sábado, 26 de abril de 2008



ABDOMINAIS PARA CORREDORES


Você é daqueles corredores que dispensa a aula de abdominal e pensa que esse tipo de exercício é apenas para aqueles que querem ficar sarados? Então, é hora de deixar essa idéia de lado e utilizar esses exercícios como aliados da sua corrida.
Na verdade muitas pessoas acham que só basta correr, mas esquecem que a corrida exige muito do corpo, motivo pelo qual precisamos fortalecer o corpo como um todo. A panturrilha, por exemplo, muita gente não gosta de fazer essse tipo de treino na academia. E quando eu digo muita gente, entende-se eu também... Acho chato, tedioso... enfim não gosto. Mas toda vez que vc sentir uma dorzinha no joelho, lembre-se dos dias que vc não quis fazer treinos com a panturrilha, já que grande parte do esforço que vc faz ao correr, recai sobre essa partinha chata do corpo, gerabdo resultados no joelho. E por falar em joelho... é outro mebro muito importante para exercitar.. joelhos fracos... tenha certeza.. dor na certa.
Mas vamos ao que interessa, falar do abdome...aquela parte que a gente ama quando parece um tanquinho e odeia quando parece um pudim...aff...
Fortalecer a região do abdômen é importante para o corredor, pois é essa parte do corpo que dá sustentação para todo o tronco e ajuda o atleta a ter uma boa postura.
Os músculos abdominais, assim como os dorsais, assumem uma função ímpar na estabilização do tronco na corrida. Estes músculos estão intimamente ligados à atenuação de sobrecarga na coluna, ou seja, quanto maior a força deles, maior será a proteção recebida pela coluna durante a atividade”, disse Rodrigo Lobo, bacharel em educação física pela Universidade de São Paulo e diretor da equipe Way 2 Run Assessoria Esportiva e Personal Trainer.
O treinador Rodrigo Lobo ressalta ainda que a execução de exercícios para os músculos abdominais é recomendada para a prevenção de dores na região lombar da coluna vertebral, chamada de lombalgia, e contribui para a redução de sobrecarga imposta aos discos invertebrais, que pode evitar hérnias.
Os músculos abdominais possuem características próprias de um músculo estabilizador e, por isso, a carga de exercícios deve ser adequada ao nível de treinamento de cada atleta. “Como a contração desses músculos é mantida por horas seguidas, sem intervalos de descanso, séries muito longas e diárias de exercícios abdominais podem gerar um quadro de fadiga crônica e, com isso, perda de eficácia de suas funções”, alertou Rodrigo Lobo.
Esses exercícios podem ser feitos de três a quatro vezes por semana, sempre respeitando o limite de cada um”, explicou o treinador esportivo Fabricio Artesi, da Ecofit Club, que ressalta a importância de ficar atento à proporção volume versus intensidade para não sobrecarregar o organismo. “O atleta deve descansar no mínimo 24 horas entre cada treino”, completa Rodrigo Lobo.
Manter os músculos abdominais fortalecidos não é tarefa fácil. O treinador Fabricio Artesi aconselha que o corredor escolha, juntamente com o professor, o exercício ideal para o seu objetivo. “Se em um momento do treinamento o atleta quer aumentar sua velocidade, deve dar ênfase a exercícios que estimulem a explosão. Já aqueles que estão se preparando para uma prova mais longa, farão exercícios de resistência”, afirmou.
Os melhores exercícios“Diversos músculos compõem a parede abdominal, porém o músculo reto abdominal é um dos mais requisitados durante a corrida”, disse Rodrigo Lobo, que alerta para o perigo da sobrecarga na coluna resultante da intensidade muito grande desses exercícios. “Por isso, antes de começar qualquer exercício, procure um profissional competente para orientá-lo”, aconselhou Lobo.
Havia um tempo, que eu estava viciada em abdominais. Sei lá da onde eu tirei isso, mas fazia 1.500 por dia!!! Eram séries e mais séries de 50... 50 de frente, 50 do lado esquerdo, 50 do lado direito.. uma loucura, pra não dizer, um tédio só.. já que eram intermináveis as tais séries criadas por mim mesma.... que idéia de rato a minha!!!! E pasmem, os resultados nem eram lá essas coisas não. Tudo bem, ficava com aquele risquinho que todo mundo quer, mas não aingia o objetivo principal que era a melhora na hora de correr. Depois, mais tarde, meu professor de musculação me passou um treininho mais eficaz, com menos séries, com caneleiras, o que fez com que o abdome ficasse mais forte para a corrida propriamente dita e não somente de maneira estética. Com isso me mostrou que risquinho no abdome não quer dizer que ele seja forte...muito pelo contrário, muitas vezes vemos na praia aqueles homens enormes, com abdome saradão, e no entanto, são fracas... para ter força é outro esquema....rs...aliás, bem menos chato, diga-se de passagem...
Para um iniciante, é recomendado começar pelos exercícios na posição deitada, executando flexão parcial do tronco e as pernas presas. Em seguida, o atleta evolui para movimentos com pernas elevadas e para exercícios de maior flexão do tronco com as pernas livres.
Veja alguns exercícios bacanas e fáceis para nós, corredores fazermos:
- Remador: iniciar deitado de barriga para cima com o corpo estendido, levantar o tronco, abraçar os joelhos e voltar à posição inicial.- Twist: iniciar sentado com os pés levantados, joelhos semi-flexionados e segurando uma medicine ball. Leve a bola para o lado direito e as pernas para o lado esquerdo fazendo uma rotação de tronco e alternando os lados sem parar.
- Estabilização de tronco: deitado de barriga para baixo, apóie os cotovelos e a ponta dos pés no chão e estabilize o tronco em linha reta por 30 segundos.
Uma coisa que meu professor sempre me dizia era para que eu fizesse todo o meu treino de musculação, seja lá qual fosse, sempre com o abdome contraído. Isso chama-se contração isométrica dos músculos abdominais.
Então galera, aqueçam, corram, desqueçam, façam musculação e separem um tempinho também para os abdominais...ufa... já até cansei..rs...
Matéria originada da revista O2.

3 comentários:

Ricardo Hoffmann disse...

Oi Luciane, bem legal seu blog! Coloquei-o entre meus favoritos. Estou curioso por seu relato sobre o tênis sprint. Bom retorno.

Carlos Lopes disse...

Verdade, eu faço e me sinto bem melhor tanto em treinos como em prova..

Jorge disse...

-------\\\\|/-------
------(@@)-------
-ooO--(_)--Ooo—
Olá Lu boa noite muito boa essa sua colocação de abdominais olha eu não tenho aquela barriga sarada tipo tanquinho, mais também naõ sou barrigudo...rsss...Mais eu faço abdominais segunda, quarta e sexta dando intervalo de 24 horas e isso me tem ajudado muito.
Valeu...
Bom final de semana e bom recomeço nas corridas amigas.
Um abraço
JORGE