segunda-feira, 23 de julho de 2012

O TIRO QUE SAIU PELA CULATRA




É o que eu sempre digo...muitas vezes as pessoas acham que as lesões acontecem porque o atleta foi imprudente, inexperiente ou sei lá o que. Claro, muitas vezes é mesmo...o cara vai lá treina com um tênis errado, ou exagera, ou faz uma série de coisas que acabam por desencadear a tal dorzinha que quando se vê, já virou lesão e muitas vezes, se torna até um problema crônico.
Pois é amigos. Ainda não posso afirmar categoricamente, mas estou quase certa de que vai começar tudo de novo. Lembram quando lá em 2010, eu comecei a competir, competir, corria desde os campeonatos até os 10km da tiazinha da esquina? Tava viciada...e o que aconteceu? No fim do ano terminei o Circuito das Praias gemendo de dor. Já não dava nem pra andar. E então veio o diagnóstico pelo médico: Síndrome do Piriforme. Foram 2 meses sem treinar, com repouso absoluto, já doía até andando do quarto até a cozinha e infinitas sessões de fisioterapia.
Por que eu tô lembrando de tudo isso? Porque cá estou eu após ter treinado no frio, no vento, na chuva, cansada, às vésperas da prova de 5km que eu tanto queria que chegasse e que acontece no p´roximo sábado, gemendo de dor durante os treinos e sentindo exatamente a mesma coisa que sentí quando descobrí a Síndrome do Piriforme, só que dessa vez do lado direito e graças a Deus, pelo menos, ao que se sabe, sem a bursite...

E aí vema pergunta: o que eu fiz de errado? Nada, minha gente, absolutamente nada. Estava treinando gradativamente, mescalando areia, ás vezes asfalto, que eu odeio, com tênis apropriado e sou surpreendida com essa agora.

Claro que tô muito chateada, até porque quem me conhece sabe...eu tinha traçado a meta dessa prova, deixei de correr outras e agora cá estou. A sensação é de nadar, nadar e morrer na praia. sabe aquele tiro que saiu pela culatra?

Mas como eu não escondo nada aqui no blog, apenas digo: faça o que eu falo, não faça o que eu faço, devo dizer que tomei uma decisão ontem. Vou correr assim mesmo. Eu sei que eu tô errada, eu sei que vai contra o que eu prego aqui no blog onde eu afirmo e reafirmo: CORRER BEM PRA CORRER SEMPRE, mas eu também sei que se eu não fizer essa prova vou ficar com aquela dúvida que tenho certeza, muitos de vocês já tiveram: E se eu tivesse tentado? E eu não quero ficar com essa dúvida.

Repito, sei que é uma imprudência, pois realmente eu estou sentindo dor, antes, durante  após o treino, mas eu vou suportar até sábado e seja o que Deus quiser. É bom eu esclarecer uma coisa: Esse seja o que Deus quiser, não quer dizer que vou chegar lá e me matar não, eu apenas vou lá e completar a prova que eu ia completar. Claro, é óbvio, não do jeito que eu queria, mas vou completar. Depois disso, eu vejo o que faço...vou prcurar o médico, fazer exames, e se precidar parar eu paro.  Se precisar encarar de novo as fisio, eu encaro. Mas me desculpem os que me atirarão tênis na cabeça ( e com toda razão), mas até lá, eu vou treinar e que tudo dê certo!


5 comentários:

Ester Lozano disse...

Bem o que dizer? mas vamos lá, se é isso que vc quer, vai sim e faça o melhor ou o que der, depois corra atras do prejuizo, espero que não seja nada alem de stress, mas se cuida e depois nos conte....Força e Sucesso, eu faria a mesma coisa.....só para vc saber...beijus

DricaPeixoto disse...

Vou te contar, essa história de lesão não pode continuar nos assombrando, temos que dar um jeito de dar um fim nisso. Massss, como nem tudo é um belo conto de fadas ... força nessa sua tarefa árdua, pq correr com dor é f#da!

Desde a lesão da coluna eu tenho sido muito prudente nos meus treinos e, consequentemente, fui muito prudente na minha última competição. O que eu ganhei com isso? Um segundo lugar nas 24h do RJ, uma vontade enorme de voltar em 2013 e conquistar uma marca que ultrapasse os 100k e uma sensação de que me poupei demais. Pode isso? Mas isso não me chateou não, eu terminei a prova no domingo com dores e na segunda já estava novinha em folha e isso, descobri depois de muitas dores, isso também não tem preço :)

Beijo grande e cuide-se ainda mais depois dessa prova.

Marcus disse...

Que pena acontecer isso logo agora, mas como sei q vc é guerreira, tenho certeza que isso fará mais bem do que mal essa sua persistência em correr, pelo menos pra sua cabeça. Luciane, eu só lhe aconselho uma coisa: não treine mais essa semana, guarde-se para a prova, vá lá , corra e depois veja qual vai ser o prejuízo, se é q vai ter algum. Boa Sorte, e já estou aguardando ansioso o post sobre a corrida.

Anônimo disse...

Nãaaaaao. Pelo amor de Deus, não corra com dor. O prêmio maior será o risco de
você agravar a contusão e ficar meses sem correr. Por que? É melhor ir ao médico antes, tratar o problema enquanto ele não é grave, e depois competir. Pense bem, Lu, você é inteligente e sabe que as provas são como as partidas de futebol, sempre tem uma na próxima semana, mês, ano....!!! Se cuida, Lu, por favor. Do anônimo que sempre lhe acompanhou e torce por você.

Helena - Floripa/SC disse...

Lu, tu estais pedindo para o pessoal jogar tênis na cabeça mesmo. Cuidado, menina. Pode agravar ainda mais. Aproveita esse friozinho do inverno e pega uns filmes e desestressa. Descanso tbem é treino...
Beijos e melhoras!!!
Helena
correndodebemcomavida.blogspot.com