quarta-feira, 9 de setembro de 2009

CHATINHO, MAS....


Para alguns, o melhor amigo, para outros, basta tocar no assunto para que se abra uma grande discussão. Estou falando do frequencímetro.

Acredito seja e sempre será um assunto polêmico e de suma importância, já que é um grande aliado aos que praticam a corrida...ou não...

Serei sincera, aliás como nunca...rs...Não uso o talzinho nem a pau. Sei e reconheço a sua importância, afinal de contas quem pratica a corrida seja com o cunho de competir ou não estar monitorado pelo tal aparelhinho pode evitar grandes problemas.

No entanto, confesso...não gosto. Experimentei um desses há algum tempo atrás e no primeiro quilômetro ouvi tantos piiiiiiiiiiiiiiiis que nunca mais cheguei perto de um desses. É bem verdade que faço exames periódicos (de 6 em 6 meses), exames esses bem detalhados e que graças à Deus os resultados foram execelentes. Houve um episódio em que após ter feito uma bateria de exames antes de partiCipar de uma Meia Maratona, tive que levar o resultado para a minha hematologista dar uma olhada e segundo suas palavras...rs...:"Nossa, você tem coração de jogador de futebol"...Na verdade hoje em dia nem sei se isso foi um elogio, já que vira e mexe um jogador de futebol novinho vai conversar com São Pedro...rs...

O fato é que, muito embora eu não use, e utilize aquele método (não façam isso..rs), de colocar a ponta dos dedos no pescoço de 10 a 15 segundos (é impreciso no meio de uma corrida forte), acho sim que é importante. Há aqueles que não treinam nem por decreto se estão sem o frequencímetro. Por outro lado e aqui estou, esse aparelhinho é chato, pois no auge da explosão te breca sem dó jogando um balde de água fria num treino que poderia entrar para a história...rs..

Como tudo na vida, acho que tem os prós e contras. Tenho vários amigos que tem pré disposição à doenças cardíacas, outros, piores, tem mesmo problemas de coração. Nesse caso, nem tem o que pensar não é mesmo? É o que eu sempre digo..gosta mesmo de correr? Então cuida do teu amigo do peito (literalmente falando).

Obviamente quem tem essa pré disposição a doenças cardíacas sempre fica mais atento e mesmo não sendo muito fã do frequencímetro, acaba usando.

Eu tenho uma amiga que já correu até maratona. Tem exemplos na família de morte por doença cardíaca, mas mesmo assim não usa o frequencímetro para correr. Certa vez, minutos antes da largada de uma prova, sentiu os batimentos um pouco alterados e não duvidou...fim da linha...Atitude sensata e responsável.

É bem verdade que estar usando um frequencímetro ( DE MÁ QUALIDADE) não garate 100%, até porque conheço muita gente que compra essas coisas em camelôs jurando ser a mesma coisa...Ah tá...Tenho um colega meu que arremessou o aparelho no meio de uma prova, pois seus batimentos alternavam entre 90 a 210, depois de 70 a 230bpm. Claro que depois me confidenciou onde havia comprado o danado...rs...Numa dessas barracas na Pagé...

É importante? É...É chato pra KCT? É...O importante mesmo é se cuidar, é passar por cardiologista, é treinar com responsabilidade, e principalmente ouvir o piiiiiiiiiiiiiiiiiiiii que mais do que um frequencímetro, vOcÊ conhece. Respeite o seu corpo.

4 comentários:

George " Pepe" Volpão disse...

Oi Lu!

tenho o tal barulhento e não uso, hehe... Usei algum tempo mas depois cansa mesmo. Nada como o feeling. tenho certeza que só baixei alguns tempos meus em provas porque não uso o apetrecho. Aliás acho q ele tem mais utilidade para quem busca perder peso ou tem problemas cardíacos. Quem está ok e quer socar a bota pode correr sem. E, sendo fatalista, se rolar um piripaque, que seja correndo né? :-)

Um beijo e adorei o post!

Marildo Nascimento disse...

Lu acabei de receber e-mail da Mayumi...seu troféu já foi trocado e esta com o Léo que vai trazer para vc no dia 13/09 na 4ª Etapa do Santista.
Até lá
Abraços
Marildo

Mayumi disse...

Oi, Luciane! Endosso o que o Marildo escreveu acima! Que troféu bonito! Parabéns!
Quanto ao frequencímetro, ultimamente, ando preguiçosa para usar, pois troquei o meu e este último, ainda estou tentando descobrir onde estão as funções! Rsrsrs. Bjs.

Jorge disse...

Então somos 2 corredores que não gostamos de usar frequencimetro, tinha comprado um da oregon scientific e ele tem um controle que no caso o corredor sai da zona ele começa a apitar e vibrar até ai tudo bem, sendo que nos treinos de velocidades eu dentro da minha faixa o bichinho informava que estava fora e quando reduzia informava a mesma coisa, e também a faixa no peito não me adaptei ou seja me sinto melhor e preparado para correr sem ele. Mais torno a dizer que não é para os corredores fazerem a mesma coisa que nós fazemos, pois nós já corremos a bastante tempo e já estamos acostumados com isso.

Estarei correndo uma Ultramaratona de 24 horas pelas ruas de SP neste final de semana se puder nos acompanhar em tempo real anote ae http://thenorthface.com.br.

Boas corridas.

Jorge Cerqueira
http://jmaratona.blogspot.com