quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

DIVERSÃO GARANTIDA OU SEU DINHEIRO DE VOLTA...



A corrida é um esporte conhecido como solitário. No entanto, o crescimento de corridas que podem ser feitas em dupla ou revezamento em até 8 pessoas vem crescendo e conquistando muita gente.

Conhecidos internacionalmente como "Ekidens", os revezamentos surgiram nos países do oriente no século 18, mais especificamente no Japão, e de lá se espalharam para o mundo.

Aqui no Brasil, o primeiro evento realizado nos mesmos padrões dos populares ekidens japoneses provavelmente ocorreu em 1926, quando um grupo de corredores se organizou para percorrer a distância entre São Paulo e Rio de Janeiro objetivando chegar ao Palácio do Catete no momento da posse do presidente Washington Luís.

Eu sempre fui meio egoísta em relação a isso. Achava que não dava para montar uma equipe onde cada um tinha o seu ritmo de prova..alguns mais rápidos do que eu, outros mais lentos.



No ano passado, eu e mais 3 amigos: Clayton, Manú e meu marido Cássio (foto) resolvemos nos aventurar na Corrida de Revezamento Pão de Açúcar. Em que pese toda má organização do evento, foi uma prova divertidíssima. E olha que eu teria todos os motivos para odiar, já que contrária a primeira idéia de eu abrir o revezamento, fui a última dos quatro, esperando por mais de 4 horas e meia pela minha vez. Não obstante a isso, fui uma das únicas do grupo a correr no sol, posto que os 3 primeiros pegaram um bom tempo.

Mas querem saber...foi bem melhor do que eu esperava. Correr em grupo é um estímulo e um grande exemplo de união. Não importa se eu corro pra 46 e e o outro para 1 hora. Importa é a alegria que a gente sente em ver o amigo chegando com um bastão ou pulseira para te entregar. E a gritaria que a gente faz quando o parceiro aponta lá lonjão, pequenininho, mas que a gente reconhece, geralmente, pelas cores espalhafatosas de nossas camisetas....” Vaaaaaaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiii”.. e dale risada...Um ou outro se estressa nessa hora. O Clayton da minha equipe foi um exemplo de estresse...mas também teve suas razões. Sendo o primeiro de todos a largar, pegou o muvucão.. todo mundo junto e não conseguia de jeito nenhum de dispersar. Não bastasse o empurra-empurra da largada, ainda teve a grande satisfação...rs...de ter do seu lado um atleta traqueiro...o cara foi mais de 2km soltando puns barulhentos ao lado dele....kkkkkkkk... Estresse para o Clayton e risada garantida para os demais da equipe. O bacana é que dificilmente a gente participa de uma prova dessas e termina sem ter pelo menos uma historinha pra contar....

Diferentemente das provas de revezamento, que rendem muita risada, vem as provas de dupla. Estas, não menos bacanas, envolvem um pouco mais de concentração. É você e outro colega...e tudo acontece muito rápido, já que geralmente percorremos distâncias menores do que estamos acostumados e portanto, acabamos dando muito mais de nós. Este ano eu e Clayton havíamos combinado de fazermos dupla no Circuito das Praias. No ano passado fui a 3ª na geral e 1ª na categoria individual e ele ficou com a 4ª colocação na categoria. Juntos teríamos grandes chances de sermos os campeões do circuito, não fosse pela minha lesão. O circuito tem data marcada para começar no dia 21 de fevereiro e com certeza até lá...ainda estarei de molho. É bem verdade que perder a 1ª etapa não implica dizer que estamos fora do páreo, muito pelo contrário, eu e Clayton somos altamente competitivos e correr atrás do prejuízo seria um estímulo e um atrativo a mais...mas.. vamos ver....

Outra grande opção de revezamento é a Aiyton Senna Racing Day, onde equipes de até 8 participantes correm dentro do autódromo. Este ano, trocarei a pão de Açúcar pela Ayrton...Já me disseram que é bem mais difícil, devido ás subidas, mas no meio da galera...acho que tudo fica é divertido demais...e logo eu que nem adoro uma farra...rs....

Correr em equipe é bem bacana, mas tem que ter em mente que cada um tem o seu ritmo. Caso esteja pensando em resultados, monte uma equipe onde você saiba que cada atleta também tenha essa meta, senão... o que é uma diversão, pode virar briga...

Também é uma grande opção para fugir um pouco das nossas queridinhas...provas de 10k...afinal de contas correndo em dupla essa distãncia, a gente acaba fazendo um senhor treino de 5k..Eu por exemplo.. Faço os 5k numa prova de 10k para 22min...Obviamente numa prova em dupla, tentaria baixar para 20min..

Vale a pena experimentar...e se é corrida....estamos ou não estamos dentro????

5 comentários:

Felipe de Souto disse...

Oi Lú!!! Bom, já que você por hora não pode correr, está nessa gostosa nostalgia! É isso, aí, o esquema é ocupar a mente com o que mais gosta! Olha, vou te dizer uma coisa, como eu nunca participei de provas de revezamento e tampouco estive nessa Corrida de Revezamento Pão de Açúcar, cheguei a pensar, por um momento, que o tal peidão pudesse ser eu! Hahahaha Nossa, já ia brigar com você!!! Ufa!!!
Beijones!

Felipe de Souto

Ricardo Hoffmann disse...

Pelo visto está aproveitando bem o momento de repouso e alimentando o blog com suas histórias! Manda ver! E parabéns pelo niver, ainda que atrasado.

Avicor disse...

Bela História !parabéns pelo empenho , Eu pessoalmente adoro a corrida justamente por ser um esporte solitário , poís ja sofri muito me aventurando em esporte coletivo , detesto alguém buzinando criticas no meu ouvido .

Avicor

www.avicor.blogpot.com

Manuel disse...

Lucy
Adorei participar da Equipe na prova de revezamento!
E que venha 2010"
Manú

Mayumi disse...

É isso, Lu. EKI significa "estação (de tren=m, metrô, etc,)" e DEN tem a ideia de "transmissçao" ou seja, é a transmissçao do bastão, faixa ou qq coisa do tipo, numa corrida de revezamento. O Ekiden tem este nome porque ele passa de estação em estação de trem e é uma prova de revezamento.
Legal este espírito de equipe, mas que dá trabalho fazer inscrição, ah, isso dá, né? Rsrsrs.