quarta-feira, 10 de março de 2010



MAS DA ONDE VEM ESSA DOR, MEU DEUS?


Ficamos algum tempo sem treinar ou de repente chegou a hora de aumentar o volume dos treinos, bem como a quantidade de tiros. O que acontece muitas vezes? Nos sentimos como se tivéssemos sido atropelados.. tudo dolorido, não é? Esta semana eu comecei a fazer os treinos de velocidade...tô que pareço um Robocopzinho...rs...


Mas a pergunta que não quer calar é: Por que ficamos doloridos? Vai, todo mundo tem uma resposta...Ah, é por casa do ácido láctico, ou seja, quanto mais ácido láctico for produzido durante o treino, mais dores sentiremos no dia seguinte (isso tá na moda dizer...rs...é tudo culpa do coitado).... logo de cara te digo que isso não é verdade.... ah, isso é simples responder.. é porque nosso corpo desacostumou...Sim, o corpo desacostumou e???? Tá, então vamos esclarecer essa dúvida.


O fato é que nas primieras 48 horas, a coisa é complicada mesmo. O pior de tudo é que parece castigo. Sempre assim! Ficamos algum tempo sem a prática tradicional e religiosa das corridas, bem como qualquer outro tipo de exercício físicos], e quando voltamos com a corda toda, parece que recebemos uma punição por termos parado, uma delas é essa incômoda dor muscular, que tem seu pico entre o primeiro e segundo dia após a sessão de treino, essa sensação de dor no músculo exercitado é denominada de dor muscular de início tardio (DMIT).

A sensação de dor durante a atividade pode até estar relacionada com a alta produção do ácido láctico , mas em poucas horas tudo volta ao normal neste aspecto, sendo assim o que poderia ser o gatilho para a DMIT?

Hoje em dia, o que é aceito melhor dentro da comunidade científica são as lesões das células musculares e dos tecidos que revestem essas, por exemplo, causada pela sobrecarga do exercício. A lesão leva a um processo inflamatório mediado por células do sistema imunológico, resultando assim naquela dorzinha do dia seguinte. Se prestarmos atenção, o músculo está sensível ao toque e ao alongamento, e até mesmo inchado.


Quem começa a fazer musculação pode perceber isso melhor. Depois de dois dias de exercício, você tem a sensação de que as coxas já cresceram, que pos braços estão mais fortes, e realmente estava, mas devido à inflamação. Essa dor é algo natural e passageiro, que perdura em torno de cinco dias, porém o tempo de reparação dos tecidos atingidos pode demorar mais, aproximadamente duas semanas.

Mas não se apavore você pode treinar! Claro nos primeiros dias diminua um pouco a quantidade, pois não precisa sofrer, afinal devemos ter como princípio que o efeito do treinamento é crônico, semanas, meses e anos.

A reparação do tecido muscular gera um quadro de adaptação, tornando as fibras musculares mais fortes e resistentes ao estresse do treino, por isso não ficamos doloridos a todo o momento.


A dor muscular de início tardio é algo normal, principalmente em começo de temporrada como agora, onde a maioria das pessoas fazem treinos d ebase e quando voltam à intensidade.. pronto.. lá está a com tudo dolorido. Porém, é bom dizer que, nesta época de volta as atividades, essa dor não pode estar presente sempre e após todos os treinos, isso pode indicar que esse está muito intenso, ou que a sua freqüência semanal é pouca, com muito espaço (dias ou semanas) entre as sessões de treinamento.

Se a dor for muito intensa e persistente procure um médico, para cuidados especiais, afinal de contas o lema é sempre o mesmo: Correr bem para correr sempre!

2 comentários:

Eduardo Acacio disse...

Com certeza ... a gente se pergunta o porque de tantas dores... eu pessoalmente senti isso na segunda-feira apos a meia de SP, mas são dores ESPERADAS ... um dia em off e uma boa aula de PILATES já dão conta ... para melhorar e a gente volta a doideira GERAL dos TREINOS!!!

Grande Abraço!!!

Felipe de Souto disse...

Lú, ando sofrendo...minha dor não é muscular e nem de nenhuma lesão...mas tnho vergonha de dizer....tá foda!!
Beijão!!!

Felipe de Souto