sexta-feira, 31 de julho de 2009

PERGUNTAS IMBECIS MERECEM SER RESPONDIDAS?
Alguns dias servem apenas para nos lembrar que não deveríamos ter saído de casa. O problema é que grande parte das vezes não sabemos que não deveríamos sair. Meu dia começou errado. Quando cheguei no meu pai, perguntei como estava a praia, já que havia chovido. Ele me disse que tinha corrido ás 08:00hs (eram 10:00) e que a praia estava cheia de valetas e com a maré alta. Desolada (odeio correr pela calçada) troquei de tênis (sim, tenho 1 tênis para a areia, outro para o asfato, outro para treinos velozes..rs...) e lá fui eu correr pela calçada xingando o mundo. Após ter corrido aproximadamente 5k, olhei para a areia e vi um homem correndo. Gritei: "Ei, dá pra correr pela areia?" ele prontamente: "Sim, está lisinha". Imediatamente pulei para a areia. O trator acabara de passar e realmente a areia estava como eu gostava.. lisinha, lisinha. Tudo bem, corri os outros 6k pela areia, mas perdi os primeiros 5k, o que me deixou furiosa. A fúria entretanto até rendeu, já que fiz os primeiros 5k em 26 min e os últimos 6 k em 20...nem sei como, mas...
Assim que terminei o treino, parei para me alongar. Se aproxima uma menina . Eu sabia que ela era da minha categoria, pois ela sempre chegava na minha frente nas provas. Isso antigamente, porque de 1 ano para cá, a coitadinha mesmo suando para me alcançar, não consegue mais. No entanto, ela me roubou alguns pódios...rs em tempos remotos ..Inicia-se um diálogo...Ela me perguntou em quanto eu estava fazendo os 1ok, mencioanndo inclusive o fato de eu estar chegando na sua frente nas provas. E eue até para dar uma tripudiadinha respondi: "Bom, na época em que vc me passava eu fazia em 55/58..Hoje quando eu te passo...estou correndo pra 46:30/47min". Neste momento, a mocinha deve ter sido acometida por algum espírito medonho, burro e imbecil para soltar a seguinte pérola: " Caramba...Diminuiu bem o tempo..mais de 10 min. Toma cuidado com essas coisinhas que vc deve estar tomando, porque conheço gente que realmente diminuiu o tempo, mas a longo prazo não conseguia correr nem pra 1 hora. O que vc tá tomando? Ok..A menina na lata disse que eu estava tomando coisinhas, digamos assim, para aumentar a minha performance sem muito esforço.
Cara.. na boa... fiquei olhando uns 10 segundos pra ela pensando se eu deveria ou não responder...mas respondí sim...talvez nem da forma que deveria (com socos e ponta pés..), mas ainda assim, respondí: " rs...rs...tomando alguma coisa? É ruim hen? Tu sabe o que é acordar todo dia, com chuva, sol, vento e correr na praia feito doida, seguindo disciplinadamente uma tabela mais doida ainda? Pois é linda...é esse o meu remedinho...Quer um conselho? Treina mais...vc já foi um boa, então significa que pode voltar a ser boa... é só treinar. Só não garanto que eu vou te dar moleza..rs.." Até pensei que a menina fosse sei lá, me mandar pra pqp...mas ela sem consertar a merda que disse terminou a conversa nos seguintes termos: " É..acho que eu tenho que treinar mais...mas eu juro que pensei que vc tava tomando algo. Até tinha comentando com a Simone sobre os teus tempos. Que bom pra vc que está conseguindo melhorar né?" O que dizer mais a essa criatura além do: "Vlw..."
Ninguém mrece. Aliás ninguém merece ouvir uam série de perguntas feitas por corredores nas provas. Eu mesma já ouvi algumas coisas...Querem ver alguns exemplos que eu achei meio bizarrinho...
( momentos antes da largada de uma prova de 10k) - E aí tá preparada? Digamos
assim... acho que não dá pra vc estar correndo uma prova de 10k sem estar preparada. Aliás, nenhuma prova. Pra gente que se acostumou a correr 10k, acha até a distância pequena, mas não é.. e não é mesmo. 10k é chão pra kct. Impossível correr sem estar preparada, vamos combinar...
Pw, meu amigo me passou o chip dele, porque não deu pra ele vim, será que tem problema? Ca-ra-cas. Mas é claro que tem problema, queridão...Se não falou com a organização para mudar os dados constantes no chip, claro que vai dar B.O. Já vi inúmeros casos de atletas que repassam o chip para amigos e na hora da premiação, dá problema. Quqre correr com o chip do cara.. corre, mas avisa para mudar os dados constantes no mesmo...é o mínimo e não dátrabalho nenhum. Dá mais trabalho eu responder uma pergunta cretina dessa.
(fim de prova) Caramba, fiz os primeiros 400m em 01:17 e vc? Tipo assim, o cara nem é obrigado a saber que eu raramente olho para o meu relógio a fim de saber a quantas estou correndo. Mas digamos que eu tivesse esse hábito...eu nem iria olhar os primeiros 400m.. primeiro porque não me interessa mesmo, segundo porque os primeiros 400 m tem uma muvuca que se tu respirar sem atenção tu vai pro chão mesmo e terceiro porque se me mato nos 400m significa morrer nos próximos quilômetros. Vou te contar viu... é cada uma...
Essa é a tua 1a vez nessa prova? Então te prepara, porque o bicho pega mesmo..Tem um trecho de subida, que todo mundo passa mal...tem gente que até vomita...Pqp. Eu não suporto isso. Muitas vezes a gente tá apreensivo com alguma prova. Eu mesma sou assim em provas em que não conheço o percurso, mas sei que há alguma dificuldade. Nessa hora a gente precisa de apoio, incentivo, não se pânico. Certa vez, no final de uma corrida, conversando com uma menina, ela me disse que estava com medo porque correria na semana seguinte o desafio da mata atlântica pela 1a vez. Ela disse que estava apavorada, pois todo mundo disse horrores para ela. Eu simplesmente disse: "Olha, eu corri esta prova e vou correr de novo, portanto não é tão difícil assim. Não se liga no que o povo fala, até porque é mais gostoso se vangloriar metendo medo nos outros do que dizer que o percurso foi tranquilo. Faz lá a tua provinha...tu vai conseguir." A menina ficou toda feliz. Chamou a mãe, disse que eu havia dito que não era tão difícil assim. No dia da prova nos encontramos pouco antes da largada. Ela estava nervosa e mais uma vez pedi para que ficasse tranquila. Durante a prova, passei por ela e ao final nos encontramos de novo. Aí quem fez pergunta foi eu: " E aí achou tão difícil assim como disseram?" E ela, tadinha, arregalou os olhos e disse: " Nossa é bem pior do que me disseram". Muitos podem achar que agi errado ao diminuir a dificuldade da prova, mas eu ainda cho que não. Se a prova já era difícil, pra que complicar ainda mais? Pelo menos antes da prova ela não pensaria tanto nas coisas que disseram. Não costumo assutar as pessoas...até porque não gosto nem um pouco de ser assustada.
De toda forma...como eu disse, às vezes é melhor responder educadamente, muito embora seja seguidora do Dr. Saraiva: TOLERÂNCIA ZERO...rs...
De toda forma, às vezes é melhor responder educadamente não é?

2 comentários:

Mark Velhote disse...

Lucy

Mais um post nota 10! Muito bom mesmo!

Abraço

Mayumi disse...

Rsrsrs. Luciane, tem gente que às vezes não se dá conta que está falando coisas desagradáveis! Rs. Mas, perdoemos! Um dia, eu posso ter falado bobagens também, sem saber, mas é um risco que a gente corre. Também não sou de retrucar, mas que às vezes dá vontade, dá! Eu parto do seguinte princípio: é dialogando que a gente se entende! Nem sempre? Rsrsrs. É... nem sempre, mas tentamos!