domingo, 29 de julho de 2012

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

Tá bom, eu sei, sou a rainha da crítica...rssrs...E nos últimos dias fui muito criticada. E agora vou ser de novo, né Sr. anônimo, pois tenho que dizer que ese post foi muito esperado por muitos aqui, quer seja pra dizer: "Eu disse, sua anta, que não era pra você correr", quer seja pra dizer: "Parabéns, querida, eu sei que você ia conseguir". Graças a Deus, soube e sempre saberei diferenciar as críticas construtivas e as destrutivas, que devo dize, consegui contar nos dedos e nem encheram uma mão..aliás, o post de hoje vai exatamente para aqueles que me criticaram de forma destrutiva.

Ontem, eu estava bem preocupada. O tempo começou a mudar depois do almoço e o piriforme começou a doer um pouco mais. Quando muda o tempo, não sei, ele lateja e o dente também. A minha dentista disse que isso procede, meu ortopedista disse não haver muita relação...enfim...

Lá pelas 16:00 hrs, conversei com uma amiga minha que correu pela manhã e me disse que a areia estava fofa e que era pra eu tomar muito cuidado com os buracos. Não era exatamente o que eu queria ou precisava ouvir, mas...não foi só isso que me deixou em pânico não...Entrei no site do evento e ví que a prova, não mesclaria areia e asfalto, seria apenas pela areia.

Pronto. Cadê o plano B? E a dúvida começou a pairar pela minha cabeça. "Uso um tênis de performance, levinho, ou uso o meu de treino, com muito amortecimento?"....Comecei a ficar muito nervosa com isso. Acho que talvez por isso, o piriforme tenha começado a doer bastante. O dente, eu esquecí...era só tomar um analgésico e pronto...dane-se...

Uma chuva fininha começou a cair  e uma neblina esquisita trazia frio...pra mim....rsrsr... Santista que é Santista corre com 16 graus e acha que tá no Pólo Norte...rsrsrs....

Às 18:30, tomei meu café da tarde, botei minha mochila nas costas  e fui....o tênis escolhido? Sprint...era tiro no escuro, eu sei...mas sem unidunitê, o escolhido foi ele mesmo...



Chegando lá, assim que atravessei a rua, olhei aquele marzão...aquela praia meio irregular e comecei a repitir: "É aqui que eu corro, aqui é a minha casa". Poxa, eu treino todo santo dia por ali, tá bom, estava 15 dias sem treinar, ok...mas eu não precisava ter medo. A coisa era simple, como um amigo meu escreveu no face: "Vai lá e faz o que você sempre fez". Seria tão simples né...Sim, seria, se o piriforme não estivesse doendo...

Não havia quase ninguém conhecido. E aí, eis que começa a me bater aquele nervoso. E todo mundo sabe aqui (tá podem me chamar de cagona)...rsrs...bateu aquela dor de barriga. Minha gente, o que foi aquilo? Eu na boa, interditaria o banheiro...mas...deixa pra lá...rsrsrs

A hora não passava. E enquanto isso eu ficava de lá pra cá. Estava inquieta. Encontrei minha prima, com seu namorado e a Paula. Era a 1a corrida delas. Engraçado todo mundo nervoso, mas por motivos diferentes. Minha prima percebeu, enquanto eu me alongava que eu sentia dores..."Lú, você tá com dor?"....Caracas, tava estampado na minha cara? "Percebí, você tá alongando, mas seu roso mostra que está sentindo"... Ê lasqueira!
Aí, felizmente fui encontrando as pessoas certas. Nete me dizendo pra correr tranquila, já que subiriam apenas as 3 na geral. Não haveria premaição por categoria. Vanessinha, também falando pra eu ir sussegada, que o importante era eu terminar. Regina (na foto), dizendo que eu era forte e que se eu estava com dor, não era pra correr, mas já que eu iria, que eu fosse com cuidado, sem atropelos.


Regina que corre Maratonas e que foi lá pra prestigiar o evento....

Bora lá tentar se distrair. Acho bacana como a corrida é bonita. Gente alegre. A maioria ali de boa, exibindo os numerais de 10km e 5km...Não fazia a menor diferença. O importante era que os tênis correriam todos juntos.
Aí, eis que surge a bateria da União Imperial no meio da galera. Eu amo Escola de Samba, mas não gosto de ver não, gosto de Sambar. Lembro de uma vez onde eu fui no barracão da escola e comecei a sambar, desceu do palco, uma mulata de uns 2 metros de altura pra sambar comigo...Foi show de bola! rsrs...Por um momento me esquecí do piriforme...momento que durou uns 2 minutos quando fui tentar sambar...Puta fiscada da porra....

Chegou. Agora não adiantava nem mulata, nem pessoas queridas dizendo que eu ia conseguir, nem interditar banheiro, nem ficar repitindo que é aqui que eu corro, é aqui que é minha casa. Eu tava domada pelo desespero. Vai, bora pra largada. Fomos conduzidos pelas mulatas até a faixa de areia. Rezei e fiquei olhando e contando por zilhões de vezes as luzinhas que tinha no pórtico...16 ao todo. "Começa logo isso, meu Deus"....10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1.....Fuóóóóóó....

Não entendo certas coisas. Aliás, não entendo e nunca vou entender. Uma maluca que estava na minha frente que eu sei que não corre porra nenhuma, uns 300 metros depois da largada, ao me ver passar por ela me deu um empurrão que me fez pisar un buraco irregular da praia, virar o pé e cair...Minha gente, na boa, quem levantou do chão não foi mais eu....A galera que estava jogando bola no meio da praia, ainda falou: "Ô sua animal, toma cuidado".....Na boa agora já nem se sabia mais quem era a animal!.



Levantei, dei aquela limpada na calça...e aí...fudeu...Juro que a primeira idéia, era correr atrás daquela criatura e enfiar a cara dela na areia. Não havia necessidade do que ela tinah feito. E o pior é que quando o pé torceu, deu aquela viradinha que até estala, exatamente do lado direito...que já tá todo f*&¨¨%%$#...
Um moço ainda disse pra mim...volta, volta...Volta é o KCT...Gente, eu levantei, mas eu levantei numa ira que em menos de 10 passadas eu peguei a guria, dei-lhe uma braçada e nem olhei pra trás, saí correndo...Eu sei que quando eu ví o km 1 eu tava pra 4:15...de tanta raiva. Daí pensei: Vou diminuir...E quando eu ví já estava fazendo a voltinha do 2,5km. Nessa hora eu pude ver 2 meninas na minha frente. Deixa elas...eu já tinha atropelado a outra mesmo....rrsrsrs.

Comecei a sentir muita dor... e aquí, entenda-se DOOOOORRRRRRR, daquelas que fazem o olhos lacrimejarem. Ao atravessar a ponte do canal 2, Ibrahim, disse: "Tu é a 4a"...O que??? Como assim a 4a...eu hen...tipo o cara tava doidão. Foi quando eu ví que faltando pouco mais de 1km pra eu terminar, ainda havia gente indo...um mar de gente... 5.000 pessoas...Realmente eu estava muito mal, mas a guria que me empurrou deveria tá bem pior rs...estava atrás de mim, tomou ombrada...rsrsrs...a dor já era o de menos....
Mas eu estava sofrendo sim...Não estava preparada não pra correr 5km...na euforia, com dor, com raiva. Quando eu ví as 16 luzinhas foi um alívio tão grande. As pessoas aplaudindo, eu nem sabia o por quê ...mas tipo...que diferença fazia....e então soube que sim, eu havia ficado em quarto lugar....Não havia subido, mas eu estava ali em 4 lugar....
Quando parei, as pernas desobedeciam, o tempo foi alto, 26:24, mas foram pela areia. No asfalto conta-se aí menos 2 minutos e meio, talvez pra mais....Não importa. Eu não conseguia andar em linha reta. Os stafs ainda tentavam me alegrar: Mais na frente Tequila, chop, cachaça...Talvez se tivessem lembrado do suco de maracujá, eu arriscaria mais alguns passos...que obviamente continuariam a não ser em linha reta.
Mas uma coisa é certa. Amo muito tudo isso. Essa adrenalina desenfreada dos 5km...não dá tempo de você pensar...se bem que deu tempo de eu ainda limpar a calça que aquela filha da Mãe fez sujar....Deve tá correndo até agora...retardada...
Na chegada, Nete me esperava (aliás, ela tirou a foto da chegada, depois eu posto) super alegre: "Caramba, você foi muito bem garota"....Nossa, que alegria, gente....vocês nem imaginam....Saí de lá mancando, mas tão feliz...tão realizada, tão..sei lá...VINGADA...kkkkkkkkkkkkkkkk....


Aí, fiquei pra ver a premiação. E então eis que dúvidas pairaram no ar...rsrs...como sempre. A 1a e a 2a colocada eu as vi na minha frente. A 3a, não subiu porque não estava inscrita e a 3a que deveria substitui-la...ups...foi substituida por uma que ninguém viu correr....aliás, viram sim...andando...no mínimo um tanto quanto estranho não é??? Mas e daí minha gente? E daí???? Eu tô viva, eu tô feliz....fiquei há 24 segundos do pódio....24 segundos!!!! Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh....carambaaaaaaaaaa...Feliz pra KCT!


Sei que eu fui errada, mas fiz o que eu achei que devesse. Não ficou sensação de que eu poderia ter feito melhor do que eu fiz, porque realmente eu estava no meu limite. Não cheguei sobrando, cheguei faltando...Mas ficou a sensação de que eu fiz melhor do que eu achei que fosse fazer...Indiscritível a felicidade!!!!
A todos que escreveram recadinhos pra mim aqui, no face, me orientando, dizendo para eu ser prudente e seguir os conceitos que prego aqui no blog, um enorme abraço, tenho um carinho imenso por todos vocês, que me acompanham e que sabem, bem lá no fundo, as minhas razões...Sou sim cabeça dura, mas também sei quando eu devo ou não devo arriscar...Não me arrependí em nenhum momento da decisão tomada.
Mas lamento informar, esse post vai para outras pessoas. Esse post é em homenagem àqueles que me criticaram de maneira destrutiva, me chamando de burra, de arrogante, que me acusaram de querer aparecer, de me sentir a tal, coisa que em nenhum momento eu fiz, até porque se fosse pra me sentir a tal nem diria que estava lesionada. Como eu disse, eu aceito todas as críticas que me forem feitas, porém de modo que eu possa crescer com elas, repense, e não que faça querer provar que eu estava certa. Devo dizer, não fui correta, deveria ter abortado a missão, mas sentí que se eu fizesse isso, apesar de estar ratificando o que prego no blog, eu estaria indo contra minhas maiores qualidades: Determinação e persistência. Também não poderia deixar de mandar um grande beijo para aquela infeliz que me empurrou...Querida te dedico o meu 4 lugar tá bom...quem sabe um dia, quando você aprender a ser uma esportista de verdade, talvez chegue aí em 25 ou 25...kkkkkk....
Assim, termino esse post cheio de alegria, prometendo que irei procurar um médico, ver direitinho o que aconteceu, e óbvio postar aqui e continuar trazendo boas dicas para correr bem para correr sempre...Tá, mas não resistí...encerro com a foto abaixo...


 

7 comentários:

Anônimo disse...

impossivel de ler ate o fim...dramalhão mexicano....tu é chatinha mesmo!nossa

Anônimo disse...

Lu, a cada dia mais linda, não torci contra. Apenas acho que correr com dor é burrice.
Acho porque, entre outras coisas, leio seu blog desde o início e você sempre foi muito atenta a este ponto: não correr com dor. Acho que é burrice, também, porque você é uma moça inteligente. Sei que a ansiedade pela endorfina, a droga que nos move, é muito grande. Mas o amadurecimento do ser humano acontece quando ele se mostra capaz de dominar seus instintos e usar a razão - se você não luta pela sua saúde, pela sua preservação, contrariando até o que escreve e diz, e eu registro isto aqui, não estou sendo 'do contra' mas apenas lembrando a Lu que o bem mais valioso que ela possue é sua saúde. Enfim, Lu, espero que você mande essas dores para bem longe, com o tratamento que o médico determinar, e que continue sendo essa pessoa doce que nós, corredores e seus leitores, tanto gostamos. Beijo do seu mais antigo admirador anônimo.

Marcus disse...

Seu melhor post. Teve drama, comédia, suspense e, no seu entendimento, final feliz. De vez enquando é bom transgredir, ir um pouco contra o que pregamos, depois pagamos um preço, mas nós não somos perfeitos mesmo. Continue com sua "determinação e persistência" pq é isso que me faz ser seu fã. Parabéns e boa recuperação.

Luciane disse...

Ao Anônimo 1: "O que vc chama de chata, é o que eu chamo de trasnpirar corrida, é a emoção que eu passo e que felizmente consigo trasncrever, ainda que um pouco para todo mundo. Pois é assim que eu me sinto, apaixinada pela corrida. E não é que dizem que todo apaixonado torna-se chato? rsrrsrs....
Mas ao meu ver, chato mesmo é voc~e que não é capaz de esboçar uma palavra de apoio. Pessoas assim, realmente merecem ser homenageadas com meus posts...Como eu disse, o post foi pra vc...que sempre aparece aqui...perde momentos da vida que vc poderia estar usando para fazer lago de bom pra alguém, para falar qq besteira que me deixa de muito bom humor...pois te enxergo como uma pessoa que se incomoda muito com a minha determinação. A vc meu sincero agradecimento, por mais uma vez me levar a fazer o meu melhor! abraços!

Ao Anônimo 2: Querido me desculpe. Na verdade entendo sim que vc falou para o meu bem, porém fiquei um tanto quanto chateada por ter me chamado de burra. Sei e admito que foi imprudente, mas tb não arriscaria se visse que não havia nenhuma chance. Está doendo? Sim, está. Amanhã, irei ao médico. Vai dar tudo certo. Espero que tenha entendido meus motivos de correr.
bjs

Luciane disse...

Marcus...

Querido,como sempre, palavras que me encorajam e me dão a certeza de que apesar de tudo, fiz o que tinha de ser feito. Obrigada mais uma vez amigo! bj

Claudia disse...

Se te achasse chata não teria seu blog entre os favoritos. Estou sempre na torcida!

Luciane disse...

Claudinha...obrigada pelo carinho viu...Não é a toa que o Blog completou 5 anos...Muitas vezes eu tive vontade de desistir por tantos motivos, mas sempre recebí muito apoio de todos vcs. Esse é o espírito da corrida...novas amizades, pessoas torcendo pela gente, rompendo barreiras, limites...Mais uma vez muito obrigada! bjsssss