quarta-feira, 6 de junho de 2012

PESQUISAS REVELAM: CORRER NÃO DETONA O JOELHO


Fato é que sempre um artigo que fale que a corrida é um ótimo esporte, porém...E aí é que tá...esse porém acaba metralhando a gente. Ora é que prejudica as costas, ora, traz radicais livres, ora são os joelhos que podem simplesmente ir para o saco!

Porém, temos novidades!

Acabou o fantasma de que a corrida é sinônimo de lesão no joelho.Um estudo da Universidade de Stanford comprova que a prática regular do esporte faz com que os joelhos se acostumem aos movimentos da corrida.

Os cientistas acompanharam por 20 anos grupos de corredores de longa distância e não corredores. Na ocasião, 6,7% dos corredores apresentavam algum sinal de artrite leve no joelho. Para surpresa dos cientistas, passados 20 anos, o grupo de não corredores 10% deles mostrou uma incidência maior de alterações associadas à artrite severa no joelho contra 2% do grupo dos corredores. E só 20% dos corredores apresentaram algum tipo de sinal de artrite. Entre os não corredores o percentual foi de 32%.

Para os especialistas, o segredo é manter a musculatura das pernas forte para garantir boa sustentação (musculação e pilates são aliados) e cuidar da postura.

Eu cuido bem dos joelhinhos. Musculação é essencial. Séries na cadeira extensora com muito cuidado. Até porque o lema aqui é: CORRER BEM PRA CORRER SEMPRE!

6 comentários:

Helena - Floripa/SC disse...

O fortalecimento muscular garante uma vida saudável e duradoura. E manter a corrida como exercício dá bem estar e motivação pra viver. Bora treinar!!
Um beijo,
Helena
correndodebemcomavida.blogspot.com

Claudene Gonçalves disse...

Meus dois joelhos torcidos agradecem a postagem rs!.

Clau
MisturaCult

Claudene Gonçalves disse...

Meus dois joelhos torcidos agradecem a postagem rs!

Clau
MisturaCult

Joel dos Santos Leitão disse...

Mas pelo que entendi da sua reprodução da pesquisa esses atletas que correm há 20 anos não fazem necessariamente musculação ou pilates, fazem?

Márcia Fontanella disse...

PARABÉNS PELO BLOG, MUUITO BOM!JÁ ESTOU TE SEGUINDO, ABRAÇO

Luciane disse...

Caro Joel

Na verdade é necessário a manuetnção dos joelhos e de outros músculos com a musculação, justamente para naum se chegar a um diagnóstico de artrite. Esses atletas submetidos á pesquisas não faziam qualquer tipo de exercício e talve zpor esse motivo ainda apresentaram esses índices, ainda que baixos. Talvez se tivessem aliado a corrida aos exercícios de musculação ou pilates como sugeridos, tivessem seus índices bem reduzidos....

abraços