eu iria parar no km 5 ou seguiria. Ó dúvida cruel! E no km 3 eu já tinha a resposta:


olha eu de short azul e blusa azul ali chegando no pórtico dos 5km...desistir? nem pensar!

DESISTIR PORRA NENHUMA! Não que eu tenha alguma coisa contra quem desiste. Mas naquele momento não seria o caso...não seria minha vontade, não seria naquele dia...enfim...tava decidido...eu passaria reto no pórtico, mesmo sabendo que o vento voltaria contra na areia de novo.

Assim que passei no pórtico, Nete estava a postos com a máquina na mão: " É isso Lú, devagar e sempre!"...Era o estímulo que eu queria. Ana estava na escada da areia..."Vai Lú"...E eu fui...0:26:32...Dane-se...Descí na areia querendo deixar em cada quilômetro um problema diferente. E meus olho lacrimejaram. Era tão importante eu não ter desistido. Como se por um minuto eu pudesse materializar a vida, pegá-la pelo pescoço e dizer: Escuta aqui..quem manda agora sou eu...aqui é mano de calcinha pw!

Eu sabia que quando aqueles 2,5k passassem, eu já poderia bater no peito e dizer que os 10km estavam no saco. Muita gente caminhando. Ainda podia incentivá-las a não parar com frases curtinhas...vai...vamos...vem...era o que dava. O vento estava muito forte e eu que sou pequena e magra, nem tentei desafiar...diminuí pra tirar a diferenla lá em cima no asfalto.

Escolha feita...descendo na areia...fazendo a escolha certa....

Quando subí, ergui a cabeça, me benzi...era uma antecipação de vitória. Por um minuto esqueci tudo que eu estava passando e a alegria foi tomando conta de mim. Uma alegria imensa. Um calor no rosto, uma coisa esquisita no corpo...uma sensação de que podem fazer e falar o que quiserem, mas eu luto e luto até o final...e será assim até o fim da minha vida...me verão aqui chorando, rindo...com a mesma intensidade, porque eu aprendí que fracassado não é aquele que cai, mas sim aquele que não quer se levantar.. e vamos combinar...isso vocês nunca verão...muito pelo contrário...tento sempre e todos os dias, me erguer e mostrar pra todo mundo e principalmente pra mim mesma que nós somos o que queremos ...e temos opção de escolher entre sermos felizes ou não.. entre desistir ou ir em frente, entre reclamar da vida ou fazê-la melhor...

Quando ví a última curva, um nó na garganta..os olhos mais uma vez lacrimejaram..e dessa vez...não prendí as lágrimas. E cruzei a linha de chegada com 0:53:25. E se dizem que muitas vezes largamos como gatinhos e chegamos como leões, eu posso dizer: Larguei como um gatinho e cheguei como um gatinho FELIZ!

Fato é que apesar do cansaço, eu sobreviví...mas provei por A+B que qualquer pessoa pode correr 10km...O importante é não ficar se ligando em tempo...tempo para nós corredores só deve ser levado em conta quando estamos parados...

E que venha dia 23 de outubro...5a etapa do Campeonato Santista....e vamos ver o que acontece em 2 semanas....

ps.: E a vocês amigos que sempre estão por aqui, agradeço de coração pelo incentivo e força..saibam que por diversas vezes durante a prova são exatamente nesses incentivos que encontro a vontade pra seguir....

9 comentários:

CANELAFINA disse...

Correr na praia é tudo de bom. Gostei de ver a comparação com um gatinho feliz. abraços eduardo.

DricaPeixoto disse...

Fiquei tão feliz com essa notícia :) Parabéns por ter vencido essa velha e conhecida distância, parabéns por ter escolhido continuar ... mesmo que devagar (para os seus tempos, claro! 53m é rápido demais pra mim ...kkkk) ... mesmo que sem saber como se sairia depois de tantos meses sem treinar ... mesmo com esses e tantos outros problemas. Parabéns! Parabéns!

CORRIDA SEM LIMITES disse...

Olá!!!
Parabéns...bons km pra vc.

Marcus,Realengo disse...

Parabéns Luciane!
Não sei quem ganhou a corrida, mas tenho certeza que a pessoa mais feliz na chegada era você, e essa corrida marca sua volta ao asfalto, com novo ânimo e objetivos.Valeu campeã.

Ingrid disse...

Lu, Parabéns, fizestes uma narrativa incrível.
Me emocionei e tudo que tu falou é 100% real.
Que orgulho de ti guria.
Um beijo, Ingrid

Logan disse...

Haja animo, parabéns pelo blog!

www.mais1km.com

elis disse...

parabéns, luciane!!!

de vez em quando, a gente tem mesmo que mostrar quem manda;)

essa emoção, de superação, de conquista, de felicidade, isso é bom demais! e faz valer a pena cada instante!

parabéns pela garra!
e pelo relato tão cheio de vida!

bjs
http://elismc.blogspot.com

Luciane disse...

Mais uma vez galera...por tanto carinho e apoio...Acho que dessa vez vai hen...apesar de eu estar totalmente dolorida.. dói até qdo respira...kkkkkkkkkk..

bjs a todos

Vanessa Ferrante Augusto disse...

Oi Lu, eu descobri hoje o seu blog e estou comentando: Eu estava lá!!! Muito ruim correr com vento contra, me deu uma dor na canela rs... Vc é de sampa? Vou virar seguidora do seu blog. Hoje eu tentei treinar e não consegui, desisti no 3k, mas vou tentar de novo completar os 10, ler sobre corrida me animou. Beijos e bons treinos.