domingo, 14 de setembro de 2008


OPERAÇÃO ROLETA-RUSSA TOTALMENTE APROVADA....EU GARANTIUUUUUU..

Eu não estava alimentando grandes expectativas para esta prova de hoje não...até porque depois da Meia Maratona descansei 1 semana e só treinei para esta 6a etapa do Santista no domingo passado e nesta segunda, ou seja, fui com a cara e com a coragem, mesmo sem treinar por 5 dias...


Ontem à noite, o tempo virou e eu senti que podia ter problemas, já que correr com vento nunca foi e nunca será o meu forte...Na madrugada ouvi o temporal caindo e o vendaval na minha janela...João acordou pela 1a vez À 01:30hs e eu temi ter uma noites daquelas em que ele acorda de 2 em horas...mas não, o mocinho, como em todas as provas, cooperou e acordou pela 2a vez só às 06:30, hora programada para eu levantar msmo....

Olhei pela janela, o frio assustou um pouquinho e a garoa fininha me fazia acreditar que não seria uma boa prova...Meu pai passou aqui às 08:00 hs e lá fomos nós....




A presepada começou logo cedo....Recebi um e-mail de um amigo dizendo que a largada da prova tinha sido transferida para o canal 3...Ok, ao chegar no local, faltando 40 minutos para a largada, o que eu vi? Nada...Isso mesmo... vi um monte de CET sozinhos, colocando cavaletes, mas nenhum atleta...nenhunzinho....aí, o bicho pegou...

Então pensamos...Bem, a prova é dos Comerciários, e a corrida é do SESC, o jeito é ir até o SESC pra ver o que há...ufaaaaaaaa... Logo na quadra que antecedia o clube, pude ver alguns atletas encolhidinhos debaixo de marquizes... que alívioooooooo.....

Corri para pegar o chip. Enquanto isso, meu pai encontrava-se totalmente mau-humorado, pelo fato de não poder correr esta última etapa, devido ao bico de papagaio e o repouso absoluto receitado pelo médico. Na boa, morri de pena dele...Chegou uma hora que ele soltou a seguinte frase de partir o coração de qualquer corredor: " Nunca mais me faça isso, nunca mais me chame pra ver uma corrida sem que eu possa correr. Eu tô quase saindo correndo no meio desse povo e seja o que Deus quiser"... Ah, gente, me doeu ouvir isso...Mas é assim mesmo... Quando eu me inscrevi para a Corrida dos Atletas slidários de São Vicente, peguei Dengue 3 dias antes da prova e também tive que assitir meu pai correndo. Confesso, quando ouvi o fuóóó, escorreu lágrimas dos olhos, mas...preferi me recuperar...e assim ele também deve fazer, por mais difícil que seja...


Comecei o meu ritual...rs....Água, água, água....água...água...e mais água....

Banana, banana e mais banana...rs... Terminado o ritual, bem abastecida e totalmente preparada para encarar o último desafio do campeonato Santista desse ano, fui em busca dos amigos...Kd os Matungos, Pangarés e Amigos????


Opa, olha a galera aí gente...Vai, perguntem.. Por que eu não estou com a camisa? Porque eu estava com muuuuito frio...e correr de regatinha é coisa pra macho!!!! rs....Dessa vez só eu de mulher... ÊÊ Patrícia....(filha do Marildo), que papelão foi esse de preferir a cama à correr???? Mas tudo bem, a força feminina foi bem representada por minha pessoinha...rs... Estão vendo a faixa lá atrás??? Não???? Peraí...


Que chicccccccccccccccccccccc... É nóóóóisssssssss....Valeu marilo, ficou show de bola....Serei sempre parte dessa grande família!!!!! uhuuuuuuuuuuuu......

Ok, tudo muito bom, tudo muito bem...mas é hora da largada...E lá fomos nós....Coloquei na cabeça que eu iria para o tudo ou nada. Muito embora eu soubesse que ficar sem treinar por 5 dias e largar forte, seria bem arriscado, queria baixar o meu tempo de 0:52:59 da última etapa. Era a última, eu tinha que caprichar...Logo na primeira esquina, meu mp3 parou...Eu não estava acreditando...Não tinha trabalhado o meu psicológico para isso...rs...Acredito até que perdi uns segundinhos dando uns mini-socos no coitado pra funcionar.. Sorte minha... funcionou...Reslvido o problema técnico, lá fui eu... larguei fortíssimo...Queria manter o ritmo...mas ao ao mesmo tempo achava que eu iria quebrar... Tínhamos que ir até o canal 2, depois voltar até pouco mais do 6, e voltar novamente até o 5...esse era o percurso...Todavia, logo de cara, o vento mostrou que não ia ser fácil...Mas não me intimidei não. Lembrei dos treinos na areia com vento em que eu não diminuía o ritmo...ali não podia ser diferente...Na volta, o vento estava de lado...Estava tão forte que eu, levinha, chegava a tropeçar no meu próprio tênis...

Na altura do km 7, senti o ritmo forte que eu estava impondo, mas pensei que não poderia colocar tudo a perder. De que adiantaria eu ter largado tão forte e morrer na praia??? Era prefeível então ter largado mais devagar e acelerar no final...Não, nada disso, bebi um gole dágua e continuei...eu sabia que eu podia....Quando vi a placa do km 9, sabia que estava bem perto, mas as pernas doiam, e as costas também pelo esforço contra o vento. Faltava muito pouco...Ouvi a frase de um corredor que já havia terminado a prova, mas voltava para incentivar quem ainda não tinha chegado: " Corredor não desiste, corredor não sente dor"... Nossa, que frase de impacto!!! rs...Quer saber? Foi o que Deus quis minha gente...

Acelerei e quando vi de longe o relógio na casa do 0:50 min, vi que eu chegaria no 51 e pouquinho...abri um sorrisão e fui....cheia de alegria...sem nem lembrar da dor que eu estava sentindo na panturrilha...Quando olhei para o relogio... 051:48...o narrador disse: "Opa, assim que é bacana, chegar sorrindo, nada acontecendo...." ...Que maravilha...Consegui...



E cumpri o prometido...chegar na última etapa na casa dos 51min...Nessa hora, o mau humor do meu pai já tinha ido embora, dando lugar a um montão de informações: "olha, o cara caiu no tapete....", "Caramba, chegou um cara gritando Obrigada meu deus do céu", Sabe aquela velhinha que corre na praia, então ela fez em 53...." Que bom...agora ele estava feliz e veio todo empolgado contando o lado de expectador....Dava risada e estava empolgado para correr Mongaguá...não esta etapa do dia 27, mas a próxima...

E pra quem não acreditava que eu podia voltar de uma gravidez correndo feito gente grande.. tá aí... E digo mais... os quilinhos se foram totalmente....E se antes da gravidez eu pesava 49kg, hoje, 5 meses depois de ter tido o meu maio presente, estou na categoria peso pena...rs...pesando nada mais nada menos do que 47,5kg, é mole???? Isso é um incentivo para a mulherada, que pensa que só porque teve um filho, a vida esportiva foi por ralo abaixo... é nada!!!! Agora mais do que nunca, me esforço mais e mais para superar todos os meus limites....

E assim termina, mais um Campeonato Santista... Em 2009, prometo correr todas as etapas, trazer meu marido para pelo menos 1 delas e continuar firme e forte vestindo a Camisa dos matungos, Pangarés e Amigos....uhuuuuuuuuuuuuuuu....

2 comentários:

amocorrer disse...

parabéns....lindo relato e otimo tempo, vc tá voando hein menina, fico feliz...não tenho duvidas que logo logo estará sub. 50 min. abcs.Regis

Marildo Nascimento - http://4corredores.zip.net disse...

Sentimos muito a falta do João, do seu marido de vc de so seu Miguel e esposa em nossa confraternização.
Foi muito bacana e o pessoal se divertiu a valer!
Sabe nem consigo imaginar que vc e seu pai não estejam com a gente no ano que vem... vamos trazer o seu marido também e novos amigos OK?
Um grande abraço desse seu amigo