sexta-feira, 6 de março de 2009


UM MAU EXEMPLO???


Estava eu aqui, hoje, pela manhã, passeando pelos blogs, como faço sempre de costume, quando parei no blog do Bruno, do correndo na chuva. Lá, ouvi o podcast dele (algumas matérias não escritas, mas falada)...achei o máximo. No entanto, abriu-se uma discussão. Uma coisa eu aprendi na minha vida: ouvir. Aliás, é o que mais faço, já que sou advogada e acabo sendo um pouco psicóloga. Ouço, ouço... horas a fio...calada e só então, tenho um parecer. No podcast do Bruno não foi diferente, já que após 14 minutos (passou rapidinho, pois é bem legal mesmo), é que comecei a pensar.

O Bruno abriu uma discussão no tocante à criação de blogs. Até então, tudo bem..que venham...Todavia, blogueiros desinformados acabam postando matérias de forma equivocada ou mesmo acabam trazendo maus exemplos aos leitores e segundo as sábias palavras de nosso amigão: " O blog torna o assunto público, daí a origem da palavra publicar" Pois bem. E aí, alguns perguntam: E daí, o que que isso tem a ver?

Eu admito que não tenho sido um bom exemplo na comunidade dos blogueiros, muito embora, confesso que em nenhum momento tive a intenção de assim parecer. Todo mundo sabe (pelo menos os que acompanham meu blog), que domingo correrei a Meia Maratona de São Paulo. Todo mundo sabe também, que estou sentindo dores no tornozelo e ainda não sei se é ou não uma lesão, pois só irei ao médico na segunda-feira. Eu sei que isso é errado. Todo corredor sabe que é errado correr com dor. A Ana Maria do blog Maria sem frio nem casa, me enviou 2 e-mails pedindo cautela. A Cris Folgar, me chamou de louca. Outros descordaram de minha atitude, mas ainda assim me desejaram sorte.

Mais uma vez repito. È uma opção. Não quero com isso que todo mundo que acompanah meu blog sinta uma dor e continue correndo porque eu farei isso e talvez nada aconteça.

Há cerca de 4 anos atrás, comecei a sentir uma dor no joelho. Era muito forte, muito, muito forte mesmo. Eu não queria parar de correr, pois estava chegando os 10km da Tribuna (principal prova de 10km aqui na minha cidade com 15.000 corredores). Continuei a treinar assim mesmo. Me lembro de uma cena até hoje. 17:00hs. Eu estava correndo pela calçada da orla da praia, chorando, literalmente. Meus joelhos pareciam que estavam abrindo. Não parei. Poderia ter sido uma lesão grave? Sim, poderia, mas por sorte resolvi com musculação apenas, fortalecendo os joelhos. No entanto, por conta dessa irresponsabilidade eu poderia estar aqui, mas apenas como blogueira e não mais como corredora.

Outro exemplo? No dia 1 de janeiro deste ano, fui correr. Senti dores na parte de trás das coxas. Parei imediatamente. Não fui ao médico, mas fiquei 15 dias de repouso absoluto. Resolveu? Sim...Mas dessa vez, ainda não sei o que está acontecendo.. pode ser que não seja nada, mas pode ser que seja alguma lesão sim. No entanto, optei por correr, já fiz minha inscrição e parar deu lugar ao vamos ver o que acontece.

Mais uma vez... serei repetitiva. Não façam isso...Procurem um médico. Sei que é um contrasenso eu dizer isso e sair correndo 21km machucada, mas...Eu ia correr hoje, fazer o último longo, mas preferi me polpar... portanto.. quinta, sexta e sábado sem correr. Talvez melhore, talvez não.. isso é que vou ver...aliás, vamos ver...

Admiro muito o Bruno por suas opiniões, as respeito, mas não farei dela uma chave para dessitir de correr pelo menos domingo. Eu poderia esconder o fato de estar machucada aqui no blog. Apenas dizer que iria correr os 21km, que estava empolgada, mas qual seria a função de um blog? Não é contar sua vida, suas vitórias, seus fracassos, suas irresponsabilidade, como esta??? Prefiro que seja assim...que mesmo que me considerem um mau exemplo, seja assim...transparente e talvez quem sabe, que eu possa contar essa história com um final bacana... ou seja...sem lesões, sem ter tido que parar.

Portanto pessoal, acho que tenho a obrigação de me desculpar por ter um bog de corridas, correr há tanto tempo (14 anos) e ainda assim, na altura dos 32 anos cometer essa pequena loucura. No entanto, acho por bem, terminar o post de desabafo, com uma frase também da Ana do blog maria sem frio nem casa: Qual corredor nunca correu com dor????


18 comentários:

Cris Folgar disse...

Oi Lucy !!
Espero que vc não tenha ficado chateada comigo...simplesmente aproveitei a deixa da foto, e tb por gosto de brincar, sou assim!

Não te chamei de LOUCA pejorativamente, sei pelo seu perfil que é uma pessoa determinada - e acredito - que até pelo seus 14 anos de experiência de corrida, se fosse uma dor absurda, insuportável, você não correria - pois vc ama correr, não é ? - Não faria nada que pudesse te prejudicar, ou te deixar de "molho"...
resumindo, apesar do blog ser público, se eu pedir p os leitores latirem e "abanar os rabinhos" todos vão fazer ?! Ah! Fala sério !! Cada um sabe aonde o SEU CALO APERTA !
Continuo te desejando SORTE na Maratona e tenho certeza que dará TUDO CERTO !
Bjs e um FORTE ABRAÇO!

Cris Folgar disse...

Corrigindo "Latir e abanar o rabinho" rsrs...

Ana disse...

Lucy, ótimo post novamente.
Sei q sua intenção é esclarecer e vc fez isso mt bem.

Mas todos nós sabemos q a internet tá cheio de informações muitas vezes erradas e não confiáveis. Cada um tem q ter o discernimento de saber o q quer ler e fazer ou não. Afinal, temos o livre arbítrio p/ decidir nossas vidas.
Não acho que devemos nos sentir responsáveis por aquilo q escrevemos nas consequencias que poderão causar nas atitudes alheias, como vc mesmo disse, um blog se preza a mostrar a opniao de cada um. Cabe a quem lê, filtrar o q acha correto ou não.

De qq forma, parabéns pela atitude.

E uma ótima prova, s/ dores.

Jorge disse...

Lucy, realmente tudo que vc escreveu aqui vc tem razão concordo com vc, pois quando eu fiz a minha primeira corrida foi a meia maratona do Rio eu também estava sentindo dores e fiz assim mesmo.
Desejo a vc uma boa meia maratona, mais vá com cuidado hein.
Bom final de semana.

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

Carlos Lopes disse...

Ola Lucy

Magnifico post, palavras do coração. Não temos que dar satisfações da nossa vida, mas acabamos por partilhar com quem lê o nosso blogue. Para uns as palavras são doces , em outros ficam amargas. Boa prova no domingo.

Fabiana disse...

Lucy,muito bom o post te desejo boa prova e que vc vá ao médico e resolva essa sua duvida.

Bons Kms

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Miúda (permite-me tratar-te assim pois eu já sou uma quarentona):

um blogue é um espaço público (estamos a falar de um blogue público), e num blogue temos a responsabilidade que temos na Vida, nós somos "públicos". Tantos e tantos actos nossos estão aí, à vista dos outros. Em princípio, até e principalmente por nós próprios, tentamos fazer o melhor. Mas o melhor para mim não é o melhor para ti, e isto aplica-se a todos e a tudo! Um blogue não será mais que uma parte da nossa vida, da nossa postura, forma de pensar e agir. Um reflexo do que somos no nosso dia-a-dia. Aliás este tipo de blogue (o teu, o meu e milhares de outros) são como tu dizes: um espaço pessoal que é dado a conhecer, espaço pessoal esse onde a pessoa coloca seus pensamentos, acções, ideias e opiniões.

A dúvida que te assaltou, também algumas vezes já me visitou. Mas acabo sempre concluindo: o meu blogue é um diário, onde ponho tudo o que me apetece: treinos, provas, opiniões, vitórias, mas também medos, sonhos, esperanças, e por vezes há reflexos de sítios muito escondidos na minha alma! Deveria mantê-los escondidos? Mas por alma de quem? Gosto de escrever, realidade e sonho, e quem lê... quem lê... tem de ser responsável pela sua vida. Como eu o sou pela minha. Se faço bem, se faço mal, sofro ou ganho as consequências! Quem lê... deveria saber que LER (voltemos aos livros, este problema não é novo, já se passa/sempre passou com outro tipo de leitura que não os blogues) , dizia: quem lê tem de saber que não há bíblias para ninguém! As palavras escritas sairam da cabeça de um homem, nem certo nem errado, apenas são o fruto do seu pensamento/sentimento.Quem lê, que analise, estude, LEIA e tire suas próprias conclusões!

Assim são os blogues! Uma janela aberta onde milhares de pessoas se mostram! Os conteúdos serão responsáveis se a pessoa é responsável, quem lê é que decide... segue... não segue...

Luciane, não te preocupes com isso. És responsável, não te vejo incentivar ninguém a fazer nada errado, escreves com uma vivacidade e alegria contagiantes, e por favor continua a divulgar a corrida como tens feito até aqui. Já te sigo desde que te vi a correr com essa barriguinha de grávida! Continua miúda! Mostra teus sonhos, tua força, tua luta, teu poder e partilha tua alegria, e também as tuas tristezas se te apetecer!!

Um blogue como o teu é um hino à corrida, à Mulher e à Vida!

Não o alteres por favor! Continua a ser TU!

Um beijinho deste lado do Atlãntico, e sabes... no fundo queria era estar aí para fazer essa Meia Maratona! Vai-te correr bem! Depois... trata-te, eu sei que vais tratar, mas compreendo-te perfeitamente, acredita! Força!

Ana Pereira

Bruno Thomaz disse...

Lucy
o seu caso é diferente do que eu me referi, pois você em inumeras oportunidades trouxe a importância de se consultar um médico, nos trouxe relato de suas paradas para recuperar-se de dores, etc. O caso que eu me referi especificamente no podcast é um blog novo que surgiu por uma pessoa que mal escrever sabe. Depois te mostro qual pelo msn ok? Não quero e também não desejo que você deixe de expressar o que sente ou o que pensa, afinal você usa o seu blog justamente para isso.

Conversaremos mais tarde pelo MSN, beijos.

Rodrigo disse...

Eu também já corri com dor e também já me machuquei duas vezes (tendinite).
Claro que se eu leio em algum blog que o autor está sentindo dores, obviamente que aconselharia repouso e ir no médico, como mandam os especialistas.
Infelizmente, somos quase sempre vítimas da velha história do "faça o que digo e não faça o que faço".
De todo o jeito, boa sorte na meia maratona :-)

Fernando Andrade. disse...

Gostei do que li, Luciane e não vi nisso nada de mau exemplo, pois não é nossa função julgar o que está certo ou errado. Cada um poderá sempre pedir conselhos, mas só os segue se quiser e ninguém tem nada com isso. A vontade própria (gostei mais do "livre arbítrio", mas para não usar novamente a expressão) é que determina a nossa atitude.
Coisa chata é sabermos que não "devemos" e vir alguém "repisar" com isso, quando estamos fartos de saber, mas o nosso "querer" vai no sentido contrário.
E quanto ao partilhar connosco a sua preocupação (mesmo sabendo que "choveriam os bons conselhos") considero de uma grande "honestidade intelectual" (como diria o nosso amigo Zen, numa expressão feliz que registei).
Por outro lado e como disse F.Pessoa no Poema em Linha Recta, cansado de ouvir só virtuosas qualidades : "estou farto de semi-deuses".
Beijinho Luciane e uma boa Meia Maratona.

joaquim adelino disse...

Mantenha viva essa chama de vida e de alegria que nos contagia.
Foi assim que a conheci, é assim que quero continuar, fale e nós cá estamos para a acompanhar e para conviver consigo.
um beijinho.

Pati Gomes disse...

Oi, Lucy!
Concordo com o que a Cris disse: acho que cada um sabe quando realmente é algo sério, ou quando dá para aguentar.
Agora, quero é desejar uma excelente prova para você!!!!
Grande abraço!

Anônimo disse...

Olá,
Parabéns pelo Blog!!!
Cada um sabe onde o sapato aperta, e se conselho fosse bom não era soprado aos ventos.

Com 14 anos de corridas, você está mais que capacitada para saber qual e quanta dor é suportável e por quanto tempo.

Faça uma ótima Meia domingo!!! BOA PROVA!

Colucci

Rick Jones disse...

Boa sorte na meia e essa dorzinha não será nada !!!
http://runningbrazil.blogspot.com

Gentil Jorge Alves Junior disse...

Lucy,
a verdade é que correr dói. Lendo seu post , hoje eu corri 56 km com dor. Doia tudo. Do cabelo a unha do dedão...(pelo menos do dedão que eu ainda tenho unha...rs) Mas é isso mesmo! Quem nunca correu com dor que atire o primeiro tenis. E falo como médico que sou: correr dói!
Boa sorte amanha!
www.ultramaratonista.com

Paulo disse...

Como sempre um BAITA post Lucy, gostei bastante, no mais, boa sorte!
E Boa Prova!!

Abração

Paulinho Stone
www.paulinhostone.blogspot.com

Eduardo Acacio disse...

Show de Bola !!!
Creio que estamos em busca do algo mais ... e sempre estaremos mesmo com aquela dorzinha chata que teima em não ir embora.. eu mesmo já corri Resfriado, com lesão na coxa, inflação no tendão de aquiles e por ai vai ... mas não parei ... quero passar as pessoas em meu blog que a determinação é tudo mas com um leve toque de loucura ...

Beijos e Parabéns !!!

Mayumi disse...

Ops! Que post! Rsrs. Pois é, estes são os nossos cantinhos de desabafo e divertimento! Boa recuperação! Bjs.