segunda-feira, 30 de maio de 2011

EU FIZ A MINHA ESCOLHA....

A gente tenta fazer tudo certinho quando quer alcançar uma meta...às vezes acerta, às vezes não. Eu fiz o melhor. Sábado, pernas para o ar, muito carboidrato, água e passeio light. Um tempo feinho poderia garantir o que eu tanto queria...mas a chuva poderia atrapalhar, salvo se eu fizesse um pit stop para troca de pneus...rs... o que estária fora dos planos.

No domingo às 06:35 eu já estava de pé. Ao contrário do que parecia, um sol lindo dava a entender que dia de Campeonato, era dia de alegria e alegria tem a ver com muito sol. Confesso que fiquei meio preocupada, já que todos os treinos que fiz foi em dias nublados e chuva...Mas como eu sempre digo: Quem treina direitnho, não precisa ter medo de nada...vai e pronto...será???

Chegamos na concentração às 07:15..tínhamos tempo de sobra pra pegar chip, alongar, bater um papinho e ir ao banheiro...quer dizer....se a mulherada ajudasse....

cheia de expectativa e ansiedade...será que deu????


A fila do banheiro da  mulherada tava imensa...Eu tenho uma raiva disso!!!!!!...ao invés de entrar, fazer o que tem que fazer e sair logo, fica lá, tomando laxante pra cagar e ficar mais levinha pra correr...como se ficasse....dá licença....

Conclusão, faltando 10 minutos para a largada, fiquei tão nervosa que saí da fila e  nem fui ao banheiro. Conseguí ficar bem perto da fita de largada, mas apertada....O pior é que para quem tá nervosa qualquer coisa é motivo para ser um presságio de que não vai dar certo...um horror...



E lá encontrei Vanessinha (essa de sainha branca e camisa azul). Até o ano passado ela era da minha categoria. Lê o meu blog. Então me disse que se identificava muito com o que eu escrevia principalmente no tocante ao medo de correr forte e quebrar no final. Até que o seu marido começou a falar que ela era capaz, que apenas tinha medo. A partir de então, começou a  largar forte e se quebrasse mais lá na frente já estaria bem longe das demais. Me disse que eu era capaz e que eu tinha tudo para fazer o tempo que eu quisesse. Tão bom ouvir coisas assim...tão bom ouvir coisas assim faltando segundos para a largada. E foi com isso na cabeça que eu fiquei. Eu podia, e eu iria fazer. Rezei e pedi para que todos fizessem uma boa prova... o resto era comigo mesma. Era uma questão de superar o mais temido de todos os adversários: o psicológico. Pelo menos no domingo seria eu contra eu mesma...nada de adversárias, apenas o olho no relógio e o tênis tentando queimar o asfalto e rachar o chão.

Fuóóóó e lá fomos nós. Na minha mente 0:47:45. Esse era o tempo que eu queria fazer. Xô 0:48:19...Chega da casa dos 48..chega!!!! Acelerei...eu estava bemn determinada sobre o que eu queria e sobre o que eu tinha que fazer. Correr riscos...essa era a idéia para o domingo. No 1º quilômetro, olhei para o relógio...4:25...estava exatamente dentro do que eu precisava fazer. Nem mais, nem menos. Era simples: continuar assim até o final...A teoria é tão linda!!!!!!!

olha eu aí de boné vernelho ainda no 1º quilômetro...faltava muuuuuito chão....


No km 2, Rosane passa por mim. Estava num ritmo bom. Era atrás dela que eu teria que tentar me manter. Fácil..até o km3...Porque depois disso, é sempre a mesma coisa. Aquela sensação de que você vai quebrar ou que não vai aguentar naquele ritmo muito tempo. Pensei em diminuir e deixar pra outro dia a idéia de mostrar que eu poderia sim ter ido para a elite B.

O engraçado é que eu sempre penso durante o percurso em várias coisas. Uma delas é sobre a elaboação do post de segunda sobre a prova. Penso em como será o post caso eu vá muito  bem e como será caso eu não consiga fazer uma prova legal. No domingo, só me veio o "caso eu não faça uma prova legal" na cabeça.

Eu procurava olhar sempre no relógio para ver se eu estava aguentando segurar...No km 5, o relógio marcava 0:22:54...Ufa..tava bom demais. Em provas de 5km termino com 0:22:11, fazer 0:22:54 faltando mais 5 km tava muito além do esperado. Geralmente eu costumava passar pelo k5 com 23:33....

Agora era contar de trás pra frente...5,4,3....faltavam 3 quilîmetros quando um cara da policia militar passa por mim cansado: "Que que é sso??? São 10km ou 10 milhas?Isso não chega nunca!" Felizmente estava ruim pra mim, mas ruim pra todo mundo. Não era só eu que estava querendo chegar logo e que estava achando que a gente nunca mais ia chegar. No km 7 o relógio marcou 32:22. Foi a última vez que eu olhei para ele. Agora eu tinha uma única chance. Correr ate onde as pernas aguentassem. na pior das hipóteses , seriam mais 15 minutos de sofrimento, caso eu saisse dos 4:40 e passasse aos 5 por km. Mas não era isso que eu queria e portanto não foi isso que decidí fazer...

Quando ví Rosane mais uma vez na minha frente pensei: "É agora...Eu chego junto e ela acelera e eu acelero e ela acelera e assim iremos até o último suspiro..nem que eu chegue toda torta, nem que eu tenha que colocar os bofes pra fora". Dito e feito. Cheguei junto e ela acelerou (não somos da mesma categoria).

olha o rostinho sofrido da coitadinha...será que valeu a pena????

Acelerei e quando na viradinha da última esquina eu pudi ver bem de longe o pontinho vermelh do cronômetro da chegada, enchi o peito de ar, respirei e falei em voz alta: É AGORA! E lá fui eu com toda força que eu tinha. Chegando perto eu podia ver o relógio virando 46:01, 46:02... O que???? E lembrei d eum leitor do meu blog chamado Marcus de Realengo que apostou sem nenhum medo que eu iria fazer 46:30. E foi com o presságio de Marcus que pisei no tapete vermnelho. Bendito seja Marcus....Finalmente olhei para cima e ví: Eu não havia conseguido fazer o tempo que eu queria de 0:47:45...eu havia feito muito melhor.

0: 46:34

Era tanta alegria. Assim que cruzei, ainda eufórica, Ezequiel (blogueiro) me perguntou se eu havia conseguido. Mostrei o relógio sorrindo. Tomei um banho rápido, e fui lá esperar meu pai.

Há muiuto tempo também não  via determiando a baixar o tempo. Na última etapa, ter feito 1 hora e 3 minutos o deixou muito triste. E lá estava ele, cruzando a linha em 55:47, todo feliz e contente com seus 66 anos de idade...qdo eu crescer quero ser assim....rs...


Rosane ( a minha coelha) de rosa, Regina e eu..




o pessoal da equipe repondo as energias e batendo um papinho....

Demorei um pouco a acreditar que eu tinha feito o 2º melhor tempo da minha vida quando eu apenas fui pra fazer os 0:47:45....Tão bom ver a recompensa pelos treinos destruídores...Eu conseguí....Era tudo que eu pensava. Conversava com as pessoas, mas intimamente apenas comemorava oq ue há mais de 2 anos não fazia. Correr na casa dos 46. O que por outro lado é meio assustador por ter sido exatamente nesse período que me lesionei...


Equipe reunida para a famosa foto registro

 

Manú e Socorro num momento pra lá de romântico



Assim que encontrei meu pai, dei um abração: "É isso Miguel, muito bem, de volta à elite dos 55 minutos" E ele todo contente me contando como realizou a façanha de baixar 9 minutos. Merecidamente...corria todo santo dia lá no morro perto de casa....

Foi uma das melhores maçãs que já comi em toda a minha vida....rs....



Então, encontrei de novo a Vanessinha. É claro que não pude deixar de agradecer pelos conselhos segundos antes da largada. Foi minha gurú...Ela abri um sorrisão quando eu mostrei no relógio ainda registrado os 0:46:34..."Eu te disse..era para você estar na elite B há muito tempo"....

Agora era aguradar a premiação. Na etapa passada eu havia ficado em 4º lugar com o tempo de  0:48:45....Diminuindo mais de 2 minutos...podia esperar uma boa colocação.

Wandick, de camisa verde, 5º colcoado na categoria deficiente físico 

E enquanto isso, fotografava meu amigo Wandick, 5º colocado na categoria deficiente físico. Um exemplo verdadeiro de muita alegria e superação...É isso Wandick...!!!!!!! Enquanto uns reclamam e choram pitangas, outros sobem no pódio mostrando que não veio ao mundo a passeio.

 


Eis que anunciam a minha categoria. Manú estava a postos com a  máquina na mão. 5º lugar, 4º, 3º, 2º, 1º.Ups...Kd eu??? Não subí...rs....Fiquei em 6º lugar por exatos 33 segundos...Mas a foto foi registrada pra eu marcar os rostinhos novos...rs.....


Mas querem saber???? De verdade....Apesar da brincadeira do beicinho, não me importei. Fiquei tão mais feliz com o meu tempo baixando, minha meta alcançada surpreendentemente que o pódio ficou pequeno demais. Não sou dessas que fazem questão de subir sempre no pódio. Claro, a gente se esforça, dá de tudo para fazer uma boa prova...o pódio é consequência.

Este post não foi pra contar sobre  mais um pódio..este post foi pra falar que todo mundo consegue fazer o que deseja..basta querer. Quando a gente acha que chegou ao nosso limite...é justamente aí que começam as metas...Isso é o bacana. Isso é para mostrar que cada dia o corredor consegue se superar, basta ser disciplinado, querer com toda força alcançar o objetivo e isso implica correr na chuva,  frio, dormir cedo e até virar um pouco chato...É uma escolha...E eu fiz a minha....Agora dá licença que eu tenho que fazer isso....


AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!
EU CONSEGUÍ!!!!!!!!!!!!!!!!

PS.: Marcus, essa foi pra vc...rs!!!!!

14 comentários:

Fabiana Amorim disse...

Parabéns! eu fico até sem fôlego para ler! E isto me estimula a diminuir uns minutinhos... Terei uma corrida domingo ! Bem que queria ganhar de novo.. kkkk
bjs!

bora21.wordpress.com

DricaPeixoto disse...

Parabéns, parabéns! Eu saiba que encontraria essa notícia por aqui :D
Eu não tive a mesma sorte nesse final de semana, estava tão ruim que cheguei a pensar em desistir da prova, mas terminei no grito. E tanto treino para isso? Era só nisso que conseguia pensar. Mas faz parte.
Agora é fazer ainda melhor o dever de casa e entender onde foi que eu errei, entender se eu realmente errei ou se meu corpo não estava tendo um bom dia.

Mais uma vez, parabéns!

Marcus,Realengo disse...

Pô, eu tô ficando um velho (50 anos) chorão, vc me emocionou, principalmente pq estoua quase 1 ano, por causa de lesões, sem poder fazer o que mais gosto: correr.Seu post foi como um livro de suspense, cheguei a pensar que tivesse quebrado, mas foi com final feliz. Como já falei me identifico muito com vc pela sua competitividade e, vendo seu treinamento sabia que ías arrebentar. Só um conselho, se me permite: treine para o próximo 5km e depois diminua um pouco o volume e intensidade do treino para não correr risco de lesões. PARABÉNS.

Marcus,Realengo disse...

Desculpe o tamanho do comentário, me empolguei. rsrsrsrsrsr.

Janderson L. Cerqueira disse...

Parabens !!!

Isso me fez lembrar do meu tempo nos 10k... sempre treinei na academia (esteira) pra 50 min. Na segunda feira antes da prova fiz 50:58 e no sabado lembrei do Cesar Cielo (e aqui deixo uma dica pra vc) anote no papel o tempo "dos sonhos" assim só vc sabera se conseguiu ou não atingir o objetivo.

Meu tempo "dos sonhos" para os 10k da Tribuna era 48:50, um absurdo pra quem sempre treinou pra 50:00, e dia da prova todo aquele bla bla bla... passei com 24:10 no 5k e terminei com 48:34.

Sensação de dever cumprido, sei bem o que esta sentindo e mais uma vez quero deixar os parabens pela marca.

Continue nessa pegada que logo o vai detonar essa marca.

PARABENS !!!!!!

Luciane disse...

Marcus...

Primeiamente muito obrigada pelas palavras, sempre muito incentivadoras...Lembre-se sempre que é através destas palavras quie treino forte...Qto ao conselho..claaaaaaaaaaro que ireoi segui-lo...Hoje ainda descanso, e amanhã (quarta-feira) volto forte até o dia da prova (11/06). Depois disso, treinos de rodagens e pouca intensidade...morro de medo de lesões pois sei exatamente o que eu sofri em quase 3 meses afastada. A gente tem que saber exatamente quando avançar e quando parar...

E qto a sua lesão...muita calma...tudo passa...tudo passará...

abraços....

Luciane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gustavo Abade disse...

Parabéns pela prova e determinação. Curta o momento vc conseguiu!!
Parabéns pelo Blog

Corredora Pernambucana disse...

Parabéns!!
Superação é um lema na vida de nós corredores!
Nós nos subestimamos, qdo. achamos que podemos 20%, na verdade podemos 100%!
Fé em tudo que fazemos é o segredo. Acreditar e Treinar porconseguinte!
Bjãoooooo

Marcus,Realengo disse...

Olá! Não sei se vc já viu no blog do Jorge Ultramaratonista, minha história de corridas, se não viu e quiser dar uma olhada, faça uma visita ao blog dele e acesse no arquivo do blog "setembro de 2010", quando abrir vc clica "mostrar postagens mais antigas". Minha vida de corredor está alí. Abraços.

DricaPeixoto disse...

Lucy, muito obrigada :)
Só vou pensar novamente em abandonar uma prova quando as pernas falharem, e é preciso que as duas flahem ao mesmo tempo.
Essa prova foi dura, mas saí dali renovada.

Beijo enorme! Amanhã tenho treino, vou eliminar todos os meus fantasmas.

Ariane Frias disse...

Oi Lu !
Apesar de ser sua seguidora ainda não tinha me manifestado....
Eu li o post do "antes" e agora o do "depois" e, o que eu tenho a lhe dizer é : PARABÉNS !
Um dia vou ser como você ! rsrsrs.... Tá difícil....estou recomeçando mais uma vez, tô indo devagarinho e quando eu estiver "meia boca" eu me atrevo a aparecer nesse grupo de corrido !
grande beijo !

Luciana disse...

Lu vc arrasou, parabéns!!!

Bjs

Lu

Ingrid disse...

Lu... sua sapeca!!
Tua carinha nas fotos está d+!!!
Parabéns pelo tempo fantástico!
Puro orgulho!!
Estás muuuuiiiitoooooo bem!
Bjão