segunda-feira, 9 de março de 2009

VOCÊ FOI O ESCOLHIDO...

Saudações queridos leitores e amigos... aliás, mais amigos do que leitores vai...rs...Hoje é dia...hoje é dia...lalalala...O Garfield que me perdoe e não me ouça, mas amo segunda-feira. E sabem por que?? Simples...é dia de VOCÊ FOI O ESCOLHIDO. Na semana passada, O Carlos Lopes nos contou um pouquinho de sua trajetória no mundo das corridas. Lá de Portugal, ele provou que correr, não importa onde estejamos, é muuuuuuuito bom. A viagem ao país de Carlos foi tão boa, que decidi continuar por lá, pois nosso entrevistado da semana também é um corredor português, ora pois pois...rs...Estamos falando de Joaquim Avelino do blog


1) Quando e por que vc começou a correr?

A minha primeira corrida aconteceu porque fui obrigado a correr. Tinha 20 anos mas queria ser Pára-Quedista, então nas provas de acesso tinha de correr 1500 metros à volta da pista com os outros 30 candidatos e sem saber como, fiquei em 1º lugar, acabando por ser selecionado com a ajuda da corrida. mas como eu vinha do futebol a minha actividade como corredor começou e acabou ali.Mais tarde e já quando tinha 39 anos voltei por força dos meus filhos, a Susana com 7 anos e o Hugo com 12 (ambos já andavam no Atletismo) e com um grupo de amigos formámos um Clube só para a prática do Atletismo e tornei-me, para além de dirigente, fui treinador e também praticante. Daí para cá nunca mais parei.


2) E aidéia de criar um blog veio quando? De onde surgiu o nome pára que não para?

Eu deixei a vida activa de funcionário público vai fazer 2 anos em Maio próximo devido a uma doença grave, fui operado e felizmente acabei por superar e vencer a doença, daí para cá e porque tinha mais disponibilidade, comecei a acompanhar mais de perto tudo o que se passava com a corrida. Como a Susana tinha um blogue, o Espraiar http://susanaadelino.blogspot.com/ , eu ia seguindo com bastante interesse o que ela lá ia fazendo, foi então que eu dicidi criar o meu próprio blogue. Foi no dia 18 de Julho de 2008, porquê? A minha situação de Aposentado obriga-me (por imposição própria) a estar activo, os treinos e as competições já preenchiam uma parte dessa necessidade mas não era suficiente, a criação do blogue veio preencher esse vazio. Para além de memorizar uma das paixões da minha vida, veio permitir também descobrir uma coisa nova que são os amigos da blogosfera, actuais e virtuais, com quem me relaciono humildemente muito bem. O nome "Pára que não pára" surge inspirado numa das paixões da minha vida, que foi ter sito Pára-quedista, daí o nome inicial aliado a esta mania que eu tenho de nunca estar parado.



Meia Maratona da Marinha Grande com o tempo de 1,16h. (melhor tempo na distância) à precisamente 18 anos atrás, tinha eu na altura 42 anos.


3) Paraquedista...espírito aventureiro. Não tem vontade de encarar uma corrida de aventura, com muito mato, lama, pedras? Em Caso negativo, por que?

Num conjunto de 5 irmãos, 4 foram pára-quedistas, por isso sempre fui um apaixonado pela aventura (o que acabou por me levar à guerra colonial em 1969). mas paixão pela corrida só começou por volta dos 40 anos. Nunca fui tentado nessa altura para provas de aventura. Vivemos uma ditadura de 48 anos que terminou em 1974 e foi a partir daí que se deu a explosão das provas de estrada aqui em Portugal. Hoje já se fazem algumas provas de aventura por aqui, mas apesar de eu gostar da natureza já não estou para aí virado.

4) Normalmente no meio das provas, você corre para pegar o da frente ou para escapar do de trás...rs...?

A maior parte das provas que eu faço são para me divertir, por isso muitas vezes faço-me acompanhar da máquina fotográfica para ir registando coisas interessantes que vamos observando, aí eu não me encomodo com quem vai atrás ou à frente, agora aí tem outras como as que fazem parte do Troféu do Município de Loures, aí tem de haver luta. Mas é uma luta muito saudável, é por isso que eu nestas provas corro para pegar o da frente, e tenho até aí um cara muito meu amigo, mais velho 4 anos que eu não consigo chegar, eu tento mas não dá. No fim damos um abraço.

5) Para você, a melhor sensação é ouvir o "fuóóóó" da largada ou havistar o cronômetro da chegada? Por que?

Um amante das corridas gosta de estar envolvido nas multidões de corredores, é ali que se respira a pureza e o simbolismo da arte de bem viver envolvido num mar de sensações de prazer e bem estar. Depois da partida o meu único objectivo é correr e desfrutar esse prazer, tem provas que olho para o cronómetro e só quero chegar, mas tem outras (e são a maioria) que não tenho pressa de chegar e essas são sempre as melhores.

6) vamos fazer um ping pong rápido, ok?

a) correr sozinho ou acompanhado? Nas competições, sozinho.
b) com música ou sem música? sem música
c) na areia ou no asfalto? No asfalto
d) em subida ou plano? Plano
e) no frio ou no calor? Frio


eu e os meus dois filhos


7) Você acha que a corrida de alguma forma mudou a sua vida? Por que?

Há 20 anos quando comecei a correr pesava 78 kg. mais 10 do que devia, ao fim de 1 ano eu já pesava 64 kg. e já conseguia correr abaixo dos 4 minutos por km. Para além de correr tinha outra paixão que era andar perto dos meus filhos e ajudar a encaminhá-los, quer nas corridas quer para a vida. hoje passados que são estes 20 anos sinto-me recompensado, 2 maravilhosos filhos, sem vícios e bem encaminhados para a sua vida. A corrida e todo o seu envolvimento contribuiram para eu hoje me sentir um homem tranquilo, com saúde e um grande bem estar, comigo e com os outros.


8) Já sofreu alguma lesão devido á prática da corrida? Qual? Como foi o tratamento?

As únicas lesões que eu tive foram entorses nos pés com alguma gravidade, os tratamentos forem sempre feitos à base de "mézinhas" (dicas que ia ouvindo) gêlo, pomada, anti-inflamatório, etç. O pior é que isto nunca se curava a 100% e hoje as consequências disso ainda cá andam. É por isso que eu digo sempre quando as lesões aparecem têm sempre de ser bem curadas, senão mais tarde sofremos por causa disso. Vejam o meu exemplo, já passei por isso e agora que já cheguei estou sentindo os erros que cometi.


9) Tem vontade de correr aqui no Brasil? Está se programando para isso algum dia?

Vontade quem não tem? O sonho eu tenho, concretizar é que é complicado. Um dia se puder eu vou, não tenha dúvidas.


10) Há atletas que sofem ao trocar de tênis. Criam um laço tão grande com os velhinhos que há os que digam que o rendimento cai consideravelmente quando usam tênis novos. Você é desses que preferem um tênis surrado?

Não sei porquê mas eu tenho um grande respeito pelos ténis que uso nas corridas. Só os deito fora quando descolam ou se desgastam por baixo ou na parte de fora do calcanhar. Nas corridas prefiro o ténis muito usado. Agora eu tenho uma dúvida, alguns problemas constantes de dor no gémeos, na canela ou nas articulações dos pés deverão ser causadas pelo uso dos mesmos ténis durante muito tempo, gostava que alguém me esclarecesse esta dúvida.

11) Você corre visando resultados, ou qualidade de vida?

Em primeiro lugar a qualidade de vida, (ás vezes esqueço-me desse pormenor) a base dos treinos é sempre feito ao ritmo de manutenção, raramente faço treinos específicos de intensidade, exactamente a pensar em não estragar a vontade e o prazer de correr. Nas competições é que existe um misto das duas coisas, mas vou ter de optar rapidamente só pela 2ª hipótese.



Com Daniel,companheiro de Susana


12) Qual a corrida que você mais gostou de participar? E aquela que você não morre sem correr?


A Meia-Maratona de Sevilha, aqui na vizinha Espanha, para lá chegar temos de viajar cerca de 600km e já conto 6 presenças nessa prova. Ainda à poucos dias falava com a Rosa Mota, acerca da S. Silvestre de S.Paulo que ela ganhou durante algumas edições e me dizia que era uma prova que lhe impunha muito respeito, pela qualidade e pela multidão que era assustadora. Pois é minha amiga, era essa que eu um dia gostaria de fazer, vou sonhando.


13) Aqui no Brasil, há uma corrida em que os atletas a cada 2km ingerem cerveja.. Vence aquele que cruzar a linha de chegada em, pé. Você não acha esse tipo d eprova um contransenso, já que esporte está ligado à vida saudável e não à bebidas alcólicas?

Considero um perfeito disparate, mas os atletas/corredores de bom senso de certeza que dispensam bem esse tipo de hidratação em competição ou então pura e simplesmente ignoram. Nós também temos aqui uma prova desse tipo, a única diferença é que o abastecimento é com vinho moscatel, existindo sempre em alternativa a água. E olhe que existem muitos que preferem o vinho.


14) Você se considera um corredor disciplinado, daqueles que fazem planilhas, se alimentam muito bem, vai ao médico com frequência...?

A minha disciplina advém do gosto pela corrida, não uso plano de treinos (planilha) porque gosto de planear o meu treino no dia a dia, isto não significa anarquia porque os objectivos quando estão traçados eu procuro treinar para enfrentar esses desafios. Mas eu aconselho sempre, todos devem treinar com plano de treinos, para além da disciplina que está sempre presente a orientação do treino deve ser sempre feita por alguém experiente e com saber. Ao contrário de muitos, eu não tenho grandes cuidados na alimentação, apenas evito carnes gordas e vermelhas, de resto sou um bom garfo e depois confio na queima dos resíduos nefastos durante aquela horinha diária que dedicamos à corrida. Falando de médico eu tinha consulta todos os anos, por imposição do serviço, agora após a Aposentação já não tenho. Obrigado por me lembrar.

15) Complete a frase: Não dá para correr se.....

Não dá para correr... se não tiver vontade, se tiver lesão ou qualquer dor, se tiver problema intestinal e e não tiver como resolver o problema,(o que acontece muitas vezes). Falei, mas isto nunca aconteceu comigo, deixa para lá.


16) Um ídolo no atletismo?

Eu tenho 3, Carlos Lopes, Rosa Mota e... Susana Adelino.



em plena corrida

17) O que te faria desistir de correr?

Enquanto tiver saúde e me puder movimentar não existe nada que me possa impedir de correr.


18) Diga em forma de propaganda (tentando convencer todos os blogueiros), um lugar na sua cidade ou país, que seja muito bom correr.

Caros amigos que comigo, e também sem mim, que navegam por aqui, convído-os e por vosso intermédio os vossos amigos a participarem na Meia Maratona de Lisboa no próximo dia 22 de Março de 2009 em Lisboa. Trata-se de um percurso espectacular e onde participarão cerca de 30.000 corredores, atravessaremos a Ponte 25 de Abril com uma linda vista sobre Lisboa e o azul brilhante do rio Rio Tejo ali sob os olhares a nossos pés e a perder-se no horizonte. No final amigos blogueiros, aproveitando o "robusto" saco do farnel oferecido após o final da prova, podemos acampar no maravilhoso Parque do Monsanto, e enquanto almoçamos podemos confraternizar e estreitar os laços de amizade que nos une neste mundo maravilhoso da blogosfera.


19) Como é a sua rotina de treinos?

Como o Parque Urbano onde treinamos fica a 1,5km de minha casa eu tenho de ir de viatura para lá, pode parecer estranho mas é simples de explicar, tem 1km de subida (bem dura) e depois podemos ter banho de água quente no final do treino, gratuito. Então a rotina diária: O treino começa todos os dias ás 5h. da tarde ainda com algum sol, existe um grupo de atletas que se vai formando no local da partida e à hora marcada todos vão correr. De início vão todos juntos mas passado pouco tempo a selecção de valores vai-se separando, eu por norma acabo por ficar sempre para último e sozinho, mas como já faz parte da rotina lido muito bem com isso. Com a cavaqueira no final dos treinos e o banho retemperador estamos prontos para no dia seguinte reiniciar tudo de novo.


20) Tem algum ritual antes da prova?

Não, a não ser o ritual de preparação que é obrigatório fazer antes de cada prova.


21) Um conselho para quem começou a correr agora ou quer começar a correr.

Se não tem experiência e é a primeira vez que corre eu pergunto-lhe o porquê de querer começar a correr. Só depois é que eu me sinto capaz de dar alguns conselhos, e existe um que todos sabem dar, ir a um médico e explicar-lhe porquê. Então ele tem que se motivar para ir, porque aqui é muito difícil arranjar consulta, e então não vão. Depois aconselho quais são as fases do treino que tem de fazer e de forma progressiva. Nesta fase do treino devem andar o mais possível em terreno plano e evitar subidas e descidas. Não queiram queimar etapas, como por exemplo fazer treinos em subidas com um grau de inclinação elevado, treinar em escadas ou em esteira com ritmos elevados, correr acompanhado, se possível com corredores com alguma experiência, se sentir alguma dor por efeito directo da corrida deve parar de imediato e aconselhar-se sobre o problema. tudo tem um tempo e o seu dia há-de chegar.


Gente, você acrditam que o Joaquim me disse que achava que ele ele falou demais e que ninguém leria além de sua filha? Vamos combinar, o cara é bom...tem bagagem e muita história para contar...
Joaquim...ficou ótimo. Tenho que agradecer por voce ter me dado a honra de tê-lo aqui nesse humilde espaço...Com certeza ganhaste muitos fãs viu...rs...


Ps.: Gente hoje vou ao médico depois das 13:00hs... Contarei tudinho para vocês de como foi a prova, como foi no médico.. aguardem....

12 comentários:

Eduardo Acacio disse...

Ótima entrevista ... Parabéns ...!!!
Sempre inovando!!!

Abraços !!!

Carlos Lopes disse...

Pela conversa, dois profissionais, a conversar. adorei

Ana disse...

mt boa a entrevista Lucy...
e Parabéns ao Joaquim!

AMALI disse...

parabens a entrevistadora e entrevistado
sempre motivadores ambos
besos cariñosos
amalia

Mark Velhote disse...

Olá,

Sem qualquer menosprezo para os entrevistados anteriores o Joaquim (Adelino e não Avelino,se me permitem a correcção) deu show de bola!

Resta agradecer à Lucy esta entrevista porque fiquei a conhecer melhor o nosso grande Amigo Joaquim que considero, a par do Luís Mota, duas pessoas que contribuem à sua maneira e através dos seus blogs, para a evolução do atletismo em Portugal, dando também semanalmente exemplos de amizade e companheirismo!

Daqui envio 1 Abraço para os dois

Jorge disse...

Lucy, boa a escolha hein, parabéns amiga por trazer a história de vida do nosso amigo Joaquim Avelino. Até percebi aqui nos seus relatos o seguinte a cada 2ª feira que vc conta a história de um corredor vc faz a diferente, vc não repete as mesmas perguntas e a diferença está aí, daí as entrevistas não ficam chata.

Joaquim vc é um exemplo de vida tem muito a nos ensinar que vc continue firme e forte nos alimentando com boas informações, vc tem uma linda familia e que legal que eles estão também no esporte, quanto ao seu sonho de vir correr aqui no Brasil estamos te aguardando camarada.
Quanto a sua dúvida sobre tênis será que vc está usando mesmo os de suas passadas, vc já fez o teste da pisada se não eu te aconselho a fazer meu amigo.
PARABÉNS!!!


JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

Susana disse...

Obrigada luciana pela publicação desta entrevista que fez ao meu pai.
Sei que fãs não lhe faltam e eu sou uma fã dele e isso o meu pai sabe!
Obrigada pelos comentários a todos!
beijos
Susana Adelino

Xampa disse...

carlos, escolhestes muito bem.
ótima conversa e foi muito bom conhecer o adelino.
abs a todos de portugal.

Luís RunnerOne disse...

Muito legal o seu blog. Eu até adicionei na minha lista de Blogs Correria.

visite http://diasdetreino.blogspot.com/

abs.

Anônimo disse...

Luciane
conheço o Joaquim há menos de uma mas logo percebi a pessoa boa qe ele é, claro também um atleta que tem 4 maratonas corridas e uma com um tempo muito bom, 2h50 ou perto disso.
Continuação de boas corridas,
O homem que corre (Portugal)

BritoRunner disse...

Olá Luciane

Em primeiro obrigado pela visita ao meu blog e pelo post.

Conheci o Joaquim Adelino, primeiro pelo seu blog e depois já tivemos o prazer de correr algumas vezes juntos, em provas e não só. Amanhã dia 15 de Março irei estar com ele nos 15km da corrida das Lezírias, que se realiza em Vila Franca de Xira, uma prova que decorre junto ao Rio Tejo num percurso maioritariamente em terra batida.
Bem o Adelino virou famoso....lol...rssssssss, vou pedir um autografo :D

JCBrito

...tuttA... disse...

Lucy, meus parabéns por esta lindíssima entrevista com o Joaquim.
Ficou sensacional, aliás, todas as entrevistas que vc faz com os blogueiros/corredores, ficam nota 10.
Dê os meus parabéns também para o Joaquim.

Valeu amiga.
Bjinhus paranaenses.


...tutta...
ubiratã-pr.
www.correndocorridas.blogspot.com