segunda-feira, 22 de junho de 2009

BIP BIP...

Sabadão. Normalmente seria um dia de descanso. O frio não deu lugar a um sol gostoso. Bom sinal. Às 16:00hrs eu e meu marido passamos para pegar o Clayton. Destino: Bertioga. Objetivo...pelo menos o meu..ganhar!

No caminho, meu meu marido se empolgou no papo sobre corridas. Era a primeira prova dele (5k) depois de muitos anos de sedentarismo. Sim, consegui essa proeza...arrancá-lo das garras do sofá, da cama...rs...Ele parecia estar gostando daquela conversa. No meio do caminho, me calei. Quando meu marido me indagou sobre o por quê do silêncio, riu da minha resposta: "Estou me concentrando". Ele não tinha a noção da importância que era aquela etapa para mim. E não por um motivo e sim, por muitos: era a mais difícil de todas, já que o nível das corredoras era mais forte, era a 1a prova em que eu testaria a minha planilha de treinos, era de noite e eu estava acostumada a treinar de dia...Talvez fosse isso, ele não tinha mesmo noção.

Chegamos lá por volta das 17:00 mais ou menos. Pegamos o kit e para a surpresa da ala masculina a camisa era ....PINK!!!! Essa mereceu foto...


O Clayton não correu com ela, mas meu marido, como trouxe somente uma camisa e ele a colocaria depois da prova, teve mesmo que correr de rosinha...rs...Vez ou outra alguém falava: Parada gay foi na semana passada"!....kkkkkkkkkk. Eu gostei!

Passei boa parte da semana analisando minhas concorrentes. Não sabia quem elas eram exatamente, com exceção de algumas que sempre participam. Sabia sim, o tempo d ecada uma delas e tinha a certeza de que seria uma batalha boa. Rubia Sanchez ficaria em 1º lugar, isso era fato, eu acreditava que poderia brigar por uma terceira ou quarta posição. Estava claro na minha cabeça e tudo que eu tinha a fazer por enquanto era aquecer.

Fiz um aquecimento daqueles...alonga aqui, alonga ali...Fui para a fita da largada. Tentava olhar ao lado e tentar achar alguma menina que pudesse ser da minha categoria, muito embora essa coisa d etentar acertar quem é quem nunca dá certo. Tá aí o exemploda menina de abóbora lembram? que deu deixei passar achando que não era da minha categoria...

Rezei, beijei o escapulário, ouvi o fuóóó...diasparei! Sapi com todo gás possível. Na placa do k2 olhei para o relógio: 9:22...opa... tava bom.. eu só tinha que manter, não fosse um detalhe: Josefa de minha categoria, passa por mim como um foguete. Nesse momento um enorme desânimo se abateu sobre mim. Josefa era uma canditada forte (aliás sempre me venceu), todavia de uns tempos para cá e inclusive na última etapa do circuito havia perdido para mim...Não era possível ela estar tão bem assim logo no começo de prova. E minha planilha de treino da Tropa de Elite...sofri tanto para nada? No entanto, achei melhor correr e lutar pelo...sei lá...4º ou 5º lugar mesmo...

Era um deserto. Passados os 2k, só se ouvia passadas de tênis, mais nada..nem um morceguinho, nem alguém assobiando...nada. Se bem que na minha opinião, não há nada melhor do que barulho de passada no asfalto e cheiro de tênis...rs...eu amo.

Na esquina, podia-se ver o posto d água e o caminho de tochas. Era a 1a entrada para a areia. Quando pulei na areia, ao contrário do que eu pensei, pisava em pluma. Isso geralmente acontece 1 vez em cada 10 corridas...Acho que alguma coisa poderia mudar. Num breu de dar medo, acelerei. Embora a praia não estivesse tão lisinha, consegui impor um ritmo bom e não pulei nenhuma valeta...preferi enfiar tênis e tudo na água...dane-se, pelo menos não quebro nenhum membro já precisaria deles todos inteiros pelos p´roximos minutos.

Menos de 3 minutos após a entrada na areia, avisto Josefa e outra menina também da equipe SEMES de Cubatão. Eu não podia acreditar no que eu estava vendo. Aumentei o ritmo, grudei. Era ela mesmo. E o melhor cansada. Pudia ver as pernas dela meio cambaleando. Seu ritmo era outro bem diferente. Pensei: "O fraco dela é a areia, é aqui que eu pego ela". Ao invés de ultrapassá-la bem ao seu lado, enquanto ela corria beirando a praia, fui pelo outro lado, assim, ela não me veria ultrapassando-a e não travaria um mano a mano tão cedo. Era o k3. Quandoa tinha ultrapassado, aparecí em sua frente e agora sim, fiz questão de que ela me visse e forçasse o ritmo, assim, ficaria mais cansada e quando subisse ao asfalto...já era... abriria uma grande vantagem sobre ela. Logo à frente, um cheiro forte de fumaça, faria com que a outra atleta da SEMES encerrasse a sua prova. Estratégia perfeita a minha, subi para o asfato sem mais ouvir passadas da Josefa atrás de mim. Opa...estaria então em 3º lugar? Continuei...Estava levinha e quando desci novamente para a areia no k7,5, parti para o tudo ou nada. Estava cansada, mas nem tanto...Em outras provas, certamente estaria travando um duelo comigo mesma. Naquele momento eu só queria passar uma mulher à minha frente. Essa não era mesmo da minha categoria, mas com um ritmo forte que estava impondo me ajudaria a vencer aquelas que realmente poderia ameaçar meu pódio. A partir de então comecei a repetir: "Retas progressivas, retas progressivas, retas progressivas"...Coisa de doido? Que nada, retas progressivas eram tiros de 100m que eu dava depois de treinos exaustivos. Agora elas mostrariam se serviram só para me cansar nos treinos ou se me ajudariam.

Na última etapa meu tempo foi de 0:48:58. Depois que comecei a seguir a planilha de treinos, o objetivo era baixar para 45 ao final de 2 meses de treinamento. Eu estav ainda na 2a semana, portanto, chegar na casa dos 47min seria um lucro muito além do esperado. Eu podia ver as tochas lá embaixo, mas também comecei a ouvir passos atrás de mim. Eu não estava tão sozinha quanto pensei. Sem olhar para trás e também nem preciso foi, ouvi alguém dizer: "Vai amiga". Era uma mulher! Era uma mulher e podia ser Josefa, podia ser maria, podia ser o Diabo que fosse, mas que não ia passar mais ninguém ali, não ia. A moça da frente acelerou, eu fui no vácuo...faltava pouco...ela também não queria perder uma posição...não abriu. Faltavam poucos metros...100 talvez...sprint final...não dava.. areia totalmente fofa. Queria enxergar o relógio, não conseguia. A quantas eu estava? Vai saber... corre aí minha filha comecei a falar...enfim, um clarão...enfim,...a chegada...por um segundo não passei a mocinha da frente...agora também pouco importava... era quebra de recorde pessoal. Aliás, era o recorde pessoal virando poeira....0:46:05....Eu não tava acreditando naquilo. Meu marido, Manú e Clayton me esperavam. Olhei para trás, 20 segundos depois chega Josefa. Meu coração saltitava de tanta alegria...jamais imaginei quebrar meu recorde pessoal baixando tanto o meu tempo. Eu tinha chances....era só esperar....Clayton fez um ótimo tempo na casa dos 36... Meu marido correu ao lado de Manú e embora os dois terminassem na casa dos 27, meu marido ainda arriscou um sprint final chegando poucos segundos na frente do parceiro...é competição no sangue!

Feliz, fui para trocar a roupa e passei a ouvir comentários no banheiro. "O percurso tava bom, o ritmo do pessoal tava forte, aliás todo ano essa prova é sempre a mais forte". Então tá...eu também me senti mais forte....Coloquei minha roupinha...rs...e parti para o que eu também amo fazer....tirar fotos...

Enquanto o resultado não saía, o Quarteto Fantástico garantia boas risadas. A organização ofereceu um kit com gatorade, barrinha de cereal, mas também tinha caldinho de feijão e bolo de chocolate. Eu, Manú e Cássio (meu marido) nos atracamos no bolo, que vamos combinar, era tão pequeninho que não tapava o buraco dos dentes. Pelo esforço...meu marido ganhou bolo na boquinha...rs...

e Clayton foi mais audacioso...rs...já que optou pelo caldinho de feijão....Tem mesmo que se alimenta né...afinal de contas, no dia seguinte, pela manhã correríamos o Campeonato Santista...e dale força!!!!

De repente um vuco vuco de pessoas. A listagem saiu. Clayton era o maior de todos e eu a menorzinha...Jamais conseguiria ver minha colocação...Era um povo sem noção...via o dele e queria ver o do cara do lado, o do vizinho, o do avó...tava f...Me afastei da listagem.. não dava mesmo pra chegar. Eu estava morta pra saber se havia pegado em 3º ou 4º....De repente Clayton trouxe o resultado ....Eu não havia ficado em 5º nem em 4º...portanto...havia sido melhor do que eu achava no começo. Mas também não havia chegado em 2º nem 3º... kkkkkkkkkkkkkk.....1º lugar na categoria 30-34....8º na geral....Aha, uhu...a liderança é nossa... aha uhu a liderança é nossa!

Caracas.... e nessa história kd a Rúbia, a corredora que eu tinha certeza absoluta que chegaria em 1º lugar? Ela estava em 2º com um tempo de 0:46:25 seguida de Josefa com 0:46:29... Ambas baforavam no meu cangote...rs...mas mais uma vez...felizmente deu tudo certo e a liderança isolada continua em minhas mãos....Realmente o pódio foi bem difícil para as 3 primeiras colocadas, já que na última etapa subiu ao pódio a 5a colcoada com 01:01:36..tempo alto....Nessa atapa com esse tempo, a colocação caiu para 10a...portanto, realmente uma etapa dura...

Clayton não pegou pódio, muito embora com um tempo de 36 alto....

Cansada, ejá pensando na prova do outro dia, apesar de saber que correria só para cumprir a tabela, o pódio não chegava nunca mais. Anunciavam todas as categorias, menos a minha. Eu queria também saber quem era a Rúbia...pw....rs...

Ás vezes ainda pensava no meu tempo...talvez nunca mais repitisse isso na vida...talvez...conseguisse chegar na casa dos 45 se chegasse ao final da planilha...Enfim... o pódio..



Rúbia teria sua identidade desvendada...rs...e digo mais teve uma atitude muito bonita me dando parabéns....Gostei dela...mas ainda não entendi como consegui a façanha de vencê-la.....Seria um desses mistérios que só planilhas da Tropa de Elite conseguem explicar? rs....

Finalmente caminho da roça...Chegamos em casa por volta das 22:00hrs. A pizza já estava a espera e João meu filho indicava que dormiria logo... no entanto...fiquei brincando de homem aranha até 0:00....rs...ser mãe é isso....ou tá achando que a vida é só subir no pódio?????

6 HORAS E MEIA DEPOIS....

7 comentários:

Anderson Consenzo disse...

Parabens, Lucy! Não tem preço superar-se.
Depois me passa a metodologia dessa planilha de treino. :O)

Abraço

satrijoe disse...

Parabéns pelo ótimo resultado.

A tropa de elite correu junto com vc! (ou será que foi atrás? hahaha)

Vc daria uma boa técnica tb. Cheia de estratégias! rs

Bons treinos.

Pati Gomes disse...

Oi, Lucy!

Faz um tempinho que não deixo recadinhos aqui, mas agora tenho só que te reverenciar: menina, você voou!!! Parabéns!!!!

Grande abraço!

Regis..."amocorrer" disse...

parabéns..show...

Carlos Lopes disse...

Parabens

Maratona das Cataratas do Iguaçu disse...

Esperamos vocês aqui na 3ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu. Detalhe: faltam poucos dias. As inscrições encerram no próximo dia 30 de junho. É bom acelerar o passo, pois as vagas são limitadas. Ainda dá tempo de garantir sua inscrição e correr em um dos maiores santuários da natureza.


Mais info
SITE OFICIAL - meiamaratonadascataratas.com.br

...tuttA... disse...

Parabéns Luci.
Você tem um grnade potencial e tá levando o atletismo muito a sério.
Já pensou em se dedicar exclusivamente ele?
Com sua força de vontade você vai muito longe menina.
Continue sempre firme, forte e confiante assim, tá bom?
BjinhUs pra ti.

---> tutta <---
ubiratã-pr.
www.correndocorridas.blogspot.com